APAVT quer retomar “relação forte” com a TAP

05-01-2021 (19h46)

O presidente da APAVT, Pedro Costa Ferreira, elogiou o trabalho conjunto com a TAP para desbloquear os reembolsos às agências de viagens e expressou o seu desejo de retomar a “relação forte, leal, de confiança” entre a companhia aérea e os agentes de viagens.

O dirigente espera que as dificuldades que a transportadora está a atravessar “sejam o mote para um regresso a uma relação forte, leal, de confiança, entre a TAP e a comunidade dos agentes de viagens”.

“Pelo nosso lado, estaremos mais do que disponíveis”, afirmou hoje Pedro Costa Ferreira no seu discurso de tomada de posse como presidente da Associação Portuguesa das Agências de Viagens e Turismo (APAVT) para o triénio 2021-2023.

O investimento nas vendas directas, que a TAP intensificou antes da pandemia de covid-19, as novas políticas de ADM e a dificuldade em fazer alterações às reservas estavam entre os motivos de descontentamento das agências de viagens em 2019 (clique para ler: Agências de viagens portuguesas queixam-se de afastamento da TAP).

Com a pandemia, o ponto essencial da relação entre as agências de viagens e a TAP passou a ser o pagamento pela companhia aérea de “dezenas de milhões de euros em dívida” decorrentes de vendas realizadas, pagas e não fornecidas.

Hoje no seu discurso, o presidente da APAVT sublinhou “o extraordinário trabalho conjunto que foi recentemente efetuado” com a TAP, confirmando que “permitiu desbloquear os reembolsos às agências de viagens” (clique para ler: TAP já está a pagar reembolsos às agências de viagens).

Pedro Costa Ferreira defendeu ainda que o momento que a TAP está a atravessar “apenas nos aponta um caminho – o da mobilização total de todos os stakeholders no sentido de realizarmos um pequeno milagre, o de conseguirmos que uma TAP visível, viável e influente, consiga sair do actual processo de recuperação”.

O dirigente reconheceu que o objectivo “não será pouco” e lembrou que “em todos os restantes processos similares, apenas uma companhia aérea sobreviveu até hoje”.

Pedro Costa Ferreira defendeu ainda que “uma estratégia para o turismo não existe sem uma estratégia para as companhias aéreas nacionais” e que “a TAP e a SATA são necessárias a Portugal”.

O dirigente agradeceu à SATA “a proximidade do trabalho que tem sido desenvolvido, a confiança que temos construído ao longo do nosso diálogo, a constante aposta nos agentes de viagens. Tencionamos retribuir”, concluiu.

Pedro Costa Ferreira foi eleito presidente da APAVT pela primeira vez em 2011, teve o mandato renovado nas eleições de 2014 e de 2017, e foi reeleito no dia 3 de Dezembro de 2020 para a presidência da Associação no triénio de 2021-2023 (clique para ler: Pedro Costa Ferreira eleito para quarto mandato na presidência da APAVT).

A cerimónia da tomada de posse dos novos Corpos Sociais da APAVT decorreu hoje, dia 5 de Janeiro, no hotel Dom Pedro Palace, em Lisboa, com transmissão online.

 

Clique para ver mais: APAVT

Clique para ver mais: TAP

Clique para ver mais: Agências&Operadores

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Ávoris promove webinars para agentes de viagens em Portugal

18-01-2021 (16h14)

A Ávoris, divisão de viagens do grupo Barceló, de que fazem parte os operadores turísticos Jolidey e LePlan, e as agências de viagens B the Travel Brand, vai promover webinars para agentes de viagens em Portugal a partir de quarta-feira.

Agências de viagens IATA portuguesas tiveram quebra de 739,5 milhões de euros na venda de voos regulares

18-01-2021 (15h51)

Só a venda de voos regulares deu em 2020 um ‘rombo’ de 739,5 milhões de euros ao negócio das agências de viagens IATA portuguesas, de acordo com dados do BSP Portugal (do inglês para Billing and Settlement Plan), a que o PressTUR teve acesso.

Vendas de voos pelas agências de viagens IATA espanholas caíram 4.137 milhões de euros

18-01-2021 (15h48)

As vendas de voos regulares pelas 3.930 agências de viagens espanholas que integram o BSP (do inglês para Billing and Settlement Plan), sistema da IATA para a regularização das vendas de voos pelas agências de viagens, caíram 4.137 milhões de euros em 2020.

Orbest e Evelop assinam acordo com o Sabre para distribuição e gestão operacional

15-01-2021 (17h10)

As companhias aéreas Orbest e Evelop assinaram um acordo com o Sabre para vender os seus voos nos sistemas de reservas da tecnológica e para usar as suas soluções de gestão de inventário e de gestão operacional.

TUI prevê recuperação do sector das excursões e actividades este ano

15-01-2021 (16h49)

A TUI, maior grupo mundial de organização e comercialização de viagens, prevê uma recuperação já este ano do mercado das excursões e actividades, no qual tem vindo a reforçar a sua oferta, tendo já disponíveis mais de 170 mil propostas em 140 países.

Opinião e Análise