Ponte de Lima investe em passeios turísticos em barcos tradicionais

29-08-2019 (12h38)

Foto: Visite Ponte de Lima / www.visitepontedelima.pt
Foto: Visite Ponte de Lima / www.visitepontedelima.pt

A Câmara Municipal de Ponte de Lima vai fazer um passeio experimental amanhã, sexta-feira, com uma réplica de um barco tradicional que antigamente transportava pessoas e mercadorias no rio Lima.

As embarcações, designadas “água-arriba”, deixaram de navegar no rio Lima há 60 anos, disse o vereador da Câmara de Ponte de Lima, Paulo Sousa, à agência Lusa.

“O nosso objectivo é recuperar uma memória colectiva associada à navegabilidade do rio e de toda a actividade comercial e social que existia nas margens do rio Lima, entre Ponte de Lima e Viana do Castelo”, disse o vereador do Desenvolvimento Rural, Educação, Turismo e Modernização Administrativa.

Por outro lado, a intenção também é potenciar o “turismo náutico a partir do centro histórico da vila, servindo de oportunidade para a criação de novos serviços e de novas experiencias turísticas”.

A réplica da embarcação tradicional, baptizada “Ponte de Lima”, tem 15 metros de comprimento, entre quatro e cinco metros de largura e capacidade para transportar 30 pessoas.

Este “água-arriba” será lançado à água amanhã pelas 17h30. O barco ainda “está em processo de certificação” e deverá começar a operar “em breve”, avançou Paulo Sousa.

O barco foi construído por um pescador da freguesia vizinha de Lanheses, no concelho de Viana do Castelo, conhecido por "Caninhas". O vereador descreveu-o como “um senhor com muita experiência na recuperação e construção deste tipo de embarcações antigas”, que “já construiu um barco igual para Lanheses e ainda réplicas das pirogas, achadas no rio Lima em 2003, ambas com cerca de 2.300 anos”.

Paulo Sousa avançou também que o pescador “ofereceu” a mão-de-obra e o município investiu na aquisição da madeira, do ferro e de um motor.

A construção da réplica arrancou há seis meses, com a aquisição de um pinheiro de grandes dimensões, de onde foram serradas tábuas com o comprimento de 15 metros. "O pinheiro foi comprados em Amares, distrito de Braga, porque tinha de ser um exemplar de grandes dimensões", especificou.

(PressTUR com Agência Lusa)

 

Clique para ver mais: Cá Dentro

Clique para ver mais: Actividades

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Aljustrel tem o maior percurso mineiro urbano de Portugal

19-02-2020 (17h49)

O maior percurso mineiro urbano de Portugal está disponível em Aljustrel, oferecendo aos "amantes" de caminhadas a possibilidade de visitar e desvendar "segredos e riquezas" dos principais locais de interesse da vila mineira alentejana, divulgou hoje o município.

Castelo Branco promove prémio Eco-Criativo para o Carnaval

18-02-2020 (16h04)

O Carnaval de Castelo Branco, que começa na sexta-feira com um desfile com mais de três mil crianças, vai promover o prémio Eco-Criativo, que "visa estimular o aproveitamento de resíduos sólidos urbanos".

Primeira "Porta de Entrada" no Vale do Tua inaugurada em Murça

17-02-2020 (16h05)

A primeira “Porta de Entrada” no Parque Natural Regional do Vale do Tua (PNRVT) já foi inaugurada, em Murça, distrito de Vila Real, e pretende ser um espaço interactivo para a promoção turística e a descoberta do território.

Alta Mora anuncia 1ª edição do Festival das Amendoeiras em Flor

29-01-2020 (15h54)

Alta Mora, em Castro Marim, vai organizar a 1ª edição do Festival das Amendoeiras em Flor, com actividades como passeios entre as árvores em flor e uma viagem pelas tradições gastronómicas e artesanais algarvias, no primeiro fim-de-semana de Fevereiro.

Skydive Seven vendeu mais mil saltos de paraquedismo turístico em 2019

24-01-2020 (12h56)

A empresa portuguesa Skydive Seven, baseada no Algarve, executou mais de 6.000 saltos de paraquedismo turístico este ano, o que corresponde a um aumento de cerca de 21,2% ou mais 1.050 saltos que no ano anterior.

Noticias mais lidas