Companhia aérea indonésia cancela encomenda de 49 aviões Boeing 737 MAX

22-03-2019 (14h30)

A companhia aérea indonésia Garuda anunciou hoje o cancelamento de uma encomenda de 49 aviões Boeing 737 MAX, aparelho ligado a dois acidentes, o mais recente dos quais a 10 de Março, na Etiópia.

"Enviámos uma carta à Boeing a socilitar o cancelamento do pedido", indicou o porta-voz da empresa, Ikhsan Rosan, à agência de notícias France-Presse (AFP).

"Os passageiros da Garuda perderam a confiança e não querem mais voar com a MAX", disse.

O Boeing 737 MAX da Ethiopian Airlines despenhou-se a 10 de Março, poucos minutos depois de ter descolado de Adis Abeba para a capital do Quénia, Nairobi. O acidente provocou a morte das 157 pessoas que seguiam a bordo.

Desconhecem-se as causas do acidente, o segundo com um Boeing 737 MAX em cinco meses. Em 29 de Outubro, 189 pessoas morreram na queda de um aparelho idêntico ao largo da Indonésia.

No passado Domingo, o governo etíope afirmou que as "caixas negras" do Boeing 737 MAX 8, que caiu no país, mostraram “semelhanças claras” com a queda em outubro do aparelho do mesmo tipo da companhia indonésia Lion Air.

Também a agência francesa de investigação sobre segurança da aviação civil (BEA) concluiu que há "semelhanças claras" entre a queda dos Boeing 737 MAX da Ethiopian Airlines e da Lion Air.

A Boeing anunciou já estar prestes a finalizar uma correção ao sistema MCAS nos aparelhos 737, depois de a agência reguladora do transporte aéreo norte-americana ter dado ao fabricante até Abril para proceder às melhorias.

Perto de 60 países já interditaram o espaço aéreo ou suspenderam temporariamente a utilização de aeronaves Boeing 737 Max e o gigante aeronáutico norte-americano acumulou, na semana passada, uma perda de mais de 27 mil milhões de dólares (23,8 mil milhões de euros) no valor das acções.

(PressTUR com Agência Lusa)

Clique para ver mais: Aviação

Clique para ver mais: Empresas & Negócios

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

euroAtlantic faz voo da China para o Porto com material sanitário

26-05-2020 (17h44)

A companhia de aviação portuguesa euroAtlantic realiza hoje um voo da China para o Porto com 23 toneladas de material sanitário usado para combater a pandemia de covid-19.

Administrador financeiro da easyJet renuncia ao cargo em Maio de 2021

26-05-2020 (16h37)

O administrador financeiro (CFO) da easyJet, Andrew Findlay, vai deixar o cargo em Maio de 2021, mas disse estar comprometido com a administração da companhia aérea para superar a crise provocada pela pandemia da covid-19.

easyJet volta a voar Belfast – Faro no dia 16 de Junho

26-05-2020 (14h51)

A easyJet vai retomar as ligações entre Belfast, na Irlanda do Norte, e Faro, no Algarve, no dia 16 de Junho, com três voos por semana.

Transavia retoma voos para Lisboa e Faro a 4 de Junho

26-05-2020 (12h35)

A Transavia, low cost do grupo Air France KLM, está a anunciar a retoma a 4 de Junho de voos de Amesterdão para Lisboa e para Faro.

Estado alemão entra para o capital do grupo Lufthansa... mas não para mandar

26-05-2020 (11h57)

O grupo alemão Lufthansa anunciou que já tem a aprovação de um apoio estatal até nove mil milhões de euros, incluindo 4,7 mil milhões em participação societária, que descreve como “silent participation”, ou seja, que não confere o direito de “mandar”, como em Portugal é exigido pelo ministro Pedro Nuno Santos em relação a um eventual apoio à TAP.

Opinião e Análise