Aeroporto de Ponta Delgada reorganiza zona das chegadas para evitar juntar passageiros

16-09-2020 (11h17)

O Aeroporto de Ponta Delgada, São Miguel, reorganizou a zona das chegadas para evitar “o cruzamento entre passageiros interilhas e desembarcados do exterior, bem como aqueles que realizaram teste face aos que ainda não o fizeram”.

Em comunicado, o Governo dos Açores indica que as novas infraestruras no aeroporto permitem "uma gestão mais eficaz a quem viaja interilhas ou do exterior e, neste caso, com encaminhamento específico e diferenciado para aqueles que apresentam ou não teste de despiste ao SARS-CoV-2 à chegada à região".

Os passageiros que chegam aos Açores têm de apresentar um teste negativo à covid-19 feito nas últimas 72 horas antes do voo ou então ser testados à chegada, aquando do desembarque no aeroporto.

Para dividir os passageiros, o aeroporto João Paulo II passou a ter definidas três zonas com sinalética identificativa específica no interior e exterior da aerogare.

Para os passageiros dos voos interilhas existe uma zona amarela, enquanto para os passageiros dos voos do exterior sem teste existe uma zona azul, com seis gabinetes com climatização, que "garantem conforto, privacidade e segurança aos seus utilizadores, sejam as equipas de saúde, sejam os passageiros”, para a realização dos testes ao SARS-CoV-2.

Para os passageiros que desembarcam do exterior com teste ficou definida uma zona verde, dispondo de "seis infraestruturas abertas para recepção e tratamento ágil dos processos dos viajantes".

O objectivo desta "gestão diferenciada de fluxos" visa "evitar o congestionamento e o cruzamento entre passageiros interilhas e desembarcados do exterior, bem como aqueles que realizaram teste face aos que ainda não o fizeram", explicou o Governo Regional.

Há ainda zonas específicas para as situações prioritárias, de acordo com o Governo açoriano, que avança ainda ter sido desenvolvida a ferramenta web 'My Safe Azores', que "torna o processo de controlo sanitário à entrada no arquipélago mais fácil e rápido, contribuindo, decisivamente, para a sua desmaterialização".

Disponível em https://mysafeazores.com/, esta ferramenta permite concretizar, "numa só interação, e antecipadamente, todos os passos que o viajante deve empreender antes da chegada à região, incluindo a anexação do comprovativo de resultado negativo do teste ao SARS-CoV-2, caso tenha optado por realizar o teste no exterior, tornando o processo de circulação mais fácil e rápido".

(PressTUR com Agência Lusa)

 

Clique para ver mais: Açores

Clique para ver mais: Aviação

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Governo lança programa de incentivo ao turismo interno com 50 milhões de euros

29-09-2020 (13h50)

O Governo criou um programa para estimular o turismo interno com uma dotação de 50 milhões de euros, que se materializa na comparticipação de descontos em alojamento e actividades turísticas, disponíveis no portal Visita Portugal.

Hangar de manutenção em Beja começa a funcionar faseadamente em Outubro

29-09-2020 (13h04)

O hangar da empresa Mesa para manutenção de aviões no aeroporto de Beja vai começar a funcionar em Outubro, após um investimento de 30 milhões de euros, revelou à agência Lusa o presidente do grupo proprietário.

Governo vai abrir concursos para explorar estações ferroviárias desactivadas para fins turísticos

29-09-2020 (12h24)

O Governo anunciou hoje que vai abrir concursos para a recuperação e exploração para fins turísticos de estações ferroviárias desactivadas, uma nova vertente do Programa Revive Natureza que designou “Revive Ferrovia”.

V Cimeira CTP: Marcelo Rebelo de Sousa pede aos portugueses que continuem a fazer turismo em Portugal

29-09-2020 (11h56)

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, pediu hoje aos portugueses que continuem a fazer turismo em Portugal até ao fim do próximo Verão, para ajudar esse sector e também a restauração e o comércio.

Meliá sinaliza confiança na China com novo hotel em Chengdu

29-09-2020 (11h32)

A Meliá Hotels International inaugurou um hotel da sua marca Gran Meliá em Chengdu, na China, país que considera pioneiro na recuperação da crise provocada pela pandemia da covid-19.

Ultimas Noticias

Opinião e Análise