American Airlines perspectiva “parceria estratégica” com a outrora diabolizada Qatar Airways

26-02-2020 (12h20)

Imagem: American Airlines
Imagem: American Airlines

A norte-americana American Airlines, maior companhia de aviação do mundo, indicou que já iniciou a construção de uma parceria estratégica com a Qatar Airways, uma das companhias de aviação do Golfo que anteriormente contestava por fazerem concorrência desleal uma vez que recebiam ajudas de Estado.

A companhia americana anunciou que renovou o acordo de code-share com a Qatar Airways e diz tratar-se de “um primeiro passo na construção de uma parceria estratégica”, que, acrescenta, “aumentará a cooperação comercial, potenciará a conectividade e criar novas opções de viagens para os clientes”.

A American diz na mesma informação que na sequência da renovação do acordo de code-share irá “começar a explorar a adição de serviços dos EUA para Doha”, hub da Qatar, membro da aliança oneworld como a companhia americana e, além, disso accionista do seu principal parceiro e ‘pilar’ europeu da aliança, o IAG.

Citado no comunicado, o CEO e Chairman da American, Doug Parker, avança uma explicação para a cessação do acordo com a Qatar há dois anos sem fazer referência à campanha das maiores companhias americanas contra as suas congéneres do Golfo, referindo-se a “questões” que já foram tratadas e acrescentando que “acredita” que retomar o code-share é do interesse de clientes, pessoal e accionistas.

Uma declaração do seu congénere da Qatar, Akbar Al Baker, diz por sua vez que ambas as companhias ultrapassaram “assuntos passados” e focam-se em construir uma parceria no interesse dos clientes.

American Airlines e Qatar Airways voam ambas para Lisboa, dos respectivos hubs nos Estados Unidos e no Qatar.

 

Clique para mais notícias: American Airlines

Clique para mais notícias: Qatar Airways

Clique para mais notícias: Aviação

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

TAP informa mercado sobre acordo de princípio entre Estado e privados

03-07-2020 (19h02)

A TAP informou hoje o mercado, através de um comunicado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), do acordo de princípio atingido esta quinta-feira à noite entre os privados e o Estado, para viabilizar a empresa.

Frasquilho avisa que próximos tempos na TAP serão difíceis, mas superados

03-07-2020 (18h57)

O presidente do Conselho de Administração da TAP, Miguel Frasquilho, alertou os trabalhadores numa mensagem a que o PressTUR teve acesso que os próximos tempos serão difíceis, mas serão superados “com alguns sacrifícios”.

Azul anuncia venda da participação na TAP ao Governo português

03-07-2020 (14h03)

A Azul anunciou hoje que chegou a acordo com o Governo português para vender a sua participação indirecta na TAP de 6%, por aproximadamente 65 milhões de reais (10,84 milhões de euros), e abdicar do direito de conversão dos bónus séniores de 90 milhões de euros que venciam em 2026.

Ryanair acusa agências de viagens online de bloquear reembolsos

03-07-2020 (12h32)

A Ryanair acusou hoje "agências de viagens online não autorizadas" de bloquear reembolsos de clientes, por utilizarem "emails falsos e cartões de crédito virtuais" impedindo que as reservas "possam ser rastreadas até ao consumidor individual".

CEO da TAP cessa funções de imediato

02-07-2020 (23h57)

Antonoaldo Neves, CEO da TAP, vai ser substituído "de imediato", anunciou o ministro das Infraestruturas e da Habitação, Pedro Nuno Santos, revelando que o Governo vai recorrer a uma empresa para recrutar uma nova equipa de gestão para a companhia.

Opinião e Análise