P2D Travel de Antonoaldo Neves recebe investimento para “acelerar a expansão internacional”

23-08-2021 (17h47)

Antonoaldo Neves, CEO da TAP
Antonoaldo Neves, CEO da TAP

A P2D Travel do ex-CEO da TAP Antonoaldo Neves, e que já opera em Portugal, recebeu um investimento do fundo Point Break Capital, que permitiu valorizar a empresa em 85 milhões de reais (cerca de 13,5 milhões de euros).

O investimento permitirá acelerar os investimentos da P2D em tecnologia, marketing e atendimento, além de acelerar a expansão internacional da start-up, afirmou Antonoaldo Neves, citado num comunicado.

A empresa pretende “acelerar os esforços de recrutamento de parceiros e agentes de viagens no Brasil e Portugal, onde já opera actualmente, bem como iniciar sua sua expansão internacional com a criação de uma base no México, onde acaba de recrutar a equipa para iniciar as operações, pavimentando assim o caminho para entrar no mercado dos Estados Unidos”.

A empresa fundada por Antonoaldo Neves, que foi CEO da TAP nos tempos de maior afastamento da companhia aérea em relação às agências de viagens, permite tornar qualquer pessoa com um telemóvel num vendedor de viagens. “Em menos de 5 minutos o canal de vendas do parceiro está pronto para ser usado”, diz o comunicado da P2D Travel.

A primeira apresentação da empresa ao mercado português foi através de um webinar em Março deste ano, como o PressTUR noticiou. A empresa desafiava os participantes a mantar a “sua própria agência de viagens sem custo ou burocracia” (clique para ler: Antonoaldo Neves opta pelas agências de viagens depois de sair da TAP).

Nesse webinar estavam confirmadas as participações de Antonoaldo Neves, fundador, Jeanine Pires, ex-presidente da Embratur, apresentada como responsável pela área de Produtos, Fred Vilaronga, ex-quadro da Azul (Operações) e Tallita Fernandes ex-SkyTeam Consolidadora (Parcerias).

No comunicado hoje divulgado, a P2D Travel indica que foi fundada em Setembro de 2020 e que iniciou as suas operações no Brasil em Maio de 2021, contando actualmente “com mais de 1.200 parceiros”.

Os parceiros, esclarece a empresa, “são empreendedores digitais e agentes de viagens que, de forma gratuita, têm acesso a uma plataforma de vendas que retira do Parceiro P2D todo o peso do back office relacionado à venda de viagens para que ele ou ela possam direcionar seus esforços em promoção nas redes sociais”.

Ver também:

Imprensa brasileira confirma Antonoaldo Neves no negócio das agências de viagens

Antonoaldo Neves opta pelas agências de viagens depois de sair da TAP

 

Clique para ver mais: P2D Travel

Clique para ver mais: Agências&Operadores

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

APAVT promove Ricardo Figueiredo a director-executivo

22-10-2021 (15h54)

A Direcção da Associação Portuguesa das Agências de Viagens e Turismo (APAVT) promoveu Ricardo Figueiredo a director-executivo, atribuindo-lhe “a maior responsabilidade na gestão desta instituição”.

Norwegian Cruise Line anuncia roadshow para agentes em Lisboa

22-10-2021 (15h27)

A Norwegian Cruise Line vai realizar uma série de roadshows para dar a conhecer as suas novidades e produtos a agentes de viagens, passando por diferentes cidades espanholas e por Lisboa, no dia 3 de Novembro.

GEA junta operadores turísticos em debate sobre tendências de produto e distribuição

21-10-2021 (10h02)

O Grupo GEA anunciou que vai juntar na sua Convenção os directores da Solférias, Newblue, Soltour, Nortravel e MSC Cruzeiros num painel de debate sobre as tendências de produto e o comportamento da distribuição pós-pandemia.

Airmet junta 150 pessoas na celebração do seu 15º aniversário em Lisboa

20-10-2021 (16h08)

A Airmet assinalou o seu 15º aniversário com um evento em Lisboa, onde juntou 150 pessoas, e tem novo encontro marcado para esta sexta-feira, dia 22, no Porto.

Agências IATA portuguesas reduzem quebra da venda de voos pela pandemia para cerca de metade

20-10-2021 (12h56)

As agências de viagens IATA portuguesas, que nos primeiros meses do ano tiveram quebras da venda de voos em BSP (do inglês para Billing and Settlement Plan) da IATA face aos meses pré-pandemia acima dos 80%, em Setembro reduziram esse diferencial para 44,4%.

Opinião e Análise