easyJet anuncia entrada ao mercado dos voos de longo curso via Londres Gatwick

13-09-2017 (12h32)

Imagem Worldwide by easyJet
Imagem Worldwide by easyJet

Parceiros iniciais são a Norwegian, a WestJet e o Aeroporto de Gatwick

A low cost easyJet, cuja imagem de marca era estar entre as líderes nos principais aeroportos europeus, anunciou hoje o “Worldwide by easyJet”, que significa a sua entrada nos voos de longo curso através de conexões com a Norwegian e a WestJet utilizando o GatwickConnects.

A easyJet descreve o “Worldwide by easyJet” como o primeiro serviço global de conexões entre companhias por parte de uma low cost e garante que contrasta com o que fazem as companhias ‘’tradicionais’ através dos seus hubs, porque estes funcionam através “de acordos e procedimentos de interline e code-share caros e complexos”, enquanto o seu produto funciona com um “hub virtual que oferece o mesmo tipo de conectividade mas mais simples e eficiente”.

A easyJet, que refere que os lugares para essas conexões com os parceiros iniciais estão à venda desde hoje, garante que está disponível para associar mais companhias, acrescentando já estar em “negociações bastante avançadas” com transportadoras do Médio e Extremo Oriente “entre outras”.

A companhia diz também que além de acrescentar parceiros no Aeroporto de Londres Gatwick, planeia expandir para outros “aeroportos chave na Europa”, citando Milão Malpensa, Genebra, Amesterdão, Paris Charles de Gaulle e Barcelona.

Outra novidade divulgada hoje pela é a venda através do seu website, a partir do próximo mês, de voos em companhias parceiras, entre as quais indica a escocesa Loganair, que diz ter uma rede complementar, como aliás fez recentemente a British Airways, que ainda este mês passou a ter o seu código em 13 rotas da escocesa.

Adicionalmente, acrescenta, os passageiros poderão fazer conexões entre voos easyJet no Aeroporto de Gatwick, referindo que prevê duas horas e meia de “tempo mínimo de conexão”, pelo que não atrasará voos para esperarem passageiros em conexão, os quais “serão transferidos para o próximo voo disponível”.

A easyJet diz ainda no mesmo comunicado que “toda esta nova conectividade” é possibilidade pela Dohop, que diz dispor de uma plataforma inovadora.

A CEO da low cost, Carolyn McCall, citada no comunicado, reforça essa ideia dizendo que a easyJet tinha recebido solicitações para parcerias por parte de companhias de longo curso e é agora que o faz porque “a nova plataforma tecnológica nos permite fazê-lo”.

O CEO do Aeroporto de Gatwick, Guy Stephenson, também citado no comunicado, explica que são os próprios passageiros que, “facilmente e rapidamente” fazem as conexões com outros voos entre “a diversa rede” de 60 ligações de longo curso.

 

Clique para mais notícias: easyJet

Clique para mais notícias: Aviação

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Aeroporto de Lisboa atenuou em Setembro a quebra de passageiros pela pandemia para menos de 45%

22-10-2021 (16h36)

O Aeroporto de Lisboa somou nos primeiros nove meses deste ano 7,77 milhões de passageiros de voos comerciais, registando assim uma quebra média de 70,2% face ao período homólogo de 2019, pré-pandemia, mas no mês de Setembro essa quebra atenuou-se para 44,8%.

Comunidade luso-venezuelana pede a Caracas que autorize a TAP a fazer voos directos para Portugal

22-10-2021 (13h55)

A comunidade luso-venezuelana espera que o Governo venezuelano autorize proximamente a TAP a realizar voos directos entre Caracas e Lisboa, a exemplo do que já aconteceu com outras empresas aéreas e outros destinos, mas está apreensiva devido à proximidade do Natal.

China cancela centenas de voos domésticos após diagnosticar dezenas de casos

21-10-2021 (16h34)

A China cancelou hoje centenas de voos, encerrou escolas e intensificou os testes em algumas áreas, após ter descoberto surtos de covid-19 ligados a um grupo de turistas.

Ana Francisca Major eleita nova presidente do conselho de administração da TAAG

21-10-2021 (09h07)

Os accionistas da companhia aérea angolana TAAG elegeram hoje um novo conselho de administração presidido por Ana Francisca da Silva Major, um presidente da comissão executiva, quatro administradores executivos e um não executivo, anunciou o Governo.

Venezuela restringe voos internacionais por tempo indeterminado

20-10-2021 (15h25)

As autoridades venezuelanas prolongaram, por tempo indeterminado, as restrições às operações aéreas internacionais em vigor no país, devido à quarentena preventiva da covid-19.

Opinião e Análise