Avianca declara falência devido ao impacto da covid-19

11-05-2020 (16h54)

Imagem: Avianca
Imagem: Avianca

A companhia aérea colombiana Avianca, uma das maiores da América Latina, declarou falência devido ao impacto da covid-19, que paralisou a aviação.

A decisão decorre do “impacto imprevisível da pandemia de covid-19, que resultou num declínio de 90% no tráfego global de passageiros”, diz a Avianca num comunicado, destacando as previsões da IATA, que antecipa uma redução das receitas na aviação mundial em 314 mil milhões de dólares.

Os voos comerciais de passageiros da Avianca estão suspensos desde meados de Março, o que reduziu a receita consolidada da empresa em mais de 80%, diz a nota de imprensa.

Assim, a Avianca Holdings e algumas das suas subsidiárias e afiliadas apresentaram petições voluntárias sob o Capítulo 11 do Código de Falências dos Estados Unidos no Tribunal de Falências dos EUA do Distrito Sul de Nova Iorque, para preservar e reorganizar os negócios. Fora do acordo está o programa de fidelização LifeMiles, que é gerido por outra empresa.

“A Avianca está a enfrentar a crise mais desafiante dos seus 100 anos”, afirmou o CEO da empresa, Anko Van Der Werff, considerando que “uma reorganização sob o Capítulo 11 é o melhor caminho a seguir para proteger os serviços essenciais de viagens aéreas e transporte aéreo que fornecemos na Colômbia e noutros mercados da América Latina”.

A companhia aérea é uma das mais antigas do mundo e conta com a United Airlines e a Kingsland entre os seus accionistas, e chegou a ser gerida por German Efromovich, que esteve próximo de comprar a TAP na privatização da companhia portuguesa (clique para ler: German Efromovich afastado da liderança da Avianca).


 

Clique para ver mais: Aviação

Clique para ver mais: Avianca

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

‘Família’ Pedrosa sai da Administração da TAP, mas grupo Barraqueiro mantém ‘representante’ (Actualiza)

01-10-2020 (12h41)

A TAP anunciou hoje a renúncia de Humberto Pedrosa e do seu filho David Pedrosa dos cargos que exerciam no grupo aéreo, nomeadamente de presidente da Administração e Vogal da Administração da companhia aérea TAP, SA, mas sem que o seu Grupo Barraqueiro deixe de estar representado.

Humberto e David Pedrosa renunciam aos cargos na administração na TAP

01-10-2020 (09h14)

Humberto e David Pedrosa apresentaram na quarta-feira a renúncia aos cargos de presidente e vogal, respectivamente, na TAP e nas demais sociedades do Grupo TAP onde exercem funções de administração.

Aer Lingus programa ter quatro voos por semana Dublin – Faro este Outubro

30-09-2020 (17h53)

A companhia de aviação irlandesa Aer Lingus, do IAG, tem programado fazer quatro voos por semana entre Dublin e Faro de 1 a 24 de Outubro, que são as últimas semanas do chamado Verão IATA.

TAP liga 25% mais cidades mesmo tendo só 30% da capacidade, diz o seu Chief Revenue & Network

30-09-2020 (17h46)

O Chief Revenue & Network da TAP, Arik De, comentou nas redes sociais que a companhia, embora tenha a sua capacidade reduzida a 30% do que tinha há um ano, liga 25% mais de cidades do que antes da pandemia, com uma redução de 92% no tempo médio de ligação.

South African Airways suspende todas as operações por dificuldades financeiras

30-09-2020 (14h40)

A companhia de aviação sul-africana South African Airways suspendeu todas as suas operações depois de ter falhado o plano de salvamento que envolvia um financiamento de 10 mil milhões de rands (507 milhões de euros).

Opinião e Análise