Hotéis Bahia Principe no México usam sistema de redes para impedir sargaço nas praias

23-07-2019 (13h47)

A rede hoteleira Bahia Principe instalou um sistema de redes no mar para impedir que o sargaço chegue às praias dos seus hotéis na Riviera Maya, no México, e está a revelar “bons resultados”, segundo descreve.

“Além dos habituais trabalhos de limpeza”, a empresa instalou “uma série de redes, mediante as quais ficaram protegidas todas as praias do nosso complexo”, sublinha uma informação da rede hoteleira, que faz parte do Grupo Piñero, como o operador turístico Soltour.

As redes foram instaladas nas praias do complexo da Bahia Principe na Riviera Maya, que inclui os hotéis Luxury Bahia Principe Akumal, Luxury Bahia Principe Sian Ka`an, Grand Bahia Principe Coba e Grand Bahia Principe Tulum.

A iniciativa implicou a contratação de “uma empresa de serviços marítimos especializada e de tecnologia de ponta”, com objectivo de “eliminar em 95% o impacto da chegada do sargaço às praias”.

“Trata-se de um sistema não invasivo, respeitoso para com a fauna e a flora marinha, que conta com os materiais e tecnologias mais sofisticados, assim como uma equipa multidisciplinar de biólogos marinhos, oceanógrafos, engenheiros e mergulhadores de uma companhia de navegação com mais de 20 anos de experiência em trabalhos de manutenção, logística e serviços marítimos”, descreve o comunicado.

A informação é complementada por quatro imagens que revelam os resultados após 50 dias de trabalho. As imagens, segundo a descrição da rede hoteleira, “mostram os bons resultados obtidos até à data, confiando que estas melhoras sejam mais visíveis ainda nos próximos dias e semanas”.

A iniciativa “enquadra-se no firme compromisso da companhia com a sustentabilidade, formando uma gestão integrada de todos os aspectos que influem num sistema litoral: os ambientais, naturalmente, mas também os sociais”.

A rede hoteleira “conta com o apoio técnico de várias empresas de consultadoria ambiental e engenharia, a participação e colaboração de organismos oficiais e ministérios competentes na matéria de cada um dos países, assim como a participação de várias universidades e da sua Fundação Ecológica Eco-bahia, que ajudarão a avaliar a implantação e efectividade das medidas”.

“Continuamos a trabalhar incansavelmente para que a sua experiência de férias seja inesquecível”, conclui o comunicado.

 

Clique para ver mais: Caraíbas

Clique para ver mais: México

Clique para ver mais: Bahia Principe

Clique para ver mais: Soltour

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Sonhando já tem ‘desenhada’ a oferta de férias em Cuba no próximo Verão

27-10-2020 (10h56)

O operador turístico Sonhando, pioneiro no relançamento de charters para Cuba, que este ano a pandemia interrompeu, já tem programada a retoma no próximo Verão, com dois voos por semana para dois destinos, Cayo Coco e Varadero.

Travelplan lança propostas para férias em Cuba e Punta Cana este Inverno

26-10-2020 (11h18)

O operador turístico Travelplan está a promover os seus programas para férias em Cuba e em Punta Cana este Inverno, com partidas até 20 de Março de 2021.

República Dominicana torna obrigatório teste de covid-19 para entrar no país

31-07-2020 (16h34)

A República Dominicana anunciou que para entrar no país passou a ser obrigatório apresentar um teste de covid-19 negativo ou fazer um teste rápido no aeroporto, sem custos para o visitante.

Charters para as Caraíbas cancelados em Julho e Agosto

08-07-2020 (18h44)

As praias e resorts das Caraíbas, tanto da Dominicana como do México e de Cuba, que todos os anos atraem milhares de portugueses que viajam com pacotes turísticos, este ano não os vão ter, pelo menos nos meses de ‘pico’ de Verão, pois os voos charter já estão cancelados.

Havana começa a desconfinar e Cayos podem abrir ao turismo internacional na sexta-feira

02-07-2020 (09h31)

Havana vai iniciar a primeira fase do programa de desconfinamento esta sexta-feira, dia 3, enquanto as restantes províncias, excepto Matanzas, passam à segunda etapa, que significa que os Cayos podem reabrir ao turismo internacional, “dependendo da procura”.

Opinião e Análise