Banguecoque à noite, em Chinatown e Khao San Road

14-02-2020 (15h27)

As noites de Banguecoque têm uma fama para a qual encontramos justificação em locais como Chinatown e Khao San Road. Na primeira porque encontramos street food em abundância e, na segunda, os excessos e extravagâncias de festas que só acabam de manhã.

Antes de tudo isso, e porque esta viagem é organizada para mostrar a Tailândia a agentes de viagens, visitamos dois hotéis: o Furama Silom Hotel, com a sua piscina com vista para a zona financeira da cidade, dominada por arranha-céus modernos, e o Novotel Bangkok Silom Road, onde estamos hospedados e temos a sorte (ou a pontaria) de apanhar uma noite em que o restaurante serve marisco em buffet.

O restaurante está cheio, com mais tailandeses do que estrangeiros, que acumulam nos seus pratos pirâmides de cascas de camarão, caranguejo, mexilhão e outros mariscos que comem com molho de pimenta, refrescando-se com cerveja Singha.

Naquele ambiente barulhento, a conversa na nossa mesa centrava-se nas massagens que alguns de nós receberam antes do jantar. Quando chegámos ao hotel, vindos do mercado flutuante de Damnoen Saduak, esperavam-nos massagistas da Escola Tradicional Tailandesa de Wat Pho, que o nosso guia, Fellini, contratou para os interessados. A proposta era aliciante: duas horas de massagem por 800 baht, cerca de 24 euros.

No quarto, primeiro com a barriga para baixo, depois para cima, a massagista percorre o corpo dos pés à cabeça, apertando e pressionando vários pontos. Usa um pé para prender certa parte e as mãos para esticar outra, chega até a usar os cotovelos para carregar em determinadas zonas. No final, deixa-nos com uma sensação de leveza e bem-estar.

Era a última noite em Banguecoque, dormir cedo estava fora de questão e, por isso, depois do jantar seguimos para Chinatown, onde encontrámos uma avenida iluminada a vermelho e amarelo por letreiros com caracteres chineses. Havia trânsito na estrada e um mar de gente nos passeios. Uns a caminhar, outros em filas para comprar comida e outros já a comer, sentados em bancos de plástico.

Para a despedida da capital, porque no dia seguinte viajamos para Norte, esticamos a noite mais um pouco para conhecer a famosa Khao San Road, onde os bares de um lado e do outro da rua fazem uma competição de decibéis e as pessoas transformam a estrada numa pista de dança.

No caminho entre bares encontramos vendedores das mais variadas extravagâncias, desde petiscos exóticos como escorpiões e gafanhotos aos famosos ping pong shows. Há também casas de massagens, lojas de roupa e de souvenires, hotéis e hostels. Difícil será dizer o que não há em Khao San Road.

Amanhã o cenário será outro. Aguarda-nos a tranquilidade das montanhas e harmonia com a natureza, no Norte do país.

Para continuar a ler clique:

Norte da Tailândia, um dia em Chiang Rai

 

Por Luís Canto

O PressTUR viajou a convite do operador turístico Solférias

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Macau cria mais dez roteiros turísticos locais

20-07-2020 (12h46)

O Governo de Macau divulgou hoje, 20 de Julho, mais dez roteiros turísticos locais, que incluem experiências desde uma viagem de helicóptero por cerca de 43 euros, a visitas nocturnas com passagem pelo centro histórico, património mundial da UNESCO.

Roteiros turísticos de Macau registaram cerca de 47 mil residentes participantes

13-07-2020 (16h32)

Cerca de 47 mil pessoas já participaram nos 15 roteiros turísticos locais, lançados pelo Governo de Macau para impulsionar a economia, afectada pela Covid-19, afirmou a directora dos Serviços de Turismo.

Seicheles reabrem fronteiras, mas barram entrada a visitantes de Portugal

06-07-2020 (16h45)

As Seicheles começaram a reabrir as fronteiras aos turistas estrangeiros, mas os viajantes procedentes de Portugal estão impedidos de entrar.

Tongsai Bay, em Koh Samui, reabre a 1 de Julho

24-06-2020 (17h28)

O The Tongsai Bay, unidade hoteleira Green Pearls na Tailândia, vai reabrir a 1 de Julho com uma série de medidas de limpeza e higiene de acordo com os requerimentos da Organização Mundial de Saúde e das autoridades locais.

Maldivas reabrem ao turismo a partir de 15 de Julho

24-06-2020 (11h36)

As Maldivas vão reabrir ao turismo a partir de 15 de Julho, depois de vários meses com os hotéis encerrados devido à pandemia de covid-19.

Opinião e Análise