Aeroportos portugueses crescem no Verão ligeiramente menos que a média do grupo Vinci

14-10-2019 (15h31)

Os aeroportos portugueses geridos pela ANA cresceram no terceiro trimestre, que corresponde ao Verão, época mais forte da aviação no Hemisfério Norte, duas décimas abaixo do aumento médio de passageiros no conjunto dos aeroportos geridos pelo grupo Vinci, embora com Lisboa e Porto a terem crescimentos mais fortes.

A informação do grupo Vinci, vencedor da privatização da ANA Aeroportos, indica que os aeroportos sob sua gestão somaram 72,072 milhões de passageiros no terceiro trimestre, com um aumento médio em 6,9%, com o seu primeiro mercado em número de passageiros, Portugal, a registar um aumento em 6,7%, com o qual totalizou 18,425 milhões.

A mesma informação mostra que o crescimento mais moderado do conjunto dos aeroportos em Portugal geridos pela Vinci ficou a dever-se à evolução mais fraca em Faro, com aumento em 2,1%, na Madeira, em que nem houve aumento (-0,0%), e aumento mais fraco também nos Açores (+4,9%).

Mas os dois maiores aeroportos portugueses continuaram a apresentar dos crescimentos mais fortes dos aeroportos geridos pela Vinci, com +7,7% em Lisboa e +11,3% no Porto.

Para o acumulado dos primeiros nove meses do ano, os dados da Vinco indicam um aumento médio de passageiros em 6,8%, com o qual atinge um total de 195,508 milhões, mas neste caso com o mercado português a registar crescimento mais forte, em 7%, somando 45,887 milhões de passageiros.

Este aumento em 7% no acumulado dos primeiros nove meses do ano é suportado pelos aumentos em 7% em Lisboa e 10,5% no Porto, e reduzido pela evolução em Faro (+4,5%), na Madeira (+1,3%) e nos Açores (+6,7%).

Depois de Portugal, o segundo maior mercado da Vinci em número de passageiros é o Reino Unido, com 42,235 milhões nos primeiros nove meses deste ano, e seguem-se Japão, com 39,091 milhões, Chile, com 18,748 milhões, França, com 16,739 milhões, Cambodja, com 8,816 milhões, Estados Unidos, com 7,648 milhões, Brasil, com 5,652 milhões, Sérvia, com 4,75 milhões, República Dominicana, com 4,225 milhões, Suécia, com 1,754 milhões, e Costa Rica, com 962 mil.

Os aeroportos do Cambodja são os que registam o crescimento mais forte do período, com um aumento em 15,3%, e seguem-se República Dominicana, com +10,6%, e Chile, com +10%.

O Brasil, onde tem a gestão do Aeroporto de Salvador, é o único mercado onde a Vinci tem quebra de passageiros nos primeiros nove meses deste ano, em 3,6%, com -4,2% no 3º trimestre, que justifica com a falência da Avianca Brasil.

 

Para ver mais sobre os aeroportos portugueses clique:

Aeroportos portugueses tiveram pela primeira vez mais de seis milhões de passageiros num mês

Lisboa teve o 9º maior aumento de passageiros dos aeroportos europeus em Agosto

Lisboa e Porto atingem Tops de crescimento dos aeroportos europeus no mês mais forte da aviação

 

Clique para mais notícias: Aeroportos portugueses

Clique para mais notícias: Vinci

Clique para mais notícias: Aviação

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Conselho de Ministros prolonga agonia da crise na TAP

02-07-2020 (19h22)

O Governo manteve hoje, após o Conselho de Ministros que tinha sido apontado ser a derradeira instância para uma solução sobre a TAP, o discurso do ou aceitam o acordo ou haverá nacionalização, que repete pelo menos desde ontem.

Bruxelas lança processo de infração a Portugal pelos ‘vouchers’ para reembolsos de clientes

02-07-2020 (13h19)

A Comissão Europeia decidiu hoje lançar processos de infração contra Portugal e outros nove Estados-membros por violação das leis comunitárias sobre direitos dos passageiros ao admitir vouchers para reembolsar clientes por viagens não efectuadas devido à pandemia de covid-19.

‘Corredores da TAP’ já dão como certa a solução saída de Neeleman

02-07-2020 (12h42)

“Está feito” o acordo” entre o Governo e David Neeleman para o empresário sair do capital da TAP, é o que já se comenta nos ‘corredores da TAP’, onde o futuro ex-accionista e a sua equipa não deixam saudades.

Lufthansa permite alteração de viagens gratuitamente

01-07-2020 (17h38)

O grupo Lufthansa está a oferecer uma alteração de viagens gratuita para reservas efectuadas até 31 de Agosto para viagens até 30 de Abril de 2021.

Covid-19 já matou mais de 511 mil pessoas e infectou mais de 10,5 milhões no mundo

01-07-2020 (17h32)

A pandemia de covid-19 já matou 511.312 pessoas e infectou 10.509.550 em todo o mundo, segundo um balanço da agência de notícias francesa AFP, às 11h00 TMG de hoje, baseado em dados oficiais dos países.

Opinião e Análise