“Não creio que tenhamos chegado já a um entendimento” com a TAP, presidente da APAVT

14-11-2019 (20h25)

Foto: APAVT
Foto: APAVT

O presidente da APAVT, Pedro Costa Ferreira, considera que as agências de viagens e a TAP ainda não chegaram a um entendimento e precisam de procurar soluções "que respeitem" os dois lados em matérias como o novo modelo de distribuição da companhia aérea.

O diálogo com a TAP sobre o seu novo modelo de distribuição já revelou “imensos progressos”, mas Pedro Costa Ferreira admite manter “dúvidas importantes e aspectos que nos parecem ter, ainda, que ser corrigidos”.

“Defenderemos sempre a igualdade de acesso ao mercado, bem como defenderemos sempre que esta igualdade de acesso tem de acontecer no mesmo momento para todos”, frisou o dirigente associativo, na abertura do 45º Congresso da APAVT, a decorrer na Madeira.

“Não deveremos considerar aceitável que o acesso ao Private Channel da TAP se faça a duas velocidades, porque o mercado é só um, porque todos os players têm de ter as mesmas oportunidades, porque os consumidores têm de ter liberdade de escolha”, sublinhou.

Dando as boas-vindas aos representantes da transportadora no Congresso, Pedro Costa Ferreira considerou ser necessário “intensificar a qualidade do diálogo e apresentar soluções conjuntas que respeitem as linhas vermelhas traçadas por ambos os lados”.

O presidente da APAVT salientou que reconhece o direito da TAP “evoluir no modelo de distribuição” mesmo sabendo que poderá “trazer menos receitas” para agências de viagens, mas o que é imprescindível é “assegurar a igualdade de acesso a todas as agências de viagens e a necessidade absoluta de não se desenvolverem acções que possam ser interpretadas como a intenção de limitar e/ou controlar o mercado ou mesmo de abuso de posição dominante, em prejuízo dos consumidores”.

Nesse sentido, “não creio que tenhamos chegado já a um entendimento”, frisou Pedro Costa Ferreira. Contudo, reconhece a evolução “que já se verificou, que foi grande e que foi percepcionada por todo o mercado”, sendo “um bom indicador” de que é possível “chegar a um entendimento capaz de defender as duas partes”.

Um entendimento nesta matéria poderá “impulsionar para um diálogo mais vasto, há muito procurado, que permita à TAP, que mantém tanto o crescimento das receitas quanto a certeza dos prejuízos, a recuperação da receita por passageiro”.

O presidente da APAVT considera que recuperação da receita por passageiro só poderá ser atingida “se a companhia aérea vencer o desafio do diálogo com a comunidade das agências de viagens, universo onde vive mais de 90% do corporate, onde viaja a parte da frente do avião, onde é possível ter os rácios de receita por passageiro que não têm sido alcançados”.

Pedro Costa Ferreira garantiu ainda que estará “pessoalmente empenhado na lealdade com que teremos de construir o nosso diálogo”.

 

O PressTUR viajou a convite da APAVT

 

Clique para ver mais: APAVT

Clique para ver mais: TAP

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Feira de turismo ABAV Expo em São Paulo adiada para 2021

03-07-2020 (15h02)

A 48ª edição da feira internacional de turismo ABAV Expo, que estava marcada para os dias 23 a 25 de Setembro, em São Paulo, foi adiada para 2021, anunciou a organização, que em contrapartida vai promover um evento virtual que pretende “marcar a retomada dos negócios do sector turístico ainda em 2020”.

Ryanair acusa agências de viagens online de bloquear reembolsos

03-07-2020 (12h32)

A Ryanair acusou hoje "agências de viagens online não autorizadas" de bloquear reembolsos de clientes, por utilizarem "emails falsos e cartões de crédito virtuais" impedindo que as reservas "possam ser rastreadas até ao consumidor individual".

Bruxelas lança processo de infração a Portugal pelos ‘vouchers’ para reembolsos de clientes

02-07-2020 (13h19)

A Comissão Europeia decidiu hoje lançar processos de infração contra Portugal e outros nove Estados-membros por violação das leis comunitárias sobre direitos dos passageiros ao admitir vouchers para reembolsar clientes por viagens não efectuadas devido à pandemia de covid-19.

Royal Caribbean cancela cruzeiros do Odyssey of the Seas até Abril 2021

01-07-2020 (16h19)

A Royal Caribbean cancelou os cruzeiros a bordo do Odyssey of the Seas que tinha previsto realizar até Abril de 2021, devido a um atraso na construção do navio, que esperava receber em Novembro deste ano.

TUIfly programa voos para Faro e Funchal de sete cidades alemãs

30-06-2020 (17h14)

A TUIfly, companhia de aviação alemã do grupo TUI, maior conglomerado turístico europeu, tem programados voos em Julho e Agosto para Faro e para o Funchal à partida de Basel/Mulhouse, Dusseldorf, Frankfurt, Hamburgo, Hanôver, Munique e Estugarda.

Opinião e Análise