Finnair prevê retomar ligações diárias a Lisboa a 28 de Março

07-10-2020 (14h03)

A Finnair vai reduzir as suas operações no Inverno IATA para 45 destinos na Europa e seis na Ásia, mas tem planos para aumentar a oferta a partir do final de Março, incluindo retomar a rota de Lisboa com voos diários.

“É quase certo que apenas voltarão a Lisboa, com voos diários, a 28 de Março do próximo ano”, avançou ao PressTUR Rita Cascada, operations manager da APG, representante da Finnair em Portugal, admitindo que os planos possam ser alterados.

A Finnair anunciou em comunicado que prevê reduzir as suas operações no Inverno IATA (final de Outubro a final de Março) para 75 voos por dia para 51 destinos na Europa e na Ásia, quando em 2019 operou cerca de 350 voos por dia para mais de 100 destinos na Europa, Ásia e América do Norte.

As operações foram reduzidas “em linha com a procura”, indica a companhia aérea, sublinhando que prevê operar “45 destinos domésticos e europeus com redução de frequências semanais em quase todas as rotas”.

A operação de longo curso será concentrada em Tóquio, Seul, Hong Kong, Xangai, Nanjing e Banguecoque, “que também são destinos de carga importantes”. Na rota de Banguecoque, a Finnair só vai transportar passageiros no sentido Banguecoque – Helsínquia.

Além das rotas de passageiros, as operações da Finnair incluem ainda voos de transporte de carga para Singapura e para Nova Iorque.

“A situação de pandemia e as restrições de viagens continuam a ter um forte impacto na procura por viagens aéreas e, portanto, não é viável operar todos os voos que planeámos em Maio para este Inverno”, afirmou Ole Orvér, Chief Commercial Officer, citado no comunicado.

A redução da procura levou ao encerramento temporário do lounge da Finnair na área Schengen do Aeroporto de Helsínquia. Os lounges na área não-Schengen estão fechados desde Março.

Para o Verão IATA (final de Março a final de Outubro de 2021), Ole Orvér anunciou que a Finnair planeia aumentar a rede de destinos e a frequência de voos por semana. “Esperamos que as restrições de viagem e a situação de pandemia sejam atenuadas até lá para que possamos aumentar a nossa oferta de voos”.

“Continuamos a acompanhar as perspectivas da procura e actualizaremos o programa de tráfego para o Verão de 2021 no início de 2021”, frisou.

A Finnair prevê inaugurar no próximo Verão a sua rota para Busan, na Coreia do Sul, que estava programada abrir este ano. A companhia também planeia começar a operar voos para o aeroporto Tóquio Haneda no próximo Verão. Já os voos para São Francisco, Xian, Beijing Daxing e Sapporo vão continuar suspensos.

 

Clique para ver mais: Finnair

Clique para ver mais: APG Portugal

Clique para ver mais: Aviação

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Hong Kong proíbe trânsito de passageiros aéreos de 153 países, Portugal incluído

14-01-2022 (11h22)

O aeroporto de Hong Kong anunciou hoje a proibição do trânsito de passageiros de mais de 150 países a partir de Domingo, Portugal incluído, de forma a evitar a propagação da covid-19.

Emirates retoma ligações com Angola e mais quatro países africanos

14-01-2022 (11h09)

A Emirates anunciou a retoma dos voos entre Dubai e Angola, Guiné-Conacri, Costa do Marfim, Gana e Uganda, que estavam suspensos há duas semanas devido ao aumento de casos de covid-19.

TAP encerra operações de manutenção e engenharia no Brasil

12-01-2022 (16h54)

A TAP Air Portugal vai encerrar operações de manutenção e engenharia no Brasil, medida que estava prevista de acordo com o plano de reestruturação aprovado pela Comissão Europeia.

Boeing recupera encomendas em 2021 mas ainda longe dos níveis pré-pandemia

12-01-2022 (14h44)

A fabricante de aviões norte-americana Boeing registou um maior número de entregas e encomendas de aeronaves em 2021, após dois anos de crise, embora os valores ainda não tenham atingido os níveis pré-pandemia.

Mais de 2.200 passageiros e 41 companhias multados nas fronteiras áreas

11-01-2022 (14h04)

O Ministério da Administração Interna indicou hoje que foram multados mais de 2.200 passageiros e 41 companhias de aviação, respectivamente por tentarem entrar em Portugal sem teste negativo à covid-19 e por embarcarem passageiros sem o respectivo teste negativo, entre 1 de Dezembro e 10 de Janeiro.

Opinião e Análise