Porto de Mós aposta na valorização do turismo industrial

08-09-2020 (11h31)

Foto: www.municipio-portodemos.pt
Foto: www.municipio-portodemos.pt

O Município de Porto de Mós vai apostar na valorização do turismo industrial nos próximos anos, aproveitando a sua história de exploração de barro e recuperando a Real Fábrica de Azulejo do Juncal e a antiga central termoelétrica.

A aposta no turismo industrial integra o Plano Estratégico de Turismo Sustentável 2020-2030, que tem como objectivo “afirmar” Porto de Mós, referiu o presidente do Município, Jorge Vala, ao considerar que o concelho tem um “potencial enorme” e “uma capacidade muito grande de atracção”.

A aposta do concelho, segundo o plano apresentado ontem, será virada para o turismo de natureza, cultural, gastronómico e de indústria.

“Conhecemos e reconhecemos a importância e o potencial que este território tem em termos de turismo de natureza e temos tido o retorno nos últimos tempos”, afirmou Jorge Vala.

O autarca anunciou que pretende “apostar na valorização do turismo industrial”.

“Estamos associados à exploração de barro e à sua transformação. Temos a Real Fábrica de Azulejo do Juncal, cuja casa vamos recuperar e trazer ao presente essa memória. Estamos a reabilitar a antiga central termoelétrica que rececionou, durante anos, carvão para transformar em energia elétrica”, sublinhou.

O plano estratégico, um documento com cerca de 300 páginas que demorou cerca de um ano e meio a elaborar, foi desenvolvido em parceria com o Centro de Investigação, Desenvolvimento e Inovação em Turismo (CiTUR), do Politécnico de Leiria.

A investigadora do Instituto Politécnico de Leiria, Dulcineia Ramos, salienta que o documento compila um conjunto de orientações para garantir a “captação de novos grupos de turistas e a melhoria da experiência vivida no território”.

O plano de Porto de Mós também prevê criar um centro de BTT e actividades de orientação, requalificar os percursos pedestres, com a criação de postos de apoio, criar a rota dos moinhos e a construir um centro de interpretação na praia jurássica.

“Promover a serra como ideal para desportos de adrenalina, optimizar a promoção ligada ao geoturismo ou geoparque e permitir o acesso à Fórnea em condições de segurança” foram outras propostas apresentadas.

Uma política de descontos, entre restauração e espaços culturais, ou propostas combinadas, e uma aposta nos meios digitais para promoção podem também ser políticas para atrair turistas.

A investigadora deixou ainda como possíveis ofertas a disponibilização de “experiências únicas, como um passeio de jipe para visitar as pedreiras e a calçada ou um roteiro pelas lendas e mitos locais”.

Referindo que 75% dos turistas do concelho são do mercado português, Dulcineia Ramos revelou que os franceses e os ingleses são os turistas internacionais que mais procuram a zona. A procura por potenciais mercados, como o alemão, holandês e italiano estão também no horizonte a 10 anos.

Pedro Machado, presidente da Região de Turismo do Centro, destacou que este “traçar de rumo” vai “encontrar na componente da indústria do turismo um eixo de desenvolvimento e de criação de riqueza”.

“Há uma janela de oportunidade, que altera Portugal como um destino de sol e de praia. Somos isso e muito mais”, frisou.

(PressTUR com Agência Lusa)

 

Clique para ver mais: Portugal

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Mealhada vai receber Mundial de Futsal Virtus e europeus de hóquei em patins feminino

30-09-2020 (18h07)

O Campeonato do Mundo de Futsal para atletas com deficiência intelectual e dois campeonatos europeus femininos de hóquei em patins de 2021 vão realizar-se na Mealhada, anunciou a Câmara Municipal.

Aldeias Históricas de Portugal desenvolvem plano de combate à pandemia

30-09-2020 (17h24)

A Rede das Aldeias Históricas de Portugal desenvolveu um plano operacional de combate à covid-19 assente na digitalização de processos, implementação de medidas de adaptação sanitária, e a capacitação de turistas e intervenientes, com o objetivo de "reforçar as 12 aldeias da rede como destino seguro e sustentável, no actual cenário pandémico".

Festival da Lusofonia de Macau vai decorrer entre 16 e 18 de Outubro

30-09-2020 (16h54)

O 23.º Festival da Lusofonia de Macau vai decorrer entre 16 e 18 de Outubro, com expositores de dez comunidades lusófonas e um programa musical que destaca grupos artísticos locais.

Município madeirense de Santa Cruz vai apresentar mapa ilustrado do concelho

30-09-2020 (11h37)

O mapa ilustrado de Santa Cruz, concelho da zona leste da Madeira, vai ser apresentado na sexta-feira, 2 de Outubro, revelou a câmara municipal, indicando que vai estar disponível em português, inglês e alemão.

Novas zonas pedonais de Évora vão funcionar até final de Outubro

29-09-2020 (17h31)

A Câmara de Évora alargou o período de funcionamento das novas zonas de circulação pedonal da cidade, pelo menos até final de Outubro, quando será feita nova avaliação das alterações introduzidas, informou o município.

Opinião e Análise