Centenas de voos cancelados hoje em França devido a greve geral

05-12-2019 (15h28)

Foto: Trinity Moss / Unsplash
Foto: Trinity Moss / Unsplash

A greve geral em França contra o projecto de revisão do sistema de reformas provocou o cancelamento de centenas de voos hoje. Um sindicato de controladores de tráfego aéreo que se juntou a esta greve vai continuar o protesto até Domingo, dia 8.

A autoridade francesa para a aviação civil já tinha solicitado às companhias aéreas o cancelamento de 20% dos voos programados para hoje, dia 5 de Dezembro, para os aeroportos de Paris Charles de Gaulle, Paris Orly, Lyon, Marselha, Toulouse e Bordéus.

A Air France, de acordo com a imprensa francesa, cancelou 30% dos seus voos domésticos e 20% dos seus voos de médio curso, e assegurou a manutenção de todos os voos de longo curso.

A easyJet, por sua vez, cancelou 233 voos, incluindo 70 de e para o Reino Unido, de um total de 1.186 voos programados.

A Ryanair não especificou quantas partidas cancelou, enquanto a Vueling avançou a previsão de cancelar 16 voos para os aeroportos de Paris Charles de Gaulle e Paris Orly, a Air Algérie cancelou 12 voos para os dois aeroportos da capital e para Marselha, a Volotea cancelou dez voos nas suas bases em França e a Swiss cancelou uma rotação Zurique – Paris, segundo o portal especializado em notícias de aviação “Air Journal”.

A Transavia France manteve os seus voos e a Air Corsica anunciou que tinha previsto perturbações para os seus voos até Domingo.

As notícias acrescentam ainda que companhias estrangeiras como a British Airways, Royal Air Maroc e a TAP não avançaram informações detalhadas sobre os seus voos de e para França, mas avisaram que tinham previsto que os seus voos que atravessam o espaço aéreo em França poderiam ser afectados.

Um aviso no site da TAP com data de 3 de Dezembro diz que “devido à greve geral em França, a TAP informa que os Passageiros podem alterar as suas viagens de e para os aeroportos franceses marcadas para os dias 4 a 8 de Dezembro de 2019, com isenção da taxa de alteração, para voos até ao dia 15 de Dezembro de 2019”.

“Apesar de totalmente alheia a este greve, pedimos desculpa pelo incómodo e reafirmamos o compromisso da TAP de tudo fazer para minimizar o impacto desta greve nos planos de viagem dos nossos Clientes”, acrescenta a companhia de aviação portuguesa.

 

Clique para ver mais: Aviação

Clique para ver mais: Europa

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Lufthansa programa ter este Agosto 60 voos por semana dos seus hubs para Portugal

03-08-2020 (13h17)

A companhia alemã Lufthansa, líder do maior grupo aéreo europeu, tem programado para este mês de Agosto fazer 60 voos por semana dos seus hubs de Frankfurte e Munique aeroportos portugueses.

ACI, A4E e IATA dizem que os governos prejudicam mais do que ajudam

31-07-2020 (17h15)

As associações comerciais representativas de aeroportos e companhias aéreas europeias ACI, A4E e IATA acusaram hoje os governos europeus de terem “uma abordagem inconsistente das restrições de viagem”.

Air Canada anuncia perdas de 1,1 mil milhões de euros no 2º trimestre

31-07-2020 (16h44)

A Air Canada anunciou hoje que perdeu mais de 1,7 mil milhões de dólares canadianos (1,1 mil milhões de euros) no segundo trimestre, devido aos "efeitos devastadores" da pandemia de covid-19.

Bruxelas aprova apoio alemão de 840 milhões para cobrir vouchers de viagens canceladas

31-07-2020 (12h09)

A Comissão Europeia deu hoje ‘luz verde’ a um apoio estatal da Alemanha de 840 milhões de euros para cobrir vouchers emitidos por operadores turísticos para compensar cancelamentos de viagens devido à covid-19, visando tornar esta numa opção mais “fiável”.

‘Delfim’ de Antonoaldo Neves escolhido para novo CEO da TAP

30-07-2020 (19h39)

Fonte oficial do Ministério das Infra-estruturas já confirmou à Lusa que Ramiro Sequeira, promovido a COO da TAP por Antonoaldo Neves, é a escolha do Governo para substituir o gestor brasileiro em CEO da companhia portuguesa.

Opinião e Análise