Empresários dos Açores preocupados com fim dos voos de/para Frankfurt e Nova Iorque

23-09-2019 (21h07)

Foto: Visit Azores
Foto: Visit Azores

Os empresários dos Açores declararam “muito preocupante” a decisão de cancelamento do voo da SATA para Frankfurt e o eventual cancelamento da rota da Delta Airlines de Nova Iorque para Ponta Delgada.

A posição foi assumida pela Comissão Especializada do Turismo (CET) da Câmara do Comércio e Indústria de Ponta Delgada na sequência de uma análise do sector em que considerou que o desaparecimento da rota de Frankfurt “terá um forte impacto negativo nas dormidas, uma vez que a Alemanha é o maior mercado emissor estrangeiro”, perspectivando-se que as quedas que se têm vindo a registar “poderão ser ainda mais acentuadas”.

Para aquela comissão, um eventual cancelamento da rota da Delta “é muito preocupante não só pelo seu impacto concreto no número de turistas que esta operação movimenta (mais de 60 mil dormidas), mas também pela imagem de mercado de insucesso a que os Açores poderão ser associados no exterior”.

Em Julho, segundo dados do INE, o alojamento turístico dos Açores teve um aumento do número de hóspedes residentes no estrangeiro em 0,9% ou 0,5 mil, para 61,3 mil, com os Estados Unidos a serem o primeiro emissor, com 11,2 mil (+7,1% ou mais 0,7 mil que há um ano), e a Alemanha o segundo maior, com 10,8 mil (-4,8% ou menos 0,5 mil)

O comunicado da Comissão Especializada do Turismo (CET) da Câmara do Comércio e Indústria de Ponta Delgada defende que Frankfurt e Nova Iorque são “duas rotas [que] devem merecer especial atenção e intervenção das entidades competentes, uma vez que a Alemanha e os Estados Unidos representaram, entre Janeiro e Julho de 2019, só para os estabelecimentos hoteleiros, 41,3% de todos os turistas estrangeiros que visitaram os Açores.

Nesse período, segundo dados do INE, 19% dos hóspedes da hotelaria açoriana eram turistas residentes nos Estados Unidos, que foram 39,2 mil, com aumento em 13,5% ou 4,7 mil, e os residentes na Alemanha baixaram 6,9% ou 2,8 mil, para 38,5%, representando 18,7% do total.

Apesar de considerar que os últimos dados estatísticos do turismo de Janeiro a Julho são “globalmente positivos”, com um aumento em 2,7% u 5,5 mil, para 206,1 mil, segundo o INE, a CET diz que a “falta de investimento em infra-estruturas de apoio ao turismo continua a ser, infelizmente, e particularmente em São Miguel, uma realidade que urge resolver e que está a penalizar os residentes e a degradar o valor do destino percebido pelos turistas”.

A Comissão comentou ainda que a formação dos recursos humanos “carece de uma aposta mais forte, mais ampla e mais diversificada na sua concretização”, visando atender às necessidades efectivas do sector, designadamente nas áreas do alojamento e da restauração.

Os empresários dos Açores manifestaram também “preocupação com a situação de incerteza” relativa à evolução do subsídio de mobilidade, os “custos que o modelo tem vindo a acarretar” e as posições públicas que “têm vindo a ser manifestadas por diversos membros do Governo da República".

No capítulo da sazonalidade, verifica-se a “persistência do fenómeno”, o que “requer estratégias e medidas públicas activas que contribuam para a sua atenuação”.

 

Clique para mais notícias: Açores

Clique para mais notícias: Aviação

Clique para mais notícias: Portugal

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

TAP marca passo apesar de “interesse público”

10-07-2020 (15h34)

Uma semana depois de o Governo anunciar mudanças de fundo da TAP, entre elas a do CEO da companhia, inerentes ao reforço da sua posição para mais de 70% do capital, ainda nada mudou e é Antonoaldo Neves que continua a comandar a transportadora aérea.

SATA faz balanço "muito positivo" da retoma gradual das operações

10-07-2020 (15h25)

A SATA anunciou que a taxa de ocupação média dos seus voos “rondou os 40%” em Junho, fazendo assim um balanço "muito positivo" da retoma gradual das operações, que estiveram suspensas devido à pandemia da covid-19.

LATAM Brasil entra com processo de reestruturação da dívida nos EUA

10-07-2020 (15h10)

A LATAM Brasil entrou com um pedido de reestruturação da dívida nos EUA para conter os impactos da pandemia da covid-19, anunciou a empresa, acrescentando que continuará a “operar normalmente".

Ryanair pede dados a clientes que reservaram em OTAs não autorizadas para os reembolsar

10-07-2020 (14h07)

A Ryanair está a pedir aos clientes que reservaram os seus voos em agências de viagens online (OTAs) não autorizadas, e que estão tentar obter reembolsos, para enviarem os seus dados e receberem directamente da companhia um voucher, alteração do voo ou devolução do dinheiro.

United Airlines pode vir a despedir mais de um terço dos seus funcionários

09-07-2020 (11h48)

A companhia aérea norte-americana United Airlines, duramente atingida pela crise devido à pandemia de covid-19, advertiu hoje que pode dispensar até 36 mil dos seus 95.200 funcionários em Outubro.

Opinião e Análise