Aviação mundial foi “atingida por uma marreta chamada Covid-19”, IATA

02-04-2020 (16h41)

A IATA informou hoje que em Fevereiro a aviação mundial teve a maior quebra de tráfego desde os atentados às torres gémeas de Nova Iorque em 11 de Setembro de 2001, provocada essencialmente por quebras das companhias da região Ásia e Pacífico.

“As companhias de aviação foram atingidas por uma marreta chamada Covid-19”, comentou o director-geral da IATA, Alexandre de Juniac, que disse ainda que às companhias apenas restou “cortar custos e tomar medidas de emergência para tentarem sobreviver nestas circunstâncias extraordinárias”.

A informação da Associação mostra que em Fevereiro, quando ainda a covid-19 não era pandemia e ‘parecia’ confinada à região chinesa de Wuhan, as companhias da Ásia e Pacífico, que representam 34,7% do transporte aéreo de passageiros a nível mundial, tiveram uma quebra de tráfego em RPK (do inglês para passageiros x quilómetros voados) em 41,3%.

As restantes companhias não tiveram quebras, à excepção das africanas (-0,7%), mas todas ‘aterraram’, com o crescimento na Europa a ficar em 0,7%, na América Latina em 3,1%, as do Médio Oriente em 1,7% e as da América do Norte em 5,5%, pelo que a queda média do sector foi de 14,1%.

Pior é também que quase todas tiveram quedas de taxa de ocupação, evidenciando que as quebras da procura foram superiores ao que antecipavam.

As companhias da Ásia e Pacífico tiveram, naturalmente, a maior quebra, em 15,1 pontos, para 66,8%, nas africanas a ocupação baixou 3,9 pontos, para 75,9%, nas europeias a descida foi de 0,5 pontos, para 81,3%, e nas latino-americanas foi de 0,3 pontos, para 81,2%.

As companhias da América do Norte e do Médio Oriente foram as únicas a apresentarem melhores taxas de ocupação que em Fevereiro de 2019, respectivamente com mais 0,6 pontos, para 81,1%, e com mais 0,1 pontos, para 72,5%.

 

Clique para mais notícias: IATA

Clique para mais notícias: Aviação

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Passageiros numa ilha dos Açores com destino final outra deixam de ter de seguir viagem em 24 horas

29-05-2020 (18h35)

Os passageiros que se encontrem numa ilha dos Açores que não seja a do seu destino final deixam de estar obrigados a seguir viagem até 24 horas após a sua chegada, anunciou o presidente do Governo Regional.

SATA retoma ligações entre Lisboa e os Açores a 15 de Junho

29-05-2020 (18h24)

A Azores Airlines, do grupo SATA, vai retomar a 15 de Junho as ligações aéreas entre Lisboa e Ponta Delgada e Lisboa e a Terceira, bem como entre o Funchal e Ponta Delgada.

Transavia França anuncia retoma de voos para Portugal a 15 de Junho

29-05-2020 (17h04)

A Transavia França, low cost do grupo Air France KLM com operações de/para aeroportos franceses, anunciou a retoma de voos de/para Portugal de Lyon e Nantes, a 15 de Junho, e de Paris Orly e Montpellier, a 26 de Junho.

Finnair retoma voos para a Ásia a 1 de Julho

29-05-2020 (16h25)

A Finnair, companhia de aviação com hub em Helsínquia que tem forte implantação no transporte aéreo de passageiros entre a Europa e a Ásia, retoma essas ligações a 1 de Julho, com 10 rotas.

Plano de apoio à Lufthansa enfrenta ventos contrários

29-05-2020 (16h23)

O plano de apoio à Lufthansa face à pandemia de covid-19 e que ultrapassa os nove mil milhões de euros enfrenta ventos contrários de grande intensidade, especialmente por parte da comissária europeia da concorrência Margrethe Vestager.

Opinião e Análise