Brasil cria linha de crédito de 45 milhões de euros para áreas afectadas por derrame de petróleo

28-10-2019 (22h13)

O ministro do Turismo brasileiro, Marcelo Álvaro António, anunciou que irá disponibilizar uma linha de crédito de 200 milhões de reais (45 milhões de euros) para as regiões nordestinas afectadas pelo derrame de petróleo.

“O Ministério do Turismo irá disponibilizar 200 milhões de reais do Fundo Geral do Turismo (Fungetur), através de agentes financeiros da linha de crédito, com condições diferentes de prazos e custos. O objectivo é ajudar pequenos empreendimentos turísticos a superar um possível período de retracção das suas actividades", refere a tutela num comunicado no seu website.

Numa visita à praia de Porto de Galinhas, no estado de Pernambuco, o ministro afirmou que os recursos do Fundo têm condições para atender pequenos e médios empresários afectados pelo derrame de petróleo na região, que acontece desde finais de Agosto.

"As linhas de crédito do Fungetur são muito atractivas do ponto de vista de prazo, custo do crédito e carências para estados e cidades que tiveram impacto do óleo vindo do mar", declarou o governante.

O Fungetur é operado no nordeste pela Caixa Económica Federal e pelo Banco do Estado de Sergipe (Banese).

De acordo com a Marinha brasileira, foram mobilizados militares para as áreas contaminadas desde 2 de Setembro, data em que o aparecimento do petróleo nas praias foi detectado. Contudo, o Ibama (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis) indica que verificou as primeiras manchas a 30 de Agosto, na Paraíba.

Centenas de voluntários, residentes na região do Nordeste, também se mobilizaram para limpar, através dos seus próprios meios, as manchas de petróleo das praias, situação que o governante aproveitou para agradecer.

"Gostaria de agradecer à comunidade e ao voluntariado das pessoas junto da Marinha e do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) para garantir que as praias de Porto de Galinhas e outras da região continuem limpas e aptas ao banho. O Governo Federal trabalha para identificar a causa e a solução de limpeza das praias", referiu Marcelo Álvaro António.

O Ministério do Turismo informou que o edital para credenciar novos agentes financeiros, para responder à região afectada, será publicado nos próximos dias.

(PressTUR com Agência Lusa)

Ver também:

Desastre ambiental nas praias do Nordeste brasileiro sem fim à vista 

  

Clique para ver mais: Brasil

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Principais atracções do Rio de Janeiro reabrem no Sábado

13-08-2020 (17h56)

O icónico Cristo Redentor brasileiro reabre ao público no Sábado, assim como o morro Pão de Açúcar, o Aquário Marinho e a Roda Gigante, outras atracções turísticas do Rio de Janeiro, após cinco meses encerrados devido à Covid-19.

Rio de Janeiro vai reabrir pontos turísticos com restrições

17-07-2020 (10h31)

A cidade brasileira do Rio de Janeiro reabrirá a partir de sexta-feira os seus pontos turísticos, mas impondo restrições como distanciamento mínimo de quatro metros quadrados entre visitantes, devido à covid-19.

Oásis Atlântico divulga medidas para prevenir a propagação da covid-19 nos seus hotéis

22-05-2020 (11h22)

O grupo português Oásis Atlântico, que tem hotéis em Cabo Verde, Marrocos e Brasil, está a divulgar as medidas que implementou nos seus hotéis para prevenir a propagação da covid-19, incluindo reforço da limpeza e redução de capacidade em restaurantes e bares.

Brasil ultrapassa pela primeira vez mil mortos com covid-19 em 24 horas

20-05-2020 (11h02)

O Brasil contabilizou pela primeira vez mais de mil mortos com covid-19 em 24 horas, com mais 1.179 óbitos e 17.408 infectados, o maior número diário registado desde o início da pandemia no país, informou hoje o executivo.

Alagoas acredita que tem potencial para levar europeus a redescobrirem nordeste brasileiro

05-03-2020 (14h19)

“Alagoas é uma jóia da coroa e é o que talvez faça com que o europeu volte a procurar o Brasil como um todo mais constantemente”, perspectivou o secretário de Turismo deste estado nordestino brasileiro, Rafael Brito, numa apresentação ontem em Lisboa.

Opinião e Análise