Cabo Verde assina acordo com Portugal para implementar o programa Revive

28-03-2019 (15h25)

Portugal e Cabo Verde assinaram um acordo para implementar o programa Revive no país africano, um projecto que promove a recuperação de edifícios históricos para fins turísticos.

A secretária de Estado do Turismo, Ana Mendes Godinho, disse à agência Lusa que Cabo Verde tornou-se hoje o terceiro país africano a aderir ao programa de recuperação do património que “fala português no mundo”, seguindo os passos de Angola e São Tomé e Príncipe (clique para ver mais: São Tomé e Príncipe tem oito roças com potencial turístico identificadas pelo Revive Internacional / Vila Galé “vai analisar” concurso Revive em São Tomé e Príncipe).

Ana Mendes Godinho falava à margem da I Conferência Ministerial sobre o Transporte Aéreo e o Turismo em África, que decorre na ilha do Sal, durante a qual assinou hoje um protocolo entre Portugal e Cabo Verde com vista à implementação do programa Revive que promove e agiliza os processos de rentabilização e preservação de património público devoluto, tornando-o apto para o turismo.

O Revive abre o património ao investimento privado para desenvolvimento de projectos turísticos, através da realização de concursos públicos e Portugal vai apoiar Cabo Verde neste processo, nomeadamente através de apoio técnico.

Segundo Ana Mendes Godinho, Cabo Verde é o terceiro país africano a aderir à iniciativa e está a fazê-lo com “muito entusiasmo”.

Actualmente, os técnicos estão a identificar o “património que fala português” em Cabo Verde e que se encontra devoluto, de modo a torná-lo apto para afetação a uma actividade económica com finalidade turística, gerar riqueza e postos de trabalho, promover o reforço da atractividade de destinos regionais, a desconcentração da procura e o desenvolvimento de várias regiões do país.

“Estamos a apoiar o desenvolvimento do projecto, através de aconselhamento técnico, e incentivando grupos portugueses a desenvolver este projeto em Cabo Verde”, acrescentou.

Para a secretária de Estado do Turismo, “Cabo Verde está com um grande crescimento na área do turismo e é uma oportunidade para as empresas portuguesas”.

(PressTUR com Agência Lusa)

 

Clique para ver mais: Hotelaria

Clique para ver mais: Revive

Clique para ver mais: Cabo Verde

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Oásis Atlântico divulga medidas para prevenir a propagação da covid-19 nos seus hotéis

22-05-2020 (11h22)

O grupo português Oásis Atlântico, que tem hotéis em Cabo Verde, Marrocos e Brasil, está a divulgar as medidas que implementou nos seus hotéis para prevenir a propagação da covid-19, incluindo reforço da limpeza e redução de capacidade em restaurantes e bares.

Cabo Verde interdita voos de Portugal e países europeus com casos de Covid-19

17-03-2020 (17h12)

O primeiro-ministro cabo-verdiano anunciou a interdição dos aeroportos de Cabo Verde, a partir de quarta-feira, a todos os voos de Portugal, e restantes países europeus afectados pela pandemia de Covid-19, declarando a situação de contingência.

Governo de Cabo Verde autoriza hotel rural em Santo Antão

06-03-2020 (14h10)

O Governo de Cabo Verde, de acordo com um despacho conjunto dos ministros das Finanças e do Turismo e dos Transportes, atribuiu estatuto de utilidade turística a um projecto para um hotel rural em Santo Antão, avaliado em cerca de 300 mil euros.

Projecto para hotel "ambientalmente sustentável" em Cabo Verde recebe estatuto de utilidade turística

04-03-2020 (15h11)

Foi atribuído o estatuto de utilidade turística do Governo de Cabo Verde a um projecto para um hotel de 22 quartos "ambientalmente sustentável", a cerca de 40 quilómetros da Cidade da Praia, na Ilha de Santiago.

Ilha do Sal investe mais de 3M€ para criar Polícia Municipal com 70 efectivos

17-02-2020 (18h42)

A ilha do Sal, a mais turística de Cabo Verde, vai contar este ano com um corpo de Polícia Municipal, com até 70 efectivos, num investimento da câmara local superior a três milhões de euros até 2023.

Opinião e Análise