Aeroporto de Helsínquia recorre a cães para detectar casos de coronavírus

25-09-2020 (13h23)

Foto: Unsplash / Lesly Juarez
Foto: Unsplash / Lesly Juarez

Cães pisteiros não têm de entrar em contacto directo com os viajantes

As autoridades finlandesas decidiram enviar cães pisteiros para detectar o novo coronavírus no maior aeroporto internacional da Finlândia para testar, durante os próximos quatro meses, um método alternativo que será mais barato e mais rápido na identificação de viajantes infectados.

Quatro cães de diferentes raças foram treinados nesse sentido pela Associação de Detecção pelo Cheiro finlandesa e começaram o seu trabalho no aeroporto internacional de Helsínquia, como parte de um ensaio financiado pelo Governo.

Se o método for eficaz, salientou Anna Hielm-Bjorkman, da Universidade de Helsínquia, poderá ser utilizado em locais como aeroportos, portos, hospitais, lares da terceira idade, e em acontecimentos desportivos e eventos culturais, entre outras possibilidades.

De acordo com a imprensa internacional, os cães conseguem detectar a presença do coronavírus em 10 segundos. O processo consiste numa passagem de um toalhete pela pele do passageiro, efectuado pelo próprio, que será colocado numa cabine com outros toalhetes de controlo. Se o animal identificar algo no toalhete específico, o passageiro deverá fazer um teste PCR utilizando uma zaragatoa para confirmar a avaliação inicial.

Em testes preliminares, os cães foram capazes de identificar o novo coronavírus com uma eficácia próxima dos 100%. De notar ainda que estes animais apenas precisam de uma amostra molecular de 10 a 100 moléculas para efectuar a detecção, ao passo que aparelhos de laboratório sensíveis a este tipo de amostra necessitam de uma que contenha 18.000.

No que diz respeito à saúde dos cães, de acordo com Anna Hielm-Bjorkman citada no The Guardian, estes não possuem os receptores necessários para que o novo coronavírus fique no seu organismo e não parecem ser facilmente infectados, ao contrário de outros animais como os gatos. Também não há provas de que os cães possam passar o vírus para outros animais ou pessoas.

A associação finlandesa Wise Nose está a treinar mais cães para entrarem ao serviço no aeroporto. Outros países estão a efectuar estudos semelhantes.

(PressTUR com Agência Lusa)

Clique para ver mais: Aviação

Clique para ver mais: Europa

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Quebra em Agosto menor que em Londres dá liderança dos aeroportos europeus a Paris CDG

28-10-2020 (16h32)

O Aeroporto de Paris Charles de Gaulle no final de Agosto era o aeroporto europeu com mais passageiros este ano, de acordo com dados do ACI Europe, que lhe atribui um total de 17,92 milhões de passageiros, mais 202,6 mil que Londres Heathrow, tradicionalmente o nº 1 europeu, mas que em Agosto teve menos 721,9 mil passageiros que o principal aeroporto da capital francesa.

Moscovo teve em Agosto os dois aeroportos europeus com mais passageiros

28-10-2020 (15h51)

Os dois aeroportos da capital russa, Moscow Domodedovo e Sheremetyevo, foram os aeroportos europeus com mais passageiros no mês de Agosto, destronando os ‘gigantes’ Londres Heathrow, Paris Charles de Gaulle, Frankfurt, Amesterdão Schiphol e Istambul, de acordo com os dados publicados pelo Airports Council Internacional (ACI) Europe.

APECATE pede regras “claras” para realização de eventos

28-10-2020 (15h50)

A Associação Portuguesa de Congressos, Animação Turística e Eventos (APECATE) pediu ao Governo através de um comunicado “orientações específicas e claras para o setor”, considerando que “o que tem ocorrido é uma análise casuística de situações”.

AM + PM investe 5,6 milhões de euros para reabilitar Forte da Barra de Aveiro para fins turísticos

28-10-2020 (15h12)

A AM + PM ganhou a concessão por 50 anos do Forte da Barra de Aveiro, em Ílhavo, através do Programa Revive, e vai investir 5,6 milhões de euros na sua reabilitação para fins turísticos.

Hoti Hotéis assina acordo amanhã para transformar Palacete dos Condes Dias Garcia em hotel

28-10-2020 (14h54)

A Hoti Hotéis assina amanhã o acordo para transformar o Palacete dos Condes Dias Garcia, em São João da Madeira, num hotel de 4-estrelas, com um investimento de cerca de quatro milhões de euros.

Opinião e Análise