Com a Ryanair a trocar o Porto por Lisboa, capital concentra 80% dos passageiros aéreos em Maio

24-06-2020 (16h38)

Aeroporto de Lisboa
Aeroporto de Lisboa

Em tempos de pandemia, com os aeroportos a registrem razias generalizadas de tráfego, o Aeroporto de Lisboa foi ainda assim o que teve a queda menos gravosa em Maio, e em grande medida por acção da low cost Ryanair.

Dados dos aeroportos portugueses a que o PressTUR teve acesso indicam que o Aeroporto de Lisboa teve em Maio menos 97,8% de passageiros que no mês homólogo de 2019, com um total de 61.606, o que representa 79,5% do total de passageiros dos dez aeroportos portugueses geridos pela ANA/Vinci.

Mas a Associação Comerical do Porto ou o líder do PSD não poderão culpar a TAP por esse desnível, porque a companhia tem os aviões em terra e, ao que tudo indica, assim continuará por vários meses.

Aliás, como foi informado pela Ryanair, que é a maior companhia no Porto, em tempo de pandemia optou por ter três vezes mais voos de/para Lisboa do que para o Porto, o que levou a que o Aeroporto Humberto Delgado registasse em Maio 11.233 passageiros de/para o Reino Unido, enquanto o Aeroporto Francisco Sá Caneiro teve apenas 1.090.

A informação indica que idêntica desproporção se verificou nas ligações com a Alemanha, que geraram 10.750 passageiros no Aeroporto de Lisboa e apenas 1.605 no Porto.

As outras origens/destinos que mais desequilibraram o balanço a favor de Lisboa foram França, com 8.236 passageiros em Lisboa, Holanda, com 7.801, e Brasil, com 6.603, que não tiveram quaisquer voos de/para o Porto.

Aliás, a única origem/destino com tráfego relevante de/para o Porto no mês de Maio foi a Suíça, com 5.407, enquanto em voos de/para Lisboa viajaram 3.349.

O Porto, de acordo com os mesmos dados teve uma quebra de passageiros em 99,2%, para 9.349 em Maio, um mês em que em virtude da disrupção provocada pela pandemia de covid-19 o Aeroporto de Faro caiu para 5º maior em Portugal, com apenas 939 passageiros, -99,9% que há um ano e inclusivamente também atrás do Aeroporto de Ponta Delgada, com 2.707 passageiros (-98,5%), e do Aeroporto do Funchal, que teve 1.839 passageiros (-99,3%).

 

Clique para mais notícias: Aeroportos portugueses

Clique para mais notícias: Aviação

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Trade britânico marca “dia de acção” para exigir retoma das viagens internacionais

11-06-2021 (17h45)

Associação de empresas de aviação e turismo britânicas marcaram um "dia de acção" [#traveldayofaction] para 23 de Junho, com o qual pretendem pressionar as autoridades britânicas a apoiar um retorno seguro das viagens internacionais a tempo do ‘pico' da época alta.

TAAG muda horários dos voos entre Luanda e Lisboa

11-06-2021 (13h55)

A companhia angolana TAAG muda os dias dos seus voos entre Luanda e Lisboa a partir de dia 30, com os voos Luanda – Lisboa (DT652) a passarem a ser às quintas-feiras e Sábados e os voos Lisboa – Luanda (DT653) a operarem às sextas-feiras e Domingos.

Companhias áreas reivindicam fim de restrições na UE no Verão

11-06-2021 (11h25)

A Airlines For Europe (A4E) reivindicou o fim de todas as restrições impostas pela pandemia da covid-19 para viagens no Verão dentro da União Europeia (UE) através de uma declaração na sua plataforma.

easyJet vai ter base em Faro a partir de 15 de Junho

11-06-2021 (10h51)

A companhia aérea lowcost easyJet vai contar com uma base no Aeroporto de Faro, no Algarve, com três aeronaves Airbus A319, a partir da próxima terça-feira, 15 de Junho.

Companhias do grupo SATA reforçam operação nos Açores

09-06-2021 (18h15)

As companhias aéreas do grupo SATA reforçaram os voos directos entre os Açores e Portugal Continental e as operações inter-ilhas no arquipélago.

Opinião e Análise