Delta Air Lines declara subida do lucro em 21,5% no 3º trimestre

10-10-2019 (16h43)

Foto: Delta Air Lines
Foto: Delta Air Lines

A norte-americana Delta Air Lines, segunda maior companhia de aviação do mundo, com voos para Lisboa e Açores, comunicou hoje ter alcançado um aumento de lucros no terceiro trimestre em 21,5% com subida da receita operacional em 6,5% e aumento do custo operacional em 3,4%.

A companhia, que indicou ter registado um aumento da margem operacional em 2,5 pontos ou 18,2%, para 16,3%, informou que os proveitos elevaram-se a 12.554 milhões de dólares (11,4 mil milhões de euros ao câmbio de hoje) e o lucro líquido ascendeu a 1.506 milhões (1,37 mil milhões de euros).

A informação sobre os proveitos especifica que o crescimento foi alcançado com uma subida das receitas de passagens em 6% ou 614 milhões de dólares, para 11.410 milhões, quebra das receitas e carga em 17% ou 37 milhões, para 189 milhões e aumento de ‘outras’ receitas em 3% ou 30 milhões, para 961 milhões.

Relativamente aos custos operacionais, a informação mostra que salários e outros encargos com pessoal se mantém a sua maior rubrica de custos, com 2.884 milhões de dólares, +5% ou mais 131 milhões que no período homólogo de 2018, tanto mais quantos os gastos com combustível baixaram 10% ou 259 milhões, para 2.239 milhões.

A informação indica ainda entre outros gastos de 900 milhões com transportadoras regionais excluindo fuel (+2% ou mais 15 milhões que no 3º trimestre de 2018), 685 milhões com contratação de serviços (+22% ou mais 123 milhões), 631 milhões em amortizações e provisões (+10% ou mais 58 milhões) e 539 milhões em comissões de vendas de passagens e outros encargos com vendas (+1% ou mais quatro milhões).

A companhia teve assim 2.071 milhões de dólares de resultado operacional, com um aumento em 26% ou 426 milhões e nos nove meses desde o início do ano regista um aumento em 25% ou 1.046 milhões, para 5.219 milhões, com os proveitos a subirem 6% ou 1.872 milhões, para 35.568 milhões, enquanto os encargos sobem 3% ou 826 milhões, para 30.349 milhões.

A companhia indicou que no conjunto dos primeiros nove meses deste ano teve um crescimento do tráfego de passageiros em RPM (passageiros x milhas voadas) em 5,6% e com uma subida em 0,7% do yield (receita por passageiro voado uma milha), levando a um aumento em 1,8% da receita por lugar voado uma milha, uma vez que além da subida do yield teve uma melhoria da taxa de ocupação em 0,9 pontos, para 86,5%.

 

Clique para mais notícias: Delta Air Lines

Clique para mais notícias: Aviação

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Brussels Airlines planeia retomar 30% dos seus voos na Europa e 40% dos de longo curso entre Junho e Agosto

25-05-2020 (15h50)

A Brussels Airlines vai voltar a operar para 59 destinos, que representam 30% dos voos programados para o Verão na Europa e 40% dos de longo curso, entre os meses de Junho e Agosto, e espera ter 50% da operação total no final do ano.

TAP já tem calendário de ‘desconfinamento’ com retoma ‘a sério’ a partir de 1 de Julho

25-05-2020 (15h48)

A operação da TAP só vai realmente ‘descolar' a partir de 1 de Julho, de acordo com o calendário divulgado pela companhia, que mostra ter previsto manter 11 voos por semana até ao fim deste mês, aumentar para 27 no mês de Junho e atingir um total de 247 a partir de 1 de Julho.

Incêndio na aerogare da Graciosa afectou apenas a zona de cargas

25-05-2020 (14h51)

O Governo dos Açores está a avaliar os danos na aerogare da ilha Graciosa após um incêndio registado no local no Domingo, que terá afectado apenas a zona de cargas.

Luxair programa voos para Lisboa, Porto e Faro nos dias 30 e 31

25-05-2020 (13h14)

A Luxair Luxembourg Airlines, companhia de aviação baseada no aeroporto de Luxemburgo-Findel, indicou que tem programado retomar as suas operações a 29 de Maio, com Lisboa, Porto e Faro, que é uma das suas novidades este ano, a terem voos nos dias 30 e 31.

Copa Airlines adia retoma dos voos por quatro semanas

25-05-2020 (12h16)

A companhia de aviação do Panamá Copa Airlines, parceira da TAP na Star Alliance, adiou por quatro semanas a retoma dos voos, que agora têm início marcado para 26 de Junho, com voos para 23 aeroportos internacionais, um deles o maior aeroporto brasileiro, São Paulo Guarulho, duas vezes por semana em B737-800, passando a voo diário a partir de 3 de Julho.

Opinião e Análise