Fastjet suspende voos em Moçambique a partir de Sábado

21-10-2019 (16h13)

Website Fastjet
Website Fastjet

A companhia aérea Fastjet vai suspender os voos em Moçambique a partir de Sábado, dia 26, alegando excesso de oferta e prejuízos acumulados, como indica em comunicado.

“Após prejuízos contínuos, que ascenderam a 2,4 milhões de dólares no primeiro semestre deste ano, e face ao excesso de oferta”, a Fastjet decidiu “suspender todas as operações de voo em Moçambique”, diz o comunicado.

A companhia alega que a competição no país “começou a intensificar-se no final de 2018 com a entrada no mercado da Ethiopian Airlines como transportadora doméstica”, além da companhia estatal, a Linhas Aéreas de Moçambique (LAM).

“É a decisão acertada neste momento”, sustenta Mark Hurst, director-executivo interino da Fastjet, citado no comunicado, no qual a companhia garante aos passageiros com voos comprados e que já não se realizarão serão “totalmente reembolsados”.

A companhia, que realça que esta decisão em nada afecta as suas operações no Zimbabwe, diz ainda que espera poder voltar a voar em Moçambique “quando a procura por viagens aéreas aumentar o suficiente, em comparação com a capacidade fornecida”.

A Fastjet iniciou a atividade em Moçambique há dois anos e além das suas aeronaves realizava também voos em code-share com a LAM, voos que ficam igualmente suspensos.

(PressTUR com Agência Lusa)

 

Clique para mais notícias: Fastjet

Clique para mais notícias: Aviação

Clique para mais notícias: África

 

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Jet2.com programa 45 voos por semana de oito cidades britânicas para Faro em Agosto

14-07-2020 (16h42)

A low cost britânica Jet2.com, do Dart Group, de que fazem parte também o operador Jet2holidays tem programados 45 voos por semana de oito cidades britânicas para Faro, com preços desde 40 euros em Agosto, bem como outros oito para o Funchal, de sete origens no Reino Unido.

American Airlines programa retoma dos voos Filadélfia – Lisboa para 27 de Março

14-07-2020 (15h47)

A American Airlines, maior companhia de aviação do mundo que interrompeu os voos de/para Lisboa devido à pandemia de covid-19, tem programado retomar as ligações entre o seu hub de Filadélfia e a capital portuguesa no início do Verão IATA 2021.

Breeze Airways de David Neeleman adia início das operações para 2021

14-07-2020 (15h32)

A Breeze Airways, fundada por David Neeleman e que tinha previsto começar a voar em finais de 2020, adiou o início das operações para 2021.

Emirates prevê despedimento de 15% dos seus funcionários

13-07-2020 (16h52)

A Emirates, que já cortou 10% dos seus postos de trabalho, cerca de 6.000 funcionários, planeia despedir até 9.000 trabalhadores, que representam 15% do número de empregados antes da pandemia, afirmou o presidente da companhia aérea dos Emirados Árabes Unidos (EAU).

Grécia reabre a voos do Reino Unido mas exige teste negativo à covid-19

13-07-2020 (13h48)

A Grécia vai reabrir os seus aeroportos a voos do Reino Unido a partir de quarta-feira, mas exigirá aos passageiros a apresentação de um teste negativo ao novo coronavírus realizado até três dias antes.

Opinião e Análise