Delta e American também eliminam taxas de alteração de voos nos EUA

01-09-2020 (11h50)

As companhias aéreas Delta Air Lines e American Airlines eliminaram em definitivo algumas taxas cobradas pela alteração de voos nos Estados Unidos, uma medida idêntica à anunciada um dia antes pela United.

A Delta Air Lines anunciou que “a eliminação das taxas de alteração entra em vigor imediatamente e inclui passagens compradas para viagens dentro dos Estados Unidos, Porto Rico e Ilhas Virgens Americanas”.

A medida é válida para bilhetes em Primeira Classe, Premium Select, Comfort+ e Cabine Principal, o que deixa de fora apenas as tarifas Económica Básica.

A Delta também prolongou a isenção da cobrança de taxas de alteração de voos para novas reservas feitas até ao fim do ano em todos os voos, incluindo internacionais e tarifa Económica Básica.

A American Airlines, por sua vez, eliminou “com efeito imediato” todas as taxas de alteração de voos domésticos e internacionais de curta distância para as tarifas de Primeira Classe, Classe Executiva, Económica Premium e Cabine Principal, excepto Económica Básica.

A medida abrange todos os voos domésticos nos EUA e voos para Canadá, México, Caraíbas, Porto Rico e Ilhas Virgens Americanas.

A American acrescenta que “também permitirá que os clientes mantenham o valor total das suas passagens originais se alterarem os seus planos antes da viagem programada”, embora tenham que pagar a diferença de tarifa para o novo voo. Por outro lado, os clientes recebem um voucher com o valor da diferença no caso do novo voo ser mais barato que a reserva original.

A partir de 1 de Outubro, a American Airlines também permitirá que os clientes se inscrevam numa lista de espera (fly standby) para viajar em qualquer voo com partida marcada para o mesmo dia e o mesmo destino da sua reserva, sem custos, independentemente da tarifa.

Ver também:

United elimina definitivamente algumas taxas de alteração de voos nos EUA

 

Clique para ver mais: Aviação

Clique para ver mais: Delta Air Lines

Clique para ver mais: American Airlines

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

KLM avisa que vão ser necessárias mais medidas de “rightsizing”

30-10-2020 (15h39)

É um eufemismo para dizer que mais medidas de redução de pessoal são necessárias, mas não deixa também de traduzir com clareza a gravidade da situação na KLM, uma das companhias de aviação mais bem sucedidas da Europa, apesar de não estar baseada num dos maiores mercados europeus.

Royal Air Maroc retoma voos para Bissau e Praia

30-10-2020 (14h56)

A companhia de aviação marroquina Royal Air Maroc anunciou que vai retomar no dia 6 de Novembro os seus voos de Casablanca para Bissau e Praia.

easyJet vai voar Amesterdão - Faro este Inverno

30-10-2020 (13h38)

A easyJet anunciou hoje que vai voar entre Amesterdão e Faro uma vez por semana entre 19 de Dezembro e 27 de Março de 2021, reforçando para dois voos por semana durante a época do Natal, de 22 a 29 de Dezembro.

Pandemia de covid-19 provoca prejuízo de 6.078 milhões até Setembro ao grupo Air France/KLM

30-10-2020 (12h07)

O grupo Air France KLM, terceiro maior da Europa, englobando além dessas duas companhias também a Transavia, informou hoje que nos nove meses de Janeiro a Setembro deste ano soma um prejuízo de 6.078 milhões de euros, com quebra das receitas em 58,8%, principalmente das receitas de tráfego regular, que caíram 59,7%.

Ryanair vai voar Lisboa – Colónia no próximo Verão

29-10-2020 (11h59)

A Ryanair anunciou ao mercado que vai voar entre Lisboa e Colónia duas vezes por semana a partir de 28 de Março de 2021.

Opinião e Análise