Travelport escolhe ex-Sabre para substituir Gordon Wilson em CEO

09-07-2019 (16h53)

A multinacional tecnológica Travelport, da qual faz parte o GDS Galileo, líder entre as agências de viagens portuguesas, que foi vendido em Maio aos grupos Siris Capital e Evergreen Coast Capital, anunciou hoje que Gordon Wilson, um veterano com 28 anos de companhia e seu CEO desde 2011, será substituído por Greg Webb, ex-vice-chairman da concorrente Sabre.

O novo CEO vai trazer-lhe “profundo conhecimento da indústria” e “forte” experiência comercial e operacional, diz a companhia no comunicado em que anuncia o novo CEO, acrescentando que Greg Webb foi vice-presidente sénior e director-geral da Oracle Hospitality, onde foi responsável pela estratégia, capacitação, desenvolvimento, vendas, serviço e apoio de uma companhia com mais de três mil milhões de dólares de receitas anuais.

A Travelport realça ainda que durante os 20 anos em que esteve na Sabre, Greg Webb desempenhou diferente funções executivas, incluindo mais recentemente a liderança da maior unidade de negócios, a Sabre Travel Network.

O comunicado cita também o seu antecessor, Gordon Wilson, que esteve à frente da operação em Portugal, que numa declaração diz que era tempo de passar a outra pessoa o cargo que desempenhava e que a recente mudança de propriedade da companhia “é o momento certo para isso acontecer”.

“Acredito firmemente que os novos investidores da Travelport, Siris Capital e Evergreen Coast Capital serão bons para a companhia e estou encantado por ir passar para um executivo tão formado e experiente em tecnologia para as viagens como Greg Webb”, diz ainda a declaração de Gordon Wilson.

O novo CEO da Travelport, por sua vez, declara-se encantado por ir assumir a liderança da gestão executiva da companhia.

 

Clique para mais notícias: Travelport

Clique para mais notícias: Agências & Operadores

Clique para mais notícias: Aviação

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Nunca acreditaram. Sempre falaram e… nada fizeram!...

19-05-2020 (18h00)

Uns disseram que «não haveria lei dos vouchers», claro que não, pois se «os agentes de viagens não têm voz em Portugal»…

Vendas BSP das agências de viagens portuguesas caíram mais de 99% em Abril

18-05-2020 (17h18)

As vendas de voos regulares pelas agências de viagens portuguesas através dos GDS caíram 99,3% no mês de Abril, em que o país esteve em estado de emergência para travar as contaminações por covid-19.

Receita de voos das agências de viagens portuguesas caiu 156,5 milhões de euros em Março e Abril

18-05-2020 (17h16)

As agências de viagens portuguesas sofreram nos meses de Março e Abril uma queda das vendas de voos regulares através dos GDS que já atinge 156,5 milhões de euros, indicam dados do BSP Portugal a que o PressTUR teve acesso.

Comissão Europeia quer que vouchers para viagens canceladas tenham protecção em caso de insolvência

13-05-2020 (15h57)

A Comissão Europeia defendeu hoje a criação de garantias públicas, por exemplo dadas pelos países europeus, ou privadas, como através de seguradoras, para atrair passageiros a optar pelos vouchers em situações de viagens canceladas devido à pandemia.

TUI declara que a covid-19 é “a maior crise” que o turismo alguma vez enfrentou

13-05-2020 (12h30)

O grupo TUI, maior grupo turístico europeu, com 18,9 mil milhões de euros de volume de negócios e 21 milhões de clientes em 2019, declarou hoje, ao publicar o balanço do seu primeiro semestre, a covid-19 como "a maior crise" que o turismo alguma vez enfrentou.

Opinião e Análise