América Latina proporciona 47,4% do crescimento de tráfego do IAG até Novembro

09-12-2019 (17h45)

Foto: Iberia
Foto: Iberia

As rotas da América Latina estão a ser de forma cada vez mais clara o ‘motor’ de crescimento do IAG, grupo que integra a British Airways, a Iberia, a Vueling, a Aer Lingus e a Level, tendo valido até Novembro 47,4% do crescimento de tráfego na totalidade das operações.

Os dados publicados pelo grupo indicam que nas rotas da América Latina teve um crescimento do tráfego em 15,8%, com mais 6.508 milhões de RPK (sigla do inglês para passageiros x quilómetros voados) que nos primeiros onze meses de 2018.

As linhas da América Latina atingiram, assim, um total de 47.716 milhões de RPK, o que equivale a 18,1% do tráfego total transportado pelas companhias do grupo, mais 1,6 pontos que há um ano.

Esta evolução deve-se ao crescimento da Iberia, que é a companhia do grupo com maior tradição na América Latina e que segundo a mesma informação teve um crescimento médio do tráfego nos primeiros onze meses em 10%, representando um aumento de 5.326 milhões RPK.

Os dados evidenciam a aposta do IAG na América Latina, de que o passo mais mediático em curso é a compra da também espanhola Air Europa (clique para ler: IAG anuncia acordo para compra da Air Europa e reforço do hub de Madrid), indicando que foi um sector ao qual alocou 53,7% do total de aumento de capacidade este ano, com mais 6.670 milhões de ASK (lugares x quilómetros voados) que nos primeiros onze meses de 2018.

Este aumento, porém, não foi integralmente para a Iberia, pois uma parte significativa (33,1% do total) foi para a Level, apresentada como low cost de longo curso, que também tem uma forte aposta nas ligações com a América Latina e que começou a voar de Barcelona em Junho de 2017.

Ainda assim, os dados do IAG mostram que a América do Norte continua a ser o seu maior sector de rede, com 29,2% do total de RPK, e a British Airways, que é a líder europeia nessas ligações, a sua maior companhia, com 55,1% do total de RPK do grupo.

Mas tanto no conjunto da rotas a América do Norte perde preponderância, baixando 0,6 pontos relativamente aos primeiros onze meses de 2018, como a British Airways reduz a sua ‘fatia' no conjunto das companhias, em 1,8 pontos.

Mas sem deixar de crescer, como mostram os dados do IAG, que para a British Airways indicam um crescimento do tráfego em RPK em 2,1%, dando-lhe um ganho de um ponto na taxa de ocupação, que sobe para 83,6%.

Os dados do IAG indicam que o grupo teve um crescimento médio do tráfego nos primeiros onze meses deste ano em 5,5% face a um aumento de capacidade em 4,2%, proporcionando uma melhoria da taxa de ocupação em 1,1 pontos, para 84,7%, para a qual contribuíram todas as companhias do grupo, à excepção da Level que tem uma descida de 1,2 pontos, para 83,6%.

A Iberia é a que tem melhor taxa de ocupação média, com 87,3%, 1,6 pontos acima do período homólogo de 2018, seguida da Vueling, com 87,2%, a melhorar 1,4 pontos.

Depois está a British Airways, com 83,6%, e seguidamente a Aer Lingus, com 82,1%, a melhorar 0,5 pontos.

Continua:

Companhias do IAG transportaram até Novembro mais 4,88 milhões de passageiros

 

Clique para mais notícias: IAG

Clique para mais notícias: Aviação

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

KLM avisa que o seu calendário de Inverno será “muito mais restricto” devido à covid-19

25-09-2020 (14h10)

A companhia de aviação holandesa KLM informou que devido às restrições para travar a disseminação da covid-19, terá um programa de voos no próximo Inverno “muito mais restricto” que há um ano e especificou que em Novembro, primeiro mês do chamado Inverno IATA 20/21, terá apenas cerca de 55% da capacidade do mês homólogo de 2019.

Aeroporto de Helsínquia recorre a cães para detectar casos de coronavírus

25-09-2020 (13h23)

As autoridades finlandesas decidiram enviar cães pisteiros para detectar o novo coronavírus no maior aeroporto internacional da Finlândia para testar, durante os próximos quatro meses, um método alternativo que será mais barato e mais rápido na identificação de viajantes infectados.

Quebra de passageiros nos aeroportos portugueses atenuou-se para 66,3% em Agosto

23-09-2020 (14h20)

Os aeroportos portugueses tiveram em Agosto, pela primeira vez desde Março, uma quebra de passageiro inferior a 70%, com uma única excepção, do Aeroporto de Lisboa, que teve um decréscimo em 72%.

Rota Porto-Dortmund da Ryanair vai passar a ter três frequências semanais

23-09-2020 (11h32)

A Ryanair vai aumentar o número de frequências da rota Porto-Dortmund, na Alemanha, para três vezes por semana, a partir de 30 de Outubro.

Quebra da venda de voos pelas agências de viagens IATA portuguesas sobe para 71,7% depois de Agosto

22-09-2020 (17h52)

As agências de viagens IATA portuguesas que em 2019 atingiram o montante recorde de 964 milhões de euros em vendas de voos regulares, no final de Agosto deste ano estão com uma quebra de 470 milhões ou 71,7%.

Ultimas Noticias

Opinião e Análise