Aeroportos europeus perderam perto de 1.000 milhões de passageiros até ao fim de Julho

07-08-2020 (13h04)

Julho foi mais um mês de grande quebra de passageiros nos aeroportos europeus, informou hoje o Airports Council International (ACI), que avançou a estimativa de uma quebra de 208 milhões no mês, acrescentando que, dessa forma, desde o início do ano os aeroportos europeus estão com menos 969 milhões e passageiros que no período homólogo de 2019.

Em comunicado divulgado hoje, o ACI considera que a quebra de passageiros em Julho reflecte a tentativa de coordenação do levantamento de restrições na União Europeia a partir de meados de Junho, acrescentando que na sequência dessa acção "a recuperação do tráfego foi mais lenta".

O ACI apontou para uma quebra de passageiros em 78% em Julho, depois de um decréscimo de 93,2% em Junho, com -95% em aeroportos de países da União Europeia e -87,4% nos restantes aeroportos do continente.

O ACI apontou ainda para uma quebra de passageiros nos aeroportos europeus em 96,4% no segundo trimestre, em que a pandemia se fez sentir com mais intensidade, com quebras de 97,3% na União Europeia e 93,3% nos restantes países.

Esta quebra é o que provoca que no conjunto do primeiro semestre os aeroportos europeus tenham uma quebra de passageiros em 64,2%, com quebras de 65,6% nos países da União Europeia e de 59,8% nos restantes.

A informação do ACI especifica que a quebras média no semestre em 64,2% inclui quebras de 63,8% nos maiores aeroportos, que anualmente têm mais de 25 milhões de passageiros (Grupo 1), de 63,8% também nos aeroportos com dez milhões a 25 milhões de passageiros por ano (Grupo 2), de 65,3% nos que têm cinco milhões a dez milhões de passageiros por ano (Grupo 3) e de 67% nos que têm menos de cinco milhões de passageiros por ano (Grupo 4).

O Aeroporto de Lisboa, incluído no Grupo 1, dos maiores aeroportos europeus teve uma quebra menor que a média do seu grupo, em 61,3%, tal como o Porto, que é classificado no Grupo 2, e que tem uma quebra média no semestre em 62,9%.

Já Faro, classificado no Grupo 3 teve uma quebra mais forte que o decréscimo médio no seu grupo, em 79,9%, mas já o Funchal teve uma quebra menor que a queda média do Grupo 4, com -60,5%, tal como Ponta Delgada, com -66%.

De acordo com os ACI, Lisboa, com 5,65 milhões de passageiros, foi o 15º maior aeroporto europeu no primeiro semestre, o Porto foi 49º, com 2,28 milhões de passageiros, Faro foi 94º, com 798,4 mil passageiros, o Funchal foi 106º, com 605,2 mil, e Ponta Delgada foi 134º, com 308 mil.

Porém, o ACI realça que com o impacto no tráfego provocado pela pandemia de covid-19 levou a grande alterações no ranking dos aeroportos europeus apontando, entre outros exemplos, que em Junho o aeroporto de Bergen teve mais passageiros que Lisboa e que Copenhaga, e que Londres Heathrow, há muito maior aeroporto europeu, foi apenas 11º, com menos quase sete milhões de passageiros que há um ano.

 

Clique para mais notícias: Aeroportos europeus

Clique para mais notícias: Aviação

Clique para mais notícias: Europa

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

United e American Airlines vão despedir 32.000 trabalhadores

01-10-2020 (15h26)

A companhia aérea norte-americana United Airlines anunciou que vai despedir a partir de hoje 13.000 funcionários, poucas horas depois da American Airlines ter anunciado que iria dispensar 19.000.

‘Família’ Pedrosa sai da Administração da TAP, mas grupo Barraqueiro mantém ‘representante’ (Actualiza)

01-10-2020 (12h41)

A TAP anunciou hoje a renúncia de Humberto Pedrosa e do seu filho David Pedrosa dos cargos que exerciam no grupo aéreo, nomeadamente de presidente da Administração e Vogal da Administração da companhia aérea TAP, SA, mas sem que o seu Grupo Barraqueiro deixe de estar representado.

Humberto e David Pedrosa renunciam aos cargos na administração na TAP

01-10-2020 (09h14)

Humberto e David Pedrosa apresentaram na quarta-feira a renúncia aos cargos de presidente e vogal, respectivamente, na TAP e nas demais sociedades do Grupo TAP onde exercem funções de administração.

Aer Lingus programa ter quatro voos por semana Dublin – Faro este Outubro

30-09-2020 (17h53)

A companhia de aviação irlandesa Aer Lingus, do IAG, tem programado fazer quatro voos por semana entre Dublin e Faro de 1 a 24 de Outubro, que são as últimas semanas do chamado Verão IATA.

TAP liga 25% mais cidades mesmo tendo só 30% da capacidade, diz o seu Chief Revenue & Network

30-09-2020 (17h46)

O Chief Revenue & Network da TAP, Arik De, comentou nas redes sociais que a companhia, embora tenha a sua capacidade reduzida a 30% do que tinha há um ano, liga 25% mais de cidades do que antes da pandemia, com uma redução de 92% no tempo médio de ligação.

Opinião e Análise