Aeroportos portugueses tiveram recorde de 6,2 milhões de passageiros em Julho

26-08-2019 (17h27)

Foto: ANA/Vinci
Foto: ANA/Vinci

Os dez aeroportos portugueses no continente e Regiões Autónomas geridos pela ANA Aeroportos de Portugal, subsidiária do grupo francês Vinci, tiveram em Julho, pela primeira vez, mais de seis milhões de passageiros num mês.

Dados a que o PressTUR teve acesso indicam que os dez aeroportos tiveram um total de 6,214 milhões de embarques e desembarques este Julho, com um aumento em 7% ou 405,4 mil em relação a Julho de 2018, que representa uma aceleração do crescimento, apesar da conjuntura ser menos favorável, já que em Julho de 2018 o crescimento tinha sido em 3,7% ou 207,2 mil, para 5,808 milhões.

Os aeroportos do continente concentraram 89,7% do total de passageiros do mês de Julho, mais 0,54 pontos que em Julho de 2018, reflectindo um crescimento médio de 7,6% que representou um aumento de 395 mil passageiros, com o qual somaram 5,574 milhões.

O Aeroporto de Lisboa, com 3,1 milhões de passageiros, concentrou 50% do total de passageiros em Aeroportos da ANA, o Porto, com 1,296 milhões, concentrou 20,9% e Faro, com 1,172 milhões, concentrou 18,9%.

Faro, cujo aumento de passageiros em Julho foi em 2,2% ou 24,9 mil, foi o único a ter uma redução da quota, de 0,89 pontos, enquanto o Porto, com um aumento em 12,6% ou 145,4 mil, teve o reforço de 1,05 pontos, e Lisboa, com um aumento de passageiros em 7,8% ou 224,7 mil, teve +0,38 pontos.

O Aeroporto da Madeira foi, por sua vez, o único dos grandes aeroportos da ANA a ter queda de passageiros no mês de Julho, com -2% ou menos seis mil que em Julho de 2018, baixando para 305,1 mil, o que equivale a 4,9% do total dos aeroportos da ANA, -0,45 pontos que em Julho de 2018.

Já o Aeroporto João Paulo II, em Ponta Delgada, maior aeroporto dos Açores, manteve praticamente a quota de 4% de Julho de 2018, ao registar em Julho deste ano um aumento de passageiros em 6,1% ou 14,3 mil, para 248,77 mil.

No conjunto dos primeiros sete meses deste ano, os dez aeroportos geridos pela ANA/Vinci somam 33,675 milhões de passageiros, 52,6% em Lisboa, 22,1% no Porto, 15,3% em Faro, 5,6% na Madeira e 3,4% em Ponta Delgada.

Em relação aos primeiros sete meses de 2018, Porto e Ponta Delgada tem aumentos de quota respectivamente em 0,66 e em 0,02 pontos, enquanto Lisboa, Faro e Funchal têm decréscimos respectivamente em 0,14, em 0,21 e em 0,31 pontos.

Os dados a que o PressTUR teve acesso mostram um aumento de passageiros nos aeroportos geridos pela ANA/Vinci em 7,1% ou 2,238 milhões nos primeiros sete meses, com o Porto a liderar, com um aumento em 10,4%, mas com o maior contributo a ser do Aeroporto de Lisboa, com mais 1,133 milhões de passageiros (+6,8%), enquanto no Porto o aumento foi de 701,7 mil.

O segundo crescimento mais forte do período, ainda acima do aumento médio dos dez aeroportos geridos pela ANA/Vinci, foi o da Aeroporto da Horta, Açores, em 8,7% (mais cerca de 12 mil, para 148,8 mil), e seguidamente estiveram mais dois aeroportos açorianos, Ponta Delgada, com +7,9% (mais 84 mil, para 1,153 milhões), e Flores, também em 7,9% (mais cerca de três mil, para 40,7 mil).

Seguiu-se Lisboa, já com um aumento inferior à média dos dez aeroportos geridos pela ANA/Vinci, com +6,8% (mais 1,133 milhões, para 17,717 milhões), e, depois, Faro com +5,7% (mais 276,8 mil, para 5,146 milhões).

O Funchal, quarto maior aeroporto português, teve um dos mais fracos crescimentos de passageiros nos primeiros sete meses deste ano, com +1,5% que no período homólogo de 2018 (mais 28,1 mil, para 1,87 milhões), apenas melhor que os +0,3% do Aeroporto de Porto Santo (mais 277 passageiros, para 90,8 mil), mas ainda mais fraco que os +3,2% do Aeroporto de Santa Maria, Açores (mais 1,7 mil, para 56,8 mil). 

Para ler mais clique:

Aeroporto de Lisboa passou a marca dos três milhões de passageiros pela 1ª vez em Julho

Voos com os EUA e com o Brasil tiveram os maiores aumentos de passageiros em Lisboa em Julho

 

Clique para mais notícias: Aeroporto de Lisboa

Clique para mais notícias: Aviação

Clique para mais notícias: Portugal

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

TAP marca passo apesar de “interesse público”

10-07-2020 (15h34)

Uma semana depois de o Governo anunciar mudanças de fundo da TAP, entre elas a do CEO da companhia, inerentes ao reforço da sua posição para mais de 70% do capital, ainda nada mudou e é Antonoaldo Neves que continua a comandar a transportadora aérea.

SATA faz balanço "muito positivo" da retoma gradual das operações

10-07-2020 (15h25)

A SATA anunciou que a taxa de ocupação média dos seus voos “rondou os 40%” em Junho, fazendo assim um balanço "muito positivo" da retoma gradual das operações, que estiveram suspensas devido à pandemia da covid-19.

LATAM Brasil entra com processo de reestruturação da dívida nos EUA

10-07-2020 (15h10)

A LATAM Brasil entrou com um pedido de reestruturação da dívida nos EUA para conter os impactos da pandemia da covid-19, anunciou a empresa, acrescentando que continuará a “operar normalmente".

Ryanair pede dados a clientes que reservaram em OTAs não autorizadas para os reembolsar

10-07-2020 (14h07)

A Ryanair está a pedir aos clientes que reservaram os seus voos em agências de viagens online (OTAs) não autorizadas, e que estão tentar obter reembolsos, para enviarem os seus dados e receberem directamente da companhia um voucher, alteração do voo ou devolução do dinheiro.

United Airlines pode vir a despedir mais de um terço dos seus funcionários

09-07-2020 (11h48)

A companhia aérea norte-americana United Airlines, duramente atingida pela crise devido à pandemia de covid-19, advertiu hoje que pode dispensar até 36 mil dos seus 95.200 funcionários em Outubro.

Opinião e Análise