Manifesto Europeu de Turismo pede substituição de quarentenas por testes

08-09-2020 (12h40)

Foto: Helloquence / Unsplash
Foto: Helloquence / Unsplash

O Manifesto Europeu de Turismo, que reúne mais de 60 organizações de turismo europeias, públicas e privadas, instou os países da União Europeia a adoptar regras comuns sobre as viagens e a substituir “a necessidade de quarentena dos viajantes por testes e rastreio abrangentes e eficientes”.

Em comunicado, o Manifesto pede aos países da UE que estabeleçam “critérios e limites comuns para determinar o risco epidemiológico, incluindo um sistema comum de codificação por cores para identificar as áreas de risco”.

As organizações de tursimo consideram que devem ser implementadas “medidas comuns para colocar em prática na partida e no regresso das áreas de risco”, regras essas que “devem ser determinadas com detalhes suficientes e com base em evidências científicas”.

O Manifesto pede aos países da UE que “evitem restrições gerais à livre circulação através da implementação de medidas mais específicas, limitadas no âmbito geográfico” e que “acordem regras comuns para solicitar resultados negativos de testes covid-19 anteriores à viagem, quando necessário”.

A posição hoje divulgada sublinha que o sector das viagens e turismo “são o ecossistema mais afectado pela crise do novo coronavírus devido às restrições de viagem insuficientemente coordenadas, ao declínio da confiança dos viajantes e à redução da procura por parte dos consumidores”.

O Manifesto reconhece que é previsível “a necessidade de um controlo contínuo da covid-19”, mas considera que “na sequência de uma esperada quebra económica dramática, é crucial que as viagens na UE e no espaço europeu alargado (incluindo o Espaço Económico Europeu, Reino Unido e Suíça) sejam cuidadosa e rapidamente restauradas”.

O documento faz um apelo aos Estados-membros para que “cheguem urgentemente a acordo sobre restrições harmonizadas de viagens e assegurem uma rápida implementação para ajudar o sector a sobreviver a esta crise sem precedentes”.

“As restrições fronteiriças inconsistentes e em constante mudança, juntamente com a confusão sobre os requisitos de quarentena e testes, causaram frustração tanto para as empresas como para os viajantes, dissuadindo as reservas e prejudicando a realização tanto de viagens de lazer como de negócios”, sublinha o Manifesto.

A posição tomada por estas organizações surge depois de, na sexta-feira, a Comissão Europeia ter adoptado uma proposta com vista a garantir que quaisquer medidas decididas pelos Estados-membros que restrinjam a livre circulação devido à pandemia da covid-19 sejam coordenadas e comunicadas claramente a nível da UE.

A proposta que o executivo comunitário submeteu ao Conselho prevê que haja critérios comuns para os Estados-membros decretarem restrições de viagens, um mapeamento desses critérios comuns utilizando um código de cores acordado entre os 27, um quadro comum de medidas aplicadas aos viajantes provenientes de zonas de alto risco, e informação clara e atempada ao público sobre quaisquer restrições, que devem ser anunciadas com uma semana de antecedência.

A Comissão sublinhou, ainda, a necessidade de as medidas restritivas serem aplicadas de igual modo, sem discriminação da nacionalidade.

Quanto aos viajantes oriundos de “áreas de alto risco”, a Comissão defendeu que nenhum Estado-membro deve proibir a entrada de cidadãos comunitários, devendo antes exigir que as pessoas se submetam a uma quarentena ou, preferencialmente, realizem um teste à chegada.

(PressTUR com Agência Lusa)

 

Clique para ver mais: Europa

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Governo da Madeira homenageia José Manuel Antunes pelos seus 50 anos de carreira

01-10-2020 (17h38)

O Presidente do Governo Regional da Madeira, Miguel Albuquerque, homenageou hoje José Manuel Antunes, director-geral do operador turístico Sonhando, pelo “grande contributo prestado ao sector do Turismo nos cinquenta anos de actividade profissional”.

Solférias promove nova app da Disneyland Paris para agentes de viagens

01-10-2020 (10h09)

O operador turístico Solférias está a promover a nova app da Disneyland Paris para agentes de viagens, destacando a informação actualizada e as sessões de formação a que podem aceder.

Solférias avança com “taxa de rescisão” para travar ‘jogadas’ de antecipação de vouchers

24-09-2020 (17h18)

O operador Solférias comunicou hoje ao mercado a aplicação de uma “taxa de rescisão” para “evitar reservas simuladas ou fraudulentas feitas apenas com o intuito de antecipar o recebimento dos valores titulados pelo vale” [vulgo vouchers].

APAVT reúne associados por todo o país

23-09-2020 (15h08)

A APAVT iniciou esta semana por Braga, Porto e Leiria um périplo de reuniões com associados para fazer "cara a cara" uma análise do momento do sector, que a União Europeia identificou como o mais penalizado pela pandemia de covid-19 (para ler mais clique: UE confirma agências e operadores como os mais penalizados pelo impacto pandemia de covid-19 no turismo).

Quebra da venda de voos pelas agências de viagens IATA portuguesas sobe para 71,7% depois de Agosto

22-09-2020 (17h52)

As agências de viagens IATA portuguesas que em 2019 atingiram o montante recorde de 964 milhões de euros em vendas de voos regulares, no final de Agosto deste ano estão com uma quebra de 470 milhões ou 71,7%.

Opinião e Análise