Aeroportos portugueses ultrapassam em Outubro total de passageiros de 2016

12-11-2018 (14h23)

Com aumentos face a 2017 de 2,26 milhões em Lisboa e 993 mil no Porto

Os aeroportos portugueses atingiram no fim de Outubro um total de 48,06 milhões de passageiros, ultrapassando assim os cerca de 44,5 milhões da totalidade do ano de 2016 e ficando a apenas 3,7 milhões do total do ano de 2017, que é menos do que somaram no mês de Outubro deste ano.

Dados dos aeroportos portugueses a que o PressTUR teve acesso indicam que em Outubro deste ano os aeroportos portugueses somaram 5,17 milhões e passageiros, com um aumento em 7% ou cerca de 338 mil em relação ao mês homólogo de 2017, e no conjunto do ano passaram a somar 48,06 milhões de passageiros, em alta de 7% ou 3,1 milhões em relação aos dez meses de Janeiro a Outubro de 2017.

Este aumento resulta, em primeiro lugar, do aumento em 2,26 milhões no Aeroporto de Lisboa e, seguidamente, dos mais 993 mil no Aeroporto do Porto, a que se somaram ainda aumentos de 41 mil em Ponta Delgada, sete mil na Horta, 3,5 mil em Santa Maria, 5,3 mil nas Flores e mais de quatro mil em Beja, que é o menor aeroporto da rede da Vinci, com 5,1 mil passageiros nos primeiros dez meses do ano, mas em crescimento relativo é o nº1, porque parte de uma base muito baixa, com uma subida superior a 200%.

Seguem-se o Porto, com um aumento em 10,8%, e Lisboa, com +10%, variações já realmente significativas, pois representam muitos milhares de passageiros de aumento.

Lisboa, com efeito, pelos dados a que o PressTUR teve acesso, atingiu em Outubro um total de 2,64 milhões de passageiros, com os quais nos primeiros dez meses deste ano soma 24,87 milhões, mais do que em todo o ano de 2016, uma marca que já ficou próximo de bater no final de Setembro, ao somar 22,2 milhões de passageiros.

O Porto, por sua vez com 1,089 milhões de passageiros em Outubro, alcançou um total de 10,188 milhões nos primeiros dez meses do ano, e também já ultrapassou o total do ano de 2016.

Já o terceiro maior aeroporto português, o de Faro, tem uma queda de passageiros nos primeiros dez meses do ano em 1,6%, somando 8,067 milhões, embora no mês de Outubro tenha interrompido uma série de quatro meses consecutivos de quebras de passageiros, com um aumento em 3,4% ou cerca de 31 mil, para 952,2 mil.

Idêntico quadro apresenta o aeroporto do Funchal, que depois de quedas sucessivas desde Abril teve em Outubro um aumento em 1,4% ou 3,8 mil, ficando próximo de 280 mil, mas nos primeiros dez meses do ano ainda regista uma queda em 1,4% ou cerca de 39 mil, ficando em 2,726 milhões.

Mais forte, ainda, é a queda ocorrida no segundo aeroporto do arquipélago da Madeira, na ilha de Porto Santo, que em Outubro teve uma queda de passageiros em 26,8% ou 4,4 mil, para 12,2 mil, e no conjunto dos primeiros dez meses do ano tem um decréscimo em 6,5% ou 10,4 mil, ficando em 150,3 mil.

O maior aeroporto dos Açores, o João Paulo II em Ponta Delgada, pelo contrário, apresenta no fim de Outubro o terceiro maior aumento dos aeroportos portugueses, com mais quase 41 mil passageiros (+2,5%), somando 1,679 milhões, tendo registado 164,4 mil em Outubro, com um aumento em relação ao mês homólogo de 2017 em 3,4% ou 5,4 mil.

Para os restantes aeroportos dos Açores (excluindo Lages que não é gerido pela Vinci), os dados a que o PressTUR indicam que em Outubro todos tiveram aumentos de passageiros, de 7,5% ou 1,4 mil na Horta, para 19,7 mil, de 14% ou cerca de 950 em Santa Maria, para 7,6 mil, e de 20,6% ou cerca de 920 nas Flores, para 5,4 mil.

Nos dez meses de Janeiro a Outubro, a Horta está com um aumento em 3,3% ou sete mil, para 222,2 mil, Santa Maria tem +4,3% ou mais 3,5 mil, somando 84,6 mil, e Flores tem um aumento em 9,1% ou cerca de 5,3 mil, para 63,7 mil.

 

Clique para mais notícias: Aeroportos portugueses

Clique para mais notícias: Aviação

Clique para mais notícias: Portugal

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Governo prevê injectar este ano mais 970 milhões de euros na TAP

16-04-2021 (16h24)

O Governo prevê injectar 970 milhões de euros na TAP este ano, uma medida classificada como temporária e cujo efeito nas contas públicas é revertido em 2022 e 2023, de acordo com o Programa de Estabilidade (PE) hoje conhecido.

Agências de viagens portuguesas atingem máximo de vendas de voos em BSP durante a pandemia

16-04-2021 (15h47)

As vendas de voos regulares pelas agências de viagens IATA portuguesas ascenderam em Março a 13,5 milhões de euros, que é um máximo em tempos de pandemia.

Portugal passa a permitir voos do Brasil e Reino Unido para viagens essenciais

16-04-2021 (15h27)

O Governo português anunciou que os voos com origem ou destino no Brasil e Reino Unido são permitidos a partir de hoje para viagens essenciais, mantendo-se as medidas restritivas do tráfego aéreo devido à pandemia de covid-19.

Iberia planeia quatro rotas regulares de/para Portugal este Verão

15-04-2021 (19h47)

A Iberia anunciou ao mercado a sua programação para este Verão, que inclui 112 rotas, quatro delas ligações regulares de e para Portugal e uma operação charter para Porto Santo.

Regresso de avião da Cabo Verde Airlines “marca a retoma dos voos” da companhia

15-04-2021 (13h41)

O Boeing 757 da Cabo Verde Airlines (CVA), "Baía do Tarrafal", regressou ao arquipélago, mais de um ano depois de ser colocado em situação de armazenamento no exterior, o que segundo o Governo “marca a retoma dos voos” da companhia de bandeira.

Opinião e Análise