Vendas BSP das agências de viagens portuguesas caíram mais de 99% em Abril

18-05-2020 (17h18)

As vendas de voos regulares pelas agências de viagens portuguesas através dos GDS caíram 99,3% no mês de Abril, em que o país esteve em estado de emergência para travar as contaminações por covid-19.

Dados do BSP (do inglês para Billing and Settlement Plan), que é o sistema da IATA para a regularização das vendas de voos pelas agências de viagens, indicam que em Portugal as vendas ficaram em cerca de 630 mil euros, quando em Abril de 2019 tinham ascendido a 88,2 milhões.

Dados a que o PressTUR teve acesso mostram que não há registo de um mês com vendas tão baixas, nem mesmo depois dos atentados de Nova Iorque em 2001 ou durante a epidemia de SARS ou durante o período da troika em Portugal.

O menor valor mensal de vendas desde 1 de Janeiro de 2011, excluindo os 630 mil euros deste Abril e os 18,06 milhões de Março, foi o montante registado em Dezembro de 2016, em que as vendas ficaram em 45 milhões de euros, ou seja, mais de 71 vezes o montante registado este Abril, em que o mercado está de facto parado, sem procura e sem aviões, que estão estacionados nos aeroportos.

E fontes do sector dizem ao PressTUR que Maio, já com o país em ‘desconfinamento’ e com as companhias de aviação a colocarem mais voos em sistema, as vendas pouco mexem.

“Melhor que Abril, mas ainda assim muito baixo”, disse ao PressTUR uma fonte das agências de viagens acerca da evolução recente das vendas.

Ver também:

Receita de voos das agências de viagens portuguesas caiu 156,5 milhões de euros em Março e Abril

Clique para mais notícias: BSP Portugal

Clique para mais notícias: Agências de viagens

Clique para mais notícias: Aviação

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Solférias avança com “taxa de rescisão” para travar ‘jogadas’ de antecipação de vouchers

24-09-2020 (17h18)

O operador Solférias comunicou hoje ao mercado a aplicação de uma “taxa de rescisão” para “evitar reservas simuladas ou fraudulentas feitas apenas com o intuito de antecipar o recebimento dos valores titulados pelo vale” [vulgo vouchers].

APAVT reúne associados por todo o país

23-09-2020 (15h08)

A APAVT iniciou esta semana por Braga, Porto e Leiria um périplo de reuniões com associados para fazer "cara a cara" uma análise do momento do sector, que a União Europeia identificou como o mais penalizado pela pandemia de covid-19 (para ler mais clique: UE confirma agências e operadores como os mais penalizados pelo impacto pandemia de covid-19 no turismo).

Quebra da venda de voos pelas agências de viagens IATA portuguesas sobe para 71,7% depois de Agosto

22-09-2020 (17h52)

As agências de viagens IATA portuguesas que em 2019 atingiram o montante recorde de 964 milhões de euros em vendas de voos regulares, no final de Agosto deste ano estão com uma quebra de 470 milhões ou 71,7%.

Turismo europeu pede a Bruxelas testes coordenados para acabar com restrições de viagens divergentes

18-09-2020 (14h00)

Mais de 20 organizações europeias de turismo e de aviação pediram hoje à Comissão Europeia para acabar com a “contínua falta de coordenação” e as “restrições de viagens divergentes”, implementando um programa de testes comum para os viajantes.

Agências de viagens querem apoio ao pagamento de custos fixos para manter emprego

17-09-2020 (17h01)

A Associação Portuguesa das Agências de Viagens e Turismo (APAVT) elogiou hoje o Governo dos Açores por apoiar o pagamento dos custos fixos das agências de viagens açorianas e apelou à criação de medidas similares para o resto do país, considerando que permitem "controlo do desemprego" e "sobrevivência das empresas".

Opinião e Análise