Remedios: uma cidade colonial para descontrair

24-03-2017 (06h06)

A cidade de Remedios é conhecida por ter uma das mais animadas festas de rua em Cuba, celebrada em Dezembro, mas ao longo do resto do ano reina a tranqulidade e pode ver-se uma cidade colonial, com edifícios de cores alegres em redor de um parque central onde as pessoas conversam e lêem jornais à sombra.

Em torno da praça central, a Plaza Martí, as pessoas deslocam-se de bicicleta e poucos são os carros que se vêem passar, excepto alguns clássicos que chegam com bagagens atadas no tejadilho, sinal de que trazem turistas.

Remedios encontra-se na província de Villa Clara, no centro de Cuba, no caminho entre Havana e os Cayos do Norte, a cerca de quatro horas de carro da capital cubana, a uma hora de Cayo Santa Maria e a duas horas e meia de Cayo Coco.

A cidade tem várias casas particulares, pequenos hotéis, cafés e restaurantes, instalados em edifícios colonais pintados de cores vistosas e recheados com mobília, azulejos, quadros e decorações de outros séculos, onde os visitantes podem ficar hospedados e comer refeições caseiras.

A maior parte dos edifícios recuperados encontra-se na sossegada praça central de Remedios, que alberga ainda duas igrejas, uma das quais está encerrada para restauro, a de Nossa Senhora da Boa Viagem. A Igreja de San Juan Bautista, por sua vez, é um monumento do século XVIII com 13 altares banhados a ouro e a particularidade de ter uma estátua que representa a Virgem Maria grávida.

Mas em Dezembro, em vez de ser a tranquilidade a marcar a passagem dos dias em Remedios, é a vez de Las Parrandas, uma grande festa com música, dança e fogo-de-artifício que culmina no dia 24 de Dezembro.

A cidade divide-se em duas bandas, com os bairros da zona Norte pelo lado de El Carmen, tendo um galo como mascote, e os bairros do Sul pelo lado de San Salvador, com um falcão como mascote.

Os carros alegóricos, os fatos, as decorações, as músicas e o fogo-de-artifício são preparados em segredo ao longo de meses para no dia 24 de Dezembro inundarem de animação as ruas de Remedios, competindo os Carmelitas e os Sansaríes pela melhor e mais animada festa.

Na cidade existe um museu dedicado às Parrandas, com uma galeria dedicada às fotografias da edição anterior e com uma explicação e imagens das origens desta tradição.

Remedios, fundada em 1513, foi um dos primeiros locais onde se instalaram os espanhóis em Cuba. Ainda que considerada oficialmente o oitavo povoado, alguns historiadores defendem que foi o terceiro, depois de Baracoa e Santiago de Cuba.

Por se encontrar próximo da costa, a cidade estava sob constante ameaça de ataques de piratas, e chegou mesmo a mudar de localização e, a certa altura, a população dividiu-se, ficando uma parte onde hoje é Remedios e deslocando-se outra para onde actualmente é Santa Clara.

 

O PressTUR visitou Cuba a convite do Ministério de Turismo de Cuba


Continua:

Cayo Santa Maria para relaxar e mergulhar

Reviver a história de Che Guevara em Santa Clara

Trinidad: um tesouro colonial entre o mar e a serra

Trinidad: serra e praia

Cienfuegos: um toque francês em Cuba

Varadero: paraíso do sol e mar

Descobrir em Havana a singularidade de Cuba

Havana: quatro praças emblemáticas

Vales e penhascos na tranquilidade de Viñales

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

República Dominicana torna obrigatório teste de covid-19 para entrar no país

31-07-2020 (16h34)

A República Dominicana anunciou que para entrar no país passou a ser obrigatório apresentar um teste de covid-19 negativo ou fazer um teste rápido no aeroporto, sem custos para o visitante.

Charters para as Caraíbas cancelados em Julho e Agosto

08-07-2020 (18h44)

As praias e resorts das Caraíbas, tanto da Dominicana como do México e de Cuba, que todos os anos atraem milhares de portugueses que viajam com pacotes turísticos, este ano não os vão ter, pelo menos nos meses de ‘pico’ de Verão, pois os voos charter já estão cancelados.

Havana começa a desconfinar e Cayos podem abrir ao turismo internacional na sexta-feira

02-07-2020 (09h31)

Havana vai iniciar a primeira fase do programa de desconfinamento esta sexta-feira, dia 3, enquanto as restantes províncias, excepto Matanzas, passam à segunda etapa, que significa que os Cayos podem reabrir ao turismo internacional, “dependendo da procura”.

República Dominicana reabre hoje ao turismo com “fortes medidas sanitárias”

01-07-2020 (16h52)

O Turismo da República Dominicana anunciou que o país reabriu hoje ao turismo internacional, tendo implementado “fortes medidas sanitárias” nos aeroportos, que são a principal porta de entrada dos turistas.

República Dominicana está pronta para receber turistas a partir de 1 de Julho

16-06-2020 (18h43)

“A indústria do turismo dominicano está pronta para começar a receber turistas a partir de 1 de Julho”, anunciou o ministro do Turismo, Francisco Javier García.

Opinião e Análise