Amadeus transmite mensagem optimista ao mercado das viagens

30-07-2021 (11h38)

A Amadeus, maior tecnológica mundial das viagens e turismo, declarou hoje estar optimista em relação à evolução próxima do mercado, salientando que Junho já foi o melhor mês desde o início da pandemia, em inícios de 2020.

Com base nas tendências "já vistas no primeiro trimestre, as reservas aéreas e os passageiros embarcados têm melhorado gradualmente em cada mês e aceleraram em Junho", diz uma mensagem do seu CEO, Luis Maroto.

A mensagem é citada em comunicado a divulgar os resultados do primeiro semestre, no qual a companhia revela ter registado quebras em relação ao período homólogo de 2019, pré-pandemia, de 60,3% em receitas e 83,2% no EBITDA (resultados antes de juros, impostos, amortizações e provisões).

Maroto realça que em simultâneo com o melhor desempenho operacional, o Amadeus tem mantido o seu desempenho comercial, com a assinatura de 37 novos contratos e renovações no negócio da Distribuição, que diz respeito ao processamento de reservas de agências de viagens, principalmente de voos, mas também de alojamento e outros serviços turísticos.

Maroto destaca ainda que o Amadeus tem feito progressos no desenvolvimento da sua estratégia NDC, novo standard promovido pela IATA, e na área de IT Solutions, que trata principalmente de soluções para companhias aéreas, designadamente do Altéa, de gestão de passageiros de companhias de aviação, entre as quais a TAP.

"Expandimos o nosso portefólio de clientes e vimos uma continuada procura de desenvolvimento de parcerias", especificou o executivo, que a concluir a sua mensagem expressou "optimismo" em relação aos próximos meses, à medida que a vacinação contra a covid-19 progride, que são levantadas as restrições às viagens e que o "sentimento" dos viajantes continua a progredir.

"Isto deverá traduzir-se numa recuperação mais consistente e forte", acrescentou.

O balanço do Amadeus indica que teve uma quebra das reservas de agências processadas em 60,3%, com -56% no segundo trimestre, depois de -64,7% no primeiro, e no processamento de passageiros aéreos registou uma quebra em 73,7%, com - 67,6% no segundo trimestre, depois de -79,2% no primeiro.

A companhia especificou que no primeiro semestre processou 80,8 milhões de reservas aéreas de agências de viagens, em alta de 22,7% em relação ao semestre homólogo de 2020, mas em quebra de 73,7% em relação a 2019.

Em reservas não aéreas, seja de hotéis, rent-a-car e outros serviços, o Amadeus processou 12,9 milhões, em queda de 24,3% em relação a 2020 e de 62% em relação a 2019.

Em passageiros de companhias aéreas embarcados, o Amadeus indica um total de 292,1 milhões no primeiro semestre deste ano, -29,6% que em 2020 e -69,2% que em 2019.

Dessa forma, o seu negócio da Distribuição teve 460,1 milhões de euros de receitas, +4,2% que há um ano mas -71,9% que pre-pandemia.

O negócio IT Solutions, por sua vez, gerou 660,9 milhões de euros de receitas, -21,3% que no período homólogo de 2020 e -44,4% que em 2019.

A sua receita total no semestre foi, portanto, de 1.121 milhões de euros, em queda de 60,1% com o início da pandemia e a companhia, que era reconhecidamente uma das mais lucrativas do mundo teve um prejuízo no semestre de 130,3 milhões de euros, ainda assim melhor que o prejuízo de 196,9 milhões no semestre homólogo de 2020, mas longe do lucro de 666,7 milhões nos primeiros seis meses de 2019.

 

Clique para mais notícias: Amadeus

Clique para mais notícias: Agências de viagens

Clique para mais notícias: Aviação

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Pandemia enfatizou importância da sustentabilidade na aviação – CEO da TAP

16-09-2021 (17h22)

A CEO da TAP, Christine Ourmières-Widener, disse hoje que indústria da aviação foi “bastante afectada” pela pandemia de covid-19 e, com esta crise, ganharam importância as questões da sustentabilidade.

Portugal espera atingir este ano metade das receitas turísticas de 2019

16-09-2021 (16h49)

A secretária de Estado do Turismo, Rita Marques, disse que Portugal espera atingir este ano metade das receitas turísticas de 2019, pré-pandemia, mantendo "a ambição" de alcançar em 2027 a marca de 28 mil milhões de euros.

Pandemia alertou para necessidade de gerir turismo em excesso - Pedro Siza Vieira

16-09-2021 (16h30)

A pandemia de covid-19 mostrou que “o problema do turismo em excesso precisa de ser gerido”, disse hoje o ministro da Economia e Transição Digital, Pedro Siza Vieira, durante uma conferência em Évora.

Maior navio de cruzeiros do mundo chega à Europa em Maio de 2022

16-09-2021 (15h54)

A Royal Caribbean anunciou que vai posicionar o maior navio de cruzeiros do mundo na Europa a partir de Maio de 2022, o Wonder of the Seas, que fará itinerários no Mediterrâneo com embarques em Barcelona e Roma.

Emirates quer recrutar 3.000 tripulantes de cabine e 500 agentes de serviços aeroportuários

16-09-2021 (15h00)

A Emirates lançou uma campanha para recrutar 3.000 tripulantes de cabine e 500 agentes de serviços aeroportuários para o seu hub no Dubai, com vista à recuperação das operações nos próximos seis meses.

Opinião e Análise