Tivoli Victoria já recebe clientes É a segunda abertura da rede este ano

03-03-2009 (23h07)

O Tivoli Victoria, unidade 5-estrelas localizada em Vilamoura, Algarve, junto aos campos de golfe Victoria e Millennium, abriu hoje, terça-feira, apenas cerca de duas semanas depois de a rede hoteleira da Espírito Santo Tourisme ter aberto em São Paulo o Tivoli São Paulo – Mofarrej.

Também da gama Tivoli Collection como o seu “irmão” brasileiro ( Tivoli São Paulo – Mofarrej abre com chancela Tivoli Collection) que a rede apresenta como uma classe de hotéis “simultaneamente intemporais e vanguardistas, que representam um patamar superior, conjugando qualidade e personalização do serviço, conforto e bem-estar, sofisticação e um estilo singular”, o Tivoli Victoria, um 5-estrelas com 280 quartos, tem a particularidade de ser a primeira unidade projectada e construída de raiz pela Tivoli Hotels & Resorts.
“Inspirado num conceito de intemporalidade e requinte” e “desenhado para satisfazer os desejos e necessidades dos mais exigentes clientes dos segmentos de golfe, de lazer, de reuniões”, o Tivoli Victoria, cuja primeira pedra foi assente a 28 de Novembro de 2006 ( Vilamoura vai ter o primeiro hotel projectado de raiz pela Espírito Santo Hotéis) a  apresenta entre as suas credenciais um “restaurante gourmet by Chef Luís Baena”, um Elements Spa by Banyan Tree, o projecto de ser também uma “original galeria de arte contemporânea portuguesa” e estar integrado no conceito Experience More que a rede tem desenvolvido.
“Quando ao engenho adicionamos a paixão, a obra assume patamares mais elevados de sofisticação… Creio que ela está presente em todos os detalhes deste hotel tão especial. Em conjunto com a minha equipa, faremos com que os nossos clientes a sintam e a vivam plenamente” — é o compromisso assumido pelo director geral do Tivoli Victoria, Mário Candeias, citado em comunicado em que se anuncia que a inauguração oficial da unidade será a 19 de Junho.



40 mil metros quadrados “paredes meias” com Victoria Golf Course
A informação da Tivoli Hotels & Resorts indica que o novo hotel está implantado numa área de 40 mil metros quadrados e a sua oferta de alojamento compreende uma suite presidencial, “com equipamento audiovisual Bang & Olufsen, duas suites executivas, 14 suites júnior, 184 quartos twin e 79 quartos com cama de casal.
Todos estão equipados “com as mais recentes inovações tecnológicas aliadas à elegância da sua decoração”, “dispõem de uma ampla varanda com uma grande day bed e alguns, no rés-do-chão, têm um jardim com jacuzzi”.
As suites, por sua vez, “têm integrado um sistema home theatre e oferecem um serviço personalizado através de um Butler, que dá apoio personalizado a cada cliente”.



“Em cada quarto, a pureza do pavimento em mármore branco contrasta com o calor das paredes em madeira de carvalho americano e com o papel de parede em fibras naturais”, indica ainda a rede hoteleira.
O comunicado destaca os atractivos da unidade para os golfistas, salientando que além da sua localização, “sobre o campo de golfe Victoria, projectado pelo prestigiado arquitecto Arnold Palmer”, dispõe de um Golf Desk, balneários exclusivos, acesso ao driving range dos campos Oceânico Victoria, Oceânico Millennium e Oceânico Laguna com bolas ilimitadas e, ainda, transporte gratuito para os restantes campos da Oceânico.
Aliás, acrescenta, o Tivoli Victoria será o hotel oficial da PGA European Tour - “Portugal Golf Masters”.

Opções gastronómicas com “vistas soberbas”
Sobre a sua oferta gastronómica, a rede indica que dispõe do Emo, “restaurante gourmet by Chef Luís Baena”, do Sensorial, “que funciona desde o pequeno-almoço até ao jantar” e “oferece um ambiente moderno e informal”, do Chill by the Pool, que “funciona durante o dia com refeições ligeiras e para apoio à piscina”, do POP Bar, bar lounge junto à piscina, e do Bartini, “inserido no espaço do lobby”.
No Emo os clientes vão encontrar “uma cozinha portuguesa ‘revisitada’”, com”uma carta de aromas portugueses com apontamento regional” e “um menu de degustação surpreendente”.
O Emo oferece um “ambiente contemporâneo”, inspirado em “elementos típicos da arquitectura tradicional”, com “painéis de azulejos de chacota manual metalizados e em folha de ouro que revestem os pilares” e “motivos de filigrana aplicados inesperadamente em paredes e tectos”.
O restaurante, com capacidade para 80 pessoas, dispõe de zona privada, com uma mesa para 12 pessoas, e um  private lounge, “além de uma esplanada com uma soberba vista sobre os campos de golfe e o mar”.
Sobre o Sensorial, com cerca de 200 lugares, a rede indicou que se localiza no piso térreo, com acesso directo aos jardins do hotel, e caracteriza-se pelo “buffet e showcooking” e a “aposta numa cozinha internacional com ‘sotaque’ português”.
Também o Sensorial Tira tem zona de esplanada, com uma área coberta e uma área de jardim.
O Pop Bar é apresentado como “um bar com ambiente moderno” que proporciona “eventos que se estendam para a zona de esplanada”, abrindo ao fim da tarde “para um pre-dining cocktail ou para uma degustação de tapas portuguesas, com vista sobre a magnífica “colunata” de palmeiras e infinity pool”.
O Bartini, por sua vez, é apresentado como “sóbrio e aconchegante”, tendo “os campos de golfe como fundo”.
“É caracterizado por cadeirões em tecidos nobres, sofás muito horizontais, grandes tapetes e candeeiros estilizados”, indica a rede que refere ainda que o Bartini está “organizado em ilhas e é marcado por uma iluminação ambiente suave” e tem associada “uma zona mais tranquila, com uma cuidada selecção de livros, e zona lounge no exterior, [que] convida a um relaxante final de tarde”.
Quanto à oferta de lazer, o Tivoli Victoria dispõe de “piscina interior destinada a tratamentos (vitality pool) e quatro piscinas exteriores (três para adultos e outra para crianças)”.
A informação indica que a Sul-nascente “estão duas piscinas de inspiração clássica” e a sul-poente está a terceira piscina para adultos, “mais resguardada, com dois níveis de água separados por uma ponte de madeira e com um plano de água que forma uma cascata a todo o comprimento”.
Para as crianças, a piscina foi “totalmente desenhada a pensar no seu conforto e segurança, assim como acesso directo ao playground e kids club”.
A oferta de lazer inclui ainda “um dos maiores courts de ténis em relva sintética do país” e “acesso ao exclusivo clube de praia Nikki Beach, situado no Tivoli Marina Vilamoura, e à zona de praia concessionada de Vilamoura através de um serviço de shuttle”.
Para o segmento de reuniões e conferências, outras das apostas da rede para o Tivoli Victoria, a unidade conta com 900 metros quadros de salas de banquetes e reuniões, “totalmente equipadas com o mais moderno equipamento audiovisual, e com capacidade máxima até 950 pessoas”, bem como “uma zona de recepção para grupos e acesso directo para autocarros”.

1.200 metros quadrados de Elements Spa by Banyan Tree
A oferta de um Elements Spa by Banyan Tree é outro dos atractivos em que a rede apostou para o Tivoli Victoria.
São cerca de 1.200 metros quadrados de SPA no conceito “puro luxo, na melhor tradição oriental”, salienta a rede hoteleira, sublinando que dispõe de “uma piscina interior para tratamentos (vitality pool) com vista panorâmica sobre o campo de golfe, sauna, jacuzzi, hidromassagem, sete salas de tratamento e zonas de relaxamento, todas decoradas e envolvidas num ambiente asiático de luxo”.
A rede salienta ainda que, para “garantir a qualidade única do serviço, todas as terapeutas são formadas nos Spas Banyan Tree da Tailândia e muitas são de origem tailandesa”.

Um hotel que é também uma “original galeria
de arte contemporânea portuguesa”

Também novidade é o projecto de que o Tivoli Victoria seja também uma “original galeria de arte contemporânea portuguesa”.
“Foi o desafio que a Tivoli Hotels & Resorts lançou a três das mais representativas galerias nacionais (Vera Cortês, Pedro Cera e Cristina Guerra)” e que tem como resultado “uma diversificada colecção de obras de arte que enriquecem de forma única o património do hotel”, de Pedro Calapez, Gabriela Albergaria, Mariana Viegas, Ricardo Valentim, Nuno Cera, João Louro e Adelina Lopes.
Pedro Calapez criou um conjunto de painéis em baixo relevo, utilizando betão pigmentado, que emolduram os pontos principais do edifício, Gabriela Albergaria desenvolveu a escultura “Árvore” para o lobby e “paredes estampadas” para o Centro de Conferências e Mariana Viegas, inspirada na prática do golfe criou uma série de fotografias que colocadas em grandes caixas iluminadas criam uma atmosfera intensa no POP Bar.
Ricardo Valentim criou “as geometrias caleidoscópicas dos vinis colados em diversas paredes ao longo do hotel criam diferentes percepções de espaço”, Nuno Cera fotografou uma série de “surpreendentes detalhes da vida quotidiana” para as júnior suites, João Louro criou duas paredes de néon totalmente inspiradas no golfe para a mezzanine do lobby e Adelina Lopes desenvolveu um conjunto de fotografias delicadas, baseadas na fragilidade do vidro, para o Restaurante EMO.

Ambiente entre as “preocupações centrais”
A Tivoli Hotels & Resorts destaca ainda que o Victoria, membro da Preferred Hotels & Resorts, “abre as suas portas perfeitamente integrado no conceito Experience More”, o que significa que oferece “um alargado leque de T/Services e de uma equipa de Experience Assistants, disponível 24h por dia, para ajudar os clientes a viver experiências originais ao longo da sua estadia, desenhadas de forma a revelar o que de melhor, mais original e autêntico este destino tem para oferecer”.
Com projecto de arquitectura da Promontório Arquitectos e a decoração de interiores da Promontório Interior Design, a nova unidade da Tivoli Hotels & Resorts foi construída tendo as questões ambientais “como uma das preocupações centrais”, salienta a rede que anuncia que “o hotel planeia obter a certificação do sistema de gestão ambiental através dos referenciais EMAS e ISO 14001”.
A rede, que afirma ser “a única cadeia hoteleira em Portugal com um programa de gestão das emissões de carbono, inserida numa sólida estratégia de sustentabilidade e eco-eficiência, através da sua iniciativa ‘Neutros em Carbono’”, anuncia ainda que “vai assinalar a abertura do Tivoli Victoria neutralizando as emissões de dióxido de carbono da primeira semana de actividade, calculadas em 32 toneladas, através da plantação de mais de 100 árvores autóctones na Tapada de D. Fernando II em Sintra (uma acção no âmbito da parceria com a Parques de Sintra – Monte da Lua)”.

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Oceanário de Lisboa atingiu ontem um novo recorde diário de visitantes

12-12-2011 (21h37)

O Oceanário de Lisboa atingiu ontem um novo recorde de visitantes num só dia, beneficiando ter sido a “prenda de Natal” para 10,7 mil colaboradores da Volkswagen AutoEuropa e seus familiares.

Restaurante do Altis Belém tem nova carta e estreia menu de degustação de Trufa Negra

12-12-2011 (15h44)

O Restaurante Feitoria do Altis Belém Hotel & Spa, que conquistou este ano uma estrela Michelin, acaba de lançar a nova carta para a temporada de Inverno, “inspirada nos sabores fortes da terra”, que integra, pela primeira vez, um menu de degustação de Trufa Negra.

Hilton abre Hilton Nanjing Riverside à beira do Yangtze

12-12-2011 (09h45)

O Hilton Hotels & Resorts anunciou a abertura da segunda unidade em Nanjing, China, em menos de um mês. O novo Hilton Nanjing Riverside situa-se à beira do rio Yangtze e a sete quilómetros do bairro financeiro da cidade.

Ô Hotels & Resorts contrata gerente de vendas internacionais

10-12-2011 (18h17)

A cadeia hoteleira Ô Hotels & Resorts está a contratar um international hotel sales manager.

EV Viagens contrata técnica de turismo

10-12-2011 (18h15)

A EV Viagens, agência de Macedo Cavaleiros, Bragança, “ligada ao grupo Orizonia”, está a contratar uma técnica de turismo.

Ultimas Noticias

Noticias mais lidas