Aeroportos portugueses ‘valeram’ 34,6% dos passageiros da Vinci na época alta

14-10-2020 (13h07)

Os dez aeroportos que a Vinci gere em Portugal somaram na época alta 34,6% dos passageiros dos 45 aeroportos que gere em todo o mundo, mais do dobro do seu segundo mercado mais importante, o Japão, com 17,5%.

A multinacional francesa indicou que os aeroportos sob sua gestão somaram 15,013 milhões no terceiro trimestre, com uma quebra média em 79,1%.

A quebra média nos aeroportos portugueses foi 7,3 pontos menor que a média do total das unidades da empresa, em que o decréscimo de passageiros atingiu 79,1%.

Depois de Portugal, os países em que a Vinci tem aeroportos com mais passageiros no terceiro trimestre são o Japão, com 2,622 milhões (17,5% do total), Reino Unido, com 2,408 milhões (16% do total), e França, com 1,982 milhões (13,2% do total).

Deste grupo, a queda média mais branda foi em França, com -68%, Portugal, com – 71,8%, Japão, com -80,6%, e Reino Unido, com -84,9%.

No Brasil, onde gere o Aeroporto de Salvador, a Vinci indicou uma quebra de passageiros no terceiro trimestre em 75,2%, para 476 mil.

Ver também:

Quebra de passageiros nos aeroportos portugueses este Verão atingiu 71,8%, Vinci

 


Clique para ver mais: Aviação

Clique para ver mais: Portugal

Clique para ver mais: Vinci

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Estudo indica que 73% dos consumidores considera o bem-estar um elemento essencial de uma marca

23-10-2020 (17h51)

Um estudo da empresa de marketing e relações públicas Ogilvy, que tem em conta sete sectores, entre os quais os da aviação e hotelaria, indica que o bem-estar do cliente é considerado, pelos consumidores, um elemento essencial de uma marca.

TAP voltou a liderar em Setembro o transporte aéreo internacional de passageiros no Brasil

23-10-2020 (14h26)

Quase um em cada cinco passageiros que em Setembro viajaram em voos internacionais de/para o Brasil fizeram-no em TAP, que voltou assim a ser a líder de mercado, à frente não só das outras companhias europeias, como também das americanas e das brasileiras.

American Airlines declara prejuízo líquido de 2,4 mil milhões de dólares no 3º trimestre

22-10-2020 (17h51)

A American Airlines, maior companhia de aviação do mundo antes da pandemia, informou hoje que no terceiro trimestre, tradicionalmente o seu melhor, teve um prejuízo líquido de 2,4 mil milhões de dólares, com uma quebra das receitas em 73,4%.

Agências de viagens espanholas ameaçam endurecer exigência de reembolsos das companhias de aviação

22-10-2020 (14h03)

As agências de viagens espanholas ameaçam denunciar junto da União Europeia a falta de reembolsos das companhias de aviação, que acusam de estar a utilizar dinheiro de milhares de PME que em muitos casos até já reeembolsaram os clientes.

TAP põe à venda passes com voos ilimitados na Europa

22-10-2020 (13h38)

A TAP está a anunciar ao mercado o novo Flight Pass Europa, um passe com voos ilimitados de Lisboa e do Porto para todos os destinos europeus da sua rede, apesar das restrições de viagens relacionadas com a pandemia de covid-19.

Opinião e Análise