Hotelbeds declara “força maior” para cancelamentos e vai reembolsar os clientes

25-03-2020 (12h50)

Foto: Sergi Kabrera / Unsplash
Foto: Sergi Kabrera / Unsplash

A Hotelbeds anunciou que declarou “força maior” para todas as reservas, “o que significa que, na maioria das circunstâncias, os viajantes receberão um reembolso total das suas reservas”.

“Dado o impacto sem precedentes que o Covid-19 está a ter no sector global de viagens, a Hotelbeds gostaria de actualizar todos os interessados sobre as suas três principais prioridades: proteger a saúde dos funcionários, apoiar os parceiros comerciais e garantir a continuidade dos negócios”, começa por dizer a empresa num comunicado.

“Somos um negócio global, financeiramente robusto, em diálogo regular com os nossos accionistas”, pelo que “juntamente com as acções que estamos a tomar para proteger os negócios, estamos bem posicionados para suportar estas circunstâncias sem paralelo e ajudar os nossos parceiros a beneficiarem totalmente da recuperação quando ela ocorrer”.

As medidas adoptadas pela Hotelbeds incluem a declaração de “«força maior» para todas as reservas em todo o mundo, sujeitas a algumas excepções”, o que “significa que, na maioria das circunstâncias, os viajantes receberão um reembolso total das suas reservas”.

A empresa salienta que está a adaptar “contratos com os parceiros hoteleiros e fornecedores de acordo com o contexto actual de restrições de viagens, encerramento de hotéis e cancelamentos de voos”.

Desde 16 de Março que a maioria dos funcionários da Hotelbeds está a trabalhar a partir de casa, estando todos “devidamente equipados com a tecnologia necessária para funcionar com eficiência”.

Por outro lado, acrescenta, a empresa aumentou o número de trabalhadores nos “centros de operações em todo o mundo para responder à elevada procura de remarcações e cancelamentos”.

Outra medida foi a criação de um portal dedicado à Covid-19 para manter os parceiros comerciais actualizados sobre qualquer mudança.

“Apesar da situação muito difícil que o sector está a enfrentar, podemos ter a certeza de que a procura voltará e, quando isso acontecer, faremos o possível para ajudar os nossos clientes e parceiros fornecedores a recuperar os seus negócios na primeira oportunidade”, afirmou Carlos Muñoz, director da Hotelbeds, citado no comunicado.

A Hotelbeds tem uma oferta de mais de 180 mil hotéis, bem como milhares transferes, actividades, rent-a-car e bilhetes para espectáculos, que fornece a mais de 60 mil operadores turísticos, agências de viagens, companhias aéreas e outras empresas.

 

Clique para ver mais: Hotelbeds

Clique para ver mais: Agências&Operadores

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

TUI vai fechar 166 agências de viagens no Reino Unido e na Irlanda

31-07-2020 (16h00)

A TUI, maior grupo turístico europeu, anunciou que vai encerrar 166 agências de viagens no Reino Unido e na Irlanda.

Bestravel dá descontos a associados Montepio

31-07-2020 (14h41)

A Bestravel e a Associação Mutualista Montepio assinaram uma parceria que permite aos associados Montepio “usufruir de condições especiais nas viagens realizadas através da rede de agências Bestravel”.

Bruxelas aprova apoio alemão de 840 milhões para cobrir vouchers de viagens canceladas

31-07-2020 (12h09)

A Comissão Europeia deu hoje ‘luz verde’ a um apoio estatal da Alemanha de 840 milhões de euros para cobrir vouchers emitidos por operadores turísticos para compensar cancelamentos de viagens devido à covid-19, visando tornar esta numa opção mais “fiável”.

Travelport informa agências de viagens sobre medidas de segurança de 80 companhias aéreas

30-07-2020 (15h39)

A Travelport lançou uma nova ferramenta para agências de viagens onde actualiza regularmente informações sobre as medidas de segurança adoptadas por mais de 80 companhias aéreas em todo o mundo.

Liberty é a nova parceira de seguros da Agência Abreu

23-07-2020 (10h21)

A Agência Abreu e a Liberty Seguros celebraram um acordo que faz da seguradora "parceira de seguros nas viagens vendidas pela Agência Abreu".

Opinião e Análise