Roteiros turísticos de Macau registaram cerca de 47 mil residentes participantes

13-07-2020 (16h32)

Cerca de 47 mil pessoas já participaram nos 15 roteiros turísticos locais, lançados pelo Governo de Macau para impulsionar a economia, afectada pela Covid-19, afirmou a directora dos Serviços de Turismo.

Maria Helena de Senna Fernandes falava à margem das cerimónias, esta manhã, do 15.º aniversário da inscrição do centro histórico da cidade na lista do património mundial da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO).

Este plano de turismo doméstico é avaliado em reuniões de coordenação semanais, incluindo a possibilidade de lançar mais roteiros, dada a elevada procura, disse.

Uma das possibilidades é incluir mais pontos do património cultural da cidade, mas os residentes procuram normalmente mais actividades de interior e em família, como 'workshops', considerou.

No entanto, os planos estão sempre a sofrer ajustamentos, devido à pandemia da covid-19. "Há muitas incertezas que nos levam a fazer vários ajustamentos", acrescentou.

Lançado a 15 de Junho, o plano de turismo doméstico "Vamos Macau" contempla 15 roteiros, seis comunitários e nove de lazer, com os residentes a receberem 560 patacas (62 euros) caso participem em duas excursões, limite máximo definido pelas autoridades.

O Governo atribuiu 280 milhões de patacas (31 milhões de euros), através da Fundação Macau, para subsidiar os residentes que participem nos roteiros, que incluem excursões por zonas antigas da cidade, turismo de natureza, espectáculos e gastronomia, sendo ainda distribuído pelos residentes um vale de refeição no valor de 100 patacas (11 euros).

O objectivo é ajudar os pequenos negócios, afectados pela crise motivada pela covid-19 e que praticamente paralisou o motor da economia de Macau, a indústria do jogo e do turismo, dada a restrição nas fronteiras e a ausência de turistas.

Em Maio passado, os hotéis e pensões do território receberam apenas 116 mil pessoas, menos 89,9%, em relação a Maio de 2019, longe dos números habitualmente registados na cidade, que só no ano passado recebeu quase 40 milhões de visitantes.

Naquele mês, o número de visitantes caiu 99,5% comparativamente ao período homólogo do ano passado.

Macau foi dos primeiros territórios a identificar casos de infecção com a Covid-19, antes do final de Janeiro. O território registou então uma primeira vaga de dez casos. Seguiu-se outra de 35 casos a partir de Março, todos importados, uma situação associada ao regresso de residentes, muitos estudantes no ensino superior em países estrangeiros.

O caso mais recente, o 46.º no território desde que o surto começou, registou-se a 25 de Junho.

(PressTUR com Agência Lusa)

Clique para ver mais: Ásia & Pacífico

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Cabo Verde e Portugal avançam com candidatura do ex-Campo do Tarrafal à UNESCO

11-06-2021 (18h55)

Os governos de Cabo Verde e Portugal assinam em 5 de Julho, no ex-Campo de Concentração do Tarrafal, um memorando de entendimento para a candidatura daquele espaço histórico cabo-verdiano a Património da Humanidade da UNESCO.

Solférias promove pacotes para a Disneyland que reabre a 17 de Junho

11-06-2021 (18h31)

O operador turístico Solférias está a promover os seus pacotes para a Disneyland Paris, que vai reabrir oficialmente a 17 de Junho, a partir de 156 euros por pessoa, com voos TAP à saída de Lisboa incluídos.

Moon & Sun reabre os seus hotéis no Porto e em Braga

09-06-2021 (18h59)

O grupo Moon & Sun reabriu os seus dois hotéis 4-estrelas no Porto e em Braga, "seguindo todas as normas de segurança e as recomendações da DGS, e com a renovação do selo Clean & Safe", oferecendo um pacote com descontos de 15%.

Companhias do grupo SATA reforçam operação nos Açores

09-06-2021 (18h15)

As companhias aéreas do grupo SATA reforçaram os voos directos entre os Açores e Portugal Continental e as operações inter-ilhas no arquipélago.

Exposição “As 7 Mulheres do Minho” junta sete artistas à luta intemporal de Maria da Fonte

08-06-2021 (19h02)

A exposição “As 7 Mulheres do Minho”, que celebra os 175 anos da Revolta da Maria da Fonte, foi inaugurada hoje, no Centro Interpretativo Maria da Fonte, da Póvoa de Lanhoso, abrindo um ciclo da galeria, dedicado a artistas mulheres.

Opinião e Análise