Esperar que o mercado substitua TAP “é esperar o impossível” – Marcelo Rebelo de Sousa

01-12-2021 (18h56)

Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa
Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, afirmou hoje que "esperar que venha ao mercado à saída da crise pandémica" uma alternativa que substitua a TAP no seu papel em Portugal e nas suas ligações externas "é esperar o impossível".

"Sou daqueles que pensam que sonhar com um hub forte em Portugal implica apostar na reforma da TAP e significa a viabilização, não há alternativa", começou por dizer Marcelo Rebelo de Sousa na abertura do 46º Congresso da APAVT, a decorrer em Aveiro, com cerca de 700 participantes inscritos.

"A alternativa mirífica de esperar que venha ao mercado à saída da crise pandémica, do céu, de uma galáxia diferente, de outros países, salvar uma situação que decorreria da extinção da TAP - como que quer que fosse a extinção - substituindo o seu papel em aspectos fundamentais em termos internos e de ligação externa num país de diáspora, isso é esperar o impossível", frisou o Presidente da República.

E acrescentou: "há parcerias que se fazem e que se podem fazer", mas essas parcerias supõem que haja um parceiro português e "esse parceiro português nacional chama-se TAP".

Marcelo Rebelo de Sousa também sublinhou na sua intervenção a importância dos candidatos às eleições legislativas de 30 de Janeiro clarificarem as suas posições sobre a TAP e sobre a expansão aeroportuária na região de Lisboa, "para não haver surpresas".

"Clarificar em primeiro lugar como é importante haver uma decisão sobre o aeroporto [de Lisboa], para não haver os 'avança e recua' de acordo com questões conjunturais meramente táticas. O país não suporta esse taticismo", frisou o Chefe de Estado.

Marcelo Rebelo de Sousa insistiu que seja tomada uma decisão sobre o aeroporto em 2022, reforçando que gostaria de ver o resultado dessa decisão antes do fim do seu segundo mandato.

Sobre a TAP, os candidatos às legislativas devem clarificar a sua posição para que não "haja angústias metafísicas" no decurso da legislatura.

"É bom que aqueles que se propõem governar o país digam o que pensam sobre o futuro da TAP", como também, acrescenta, "parece muito justa a questão levantada [pelo presidente da APAVT] do papel da SATA no que respeita à Região Autónoma dos Açores e, portanto, de Portugal".

O presidente da APAVT, Pedro Costa Ferreira, afirmou no seu discurso que o papel que a SATA representa nos Açores "dificilmente permitirá, em nosso entender, sermos levianos ou termos um olhar político de curto prazo quanto à necessidade de resolução dos problemas que tenta agora resolver, através de uma estratégia reformadora".

Ver também:

Sem TAP o turismo não pode responder ao seu principal desafio: os mercados longínquos - Pedro Costa Ferreira

Agências de viagens exigem "urgente" continuação do apoio à retoma pelo menos até à Páscoa

CTP quer que o próximo governo mantenha Rita Marques como secretária de Estado do Turismo

 

O PressTUR participa no Congresso a convite da APAVT

 

Clique para ver mais: TAP

Clique para ver mais: Portugal

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Hong Kong proíbe trânsito de passageiros aéreos de 153 países, Portugal incluído

14-01-2022 (11h22)

O aeroporto de Hong Kong anunciou hoje a proibição do trânsito de passageiros de mais de 150 países a partir de Domingo, Portugal incluído, de forma a evitar a propagação da covid-19.

Emirates retoma ligações com Angola e mais quatro países africanos

14-01-2022 (11h09)

A Emirates anunciou a retoma dos voos entre Dubai e Angola, Guiné-Conacri, Costa do Marfim, Gana e Uganda, que estavam suspensos há duas semanas devido ao aumento de casos de covid-19.

TAP encerra operações de manutenção e engenharia no Brasil

12-01-2022 (16h54)

A TAP Air Portugal vai encerrar operações de manutenção e engenharia no Brasil, medida que estava prevista de acordo com o plano de reestruturação aprovado pela Comissão Europeia.

Boeing recupera encomendas em 2021 mas ainda longe dos níveis pré-pandemia

12-01-2022 (14h44)

A fabricante de aviões norte-americana Boeing registou um maior número de entregas e encomendas de aeronaves em 2021, após dois anos de crise, embora os valores ainda não tenham atingido os níveis pré-pandemia.

Mais de 2.200 passageiros e 41 companhias multados nas fronteiras áreas

11-01-2022 (14h04)

O Ministério da Administração Interna indicou hoje que foram multados mais de 2.200 passageiros e 41 companhias de aviação, respectivamente por tentarem entrar em Portugal sem teste negativo à covid-19 e por embarcarem passageiros sem o respectivo teste negativo, entre 1 de Dezembro e 10 de Janeiro.

Opinião e Análise