Cabo Verde afasta presidente do Instituto do Turismo, há menos de um ano no cargo

04-09-2020 (16h02)

O Governo cabo-verdiano afastou o presidente do Conselho Diretivo do Instituto do Turismo de Cabo Verde (ITCV), João Manuel Chantre, nomeado para as funções há menos de um ano, sem anunciar quem sucederá no cargo.

De acordo com uma resolução do Conselho de Ministros, publicada hoje em Boletim Oficial, o Governo dá por finda, por “conveniência de serviço”, a comissão de serviço de João Manuel Chantre à frente do ITCV, instituto público que foi criado em julho 2019 para regular e fiscalizar as atividades turísticas e promover a marca Cabo Verde.

O nome de João Manuel Chantre foi aprovado em reunião do Conselho de Ministros em meados de Setembro de 2019 para presidir ao Conselho Diretivo de ITCV, instituto que substituiu a Direção Geral do Turismo, sendo agora afastado das funções, que assumiu oficialmente após a tomada de posse, em Outubro passado.

Dependente das receitas do turismo, o arquipélago de Cabo Verde está fechado a voos internacionais desde 19 de Março, para conter a pandemia de covid-19, e ainda não definiu uma data para a reabertura.

A procura turística deverá recuar este ano a níveis de 2009, devido à pandemia de covid-19, com a perda de 536 mil turistas face à previsão inicial do Governo.

A previsão consta de um documento de suporte ao Orçamento Retificativo para 2020 que entrou este mês em vigor e que aponta para uma quebra da procura turística de 58,8%, face aos 819 mil turistas que o arquipélago recebeu em 2019.

Antes da pandemia de covid-19, o Governo antecipava um crescimento da procura turística de 6,6%, aproximando-se da meta anual de um milhão de turistas, depois de um crescimento de 7% em 2019.

Mas já na previsão que consta do documento de suporte orçamental revisto, o Governo apenas 337.555 turistas este ano, incluimdo 170.778 que estiveram no país no primeiro trimestre, pelo que a estimativa para os nove meses desde Março é de pouco mais de 165.000 turistas.

O turismo representa praticamente 25% do PIB de Cabo Verde e esta revisão em forte baixa das previsões reflecte-se desde logo numa quebra de 66,1% nas receitas turísticas que em 2019 atingiram um máximo histórico de 43.103 milhões de escudos (389 milhões de euros), mas segundo a previsão do Governo deverão cair este ano para 15.086 milhões de escudos (136 milhões de euros).

(PressTUR com Agência Lusa)

 

Clique para mais notícias: Cabo Verde

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Decameron abre este ano hotel de 5-estrelas na Ilha do Sal, diz Governo

18-01-2021 (17h18)

O vice-primeiro-ministro cabo-verdiano, Olavo Correio, anunciou que o grupo Decameron planeia abrir ainda este ano um hotel de 5-estrelas na Ilha do Sal, com um investimento de 130 milhões de euros.

Soltrópico anuncia pacotes para a Ilha do Sal com voos Cabo Verde Connect Services

24-11-2020 (13h20)

O operador turístico Soltrópico lançou hoje para o mercado a sua programação para a Ilha do Sal com voos Cabo Verde Connect Services, operados pela SATA Azores Airlines, com partidas de Lisboa às segundas e Sábados, entre 19 de Dezembro e 24 de Abril.

Solférias põe à venda Verão em Cabo Verde com voos TAP

04-11-2020 (15h07)

O operador turístico Solférias lançou para o mercado a sua programação para férias de Verão em Cabo Verde, com voos TAP de Lisboa e do Porto para as ilhas do Sal e da Boavista.

Solférias já vende réveillon em Cabo Verde com voos TAP

09-10-2020 (15h00)

O operador turístico Solférias anunciou ao mercado que já tem programas para o fim de ano em Cabo Verde, com voos TAP à saída de Lisboa para as ilhas do Sal e da Boavista.

Cabo Verde reabre aos voos internacionais na segunda-feira

09-10-2020 (14h45)

Cabo Verde vai reabrir as suas fronteiras aos voos comerciais internacionais a partir de segunda-feira, dia 12, após quase sete meses de suspensão, tendo os passageiros de apresentar testes negativos para a covid-19 com pelo menos 72 horas de antecedência.

Opinião e Análise