Governo de São Tomé anuncia que STP Airways vai deixar de ter voos para Lisboa com a sua accionista euroAtlantic

11-06-2019 (16h06)

Imagem: euroAtlantic
Imagem: euroAtlantic

A companhia aérea portuguesa euroAtlantic Airways vai deixar de fazer os voos da STP Airways entre Lisboa e São Tomé a partir de Outubro, após a recusa das autoridades são-tomenses de estender o acordo em vigor, anunciou o Governo são-tomense, adiantando que "outros parceiros" assumirão a rota.

“Neste momento a euroAtlantic está a voar, ela é parte accionista da STP Airways, esta situação vai continuar, pelo menos até o mês de Outubro”, disse aos jornalistas o ministro das Obras Públicas, Infra-estruturas e Recursos Naturais são-tomense, Osvaldo Abreu.

Em declarações aos jornalistas no Sábado, dia 8, o governante sublinhou que o acordo entre a euroAtlantic e o Estado são-tomense vai até Outubro, altura em que a rota será assumida por “outros parceiros”, que não especificou.

“Nós estamos a conversar para podermos viabilizar outras formas, outras normas, outras rotas e parcerias para dar mais asas à STP Airways e modernizar um pouco tudo o que é equipamentos, handling e outros serviços aéreos que nós achamos que, pela pujança que o nosso país ganhou, precisamos de acompanhar e não sermos sempre surpreendidos e estarmos atrás dos acontecimentos”, acrescentou.

O ministro garantiu que “não há incumprimento do acordo assinado”, mas que o Governo são-tomense recusou a sua extensão pedida pela companhia portuguesa como sendo o motivo essencial para a ruptura da parceria.

“Não existem incumprimentos, existem simplesmente mal-entendidos. Nós temos acordos, os acordos têm prazos”, disse o governante.

“Houve um pedido para a extensão de um determinado serviço pela euroAtlantic e o Governo de São Tomé e Príncipe achou que neste momento não havia condições para fazer a extensão deste serviço no âmbito do acordo e a empresa achou que sem a anuência desta solicitação ela não teria as condições para continuar a operar com a STP Airways”, explicou Osvaldo Abreu.

O Governo são-tomense disse que já tem alternativa à euroAtlantic Airways (EAA). “Nós tínhamos que ter alternativa, somos Governo, somos responsáveis e nós não podemos de maneira alguma deixar os nossos clientes, o nosso país, sem possibilidades de voar com as nossas cores, com o nosso nome, com a nossa bandeira. A STP Airways vai continuar a voar”, garantiu.

A EAA é a maior accionista da STP Airways, detendo a gestão da companhia aérea de bandeira de São Tomé e Príncipe.

A STP Airways foi constituída por escritura pública no dia 23 de Junho de 2008, entre a euroAtlantic airways (37%), Estado de São Tomé e Príncipe (35%), Banco Equador (14%) e Golfo Internacional Air Sevice (14%).

A Lusa e o PressTUR tentaram obter comentários da operadora portuguesa, mas sem sucesso até ao momento.

(PressTUR com Agência Lusa)

 

Clique para ver mais: euroAtlantic

Clique para ver mais: STP Airways

Clique para ver mais: Aviação

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

easyJet destaca êxito dos voos para Faro

04-08-2020 (16h33)

A low cost britânica easyJet expressou hoje satisfação com os resultados dos seus voos para Faro, que aponta como exemplo de êxito, a par de Nice, França.

Quebra de passageiros na Ryanair este ano pela covid-19 já ultrapassa os 50 milhões

04-08-2020 (15h14)

A low cost Ryanair informou hoje que nos 12 meses terminados em Julho regista uma quebra de passageiros que já excede os 50 milhões, passando de 148,2 milhões de Agosto de 2018 a Julho de 2019 para 96,8 milhões de Agosto de 2019 a Julho de 2020.

Ryanair volta aos milhões de passageiros em Julho... mas menos 10,4 milhões que há um ano

04-08-2020 (14h44)

A low cost Ryanair transportou 4,4 milhões de passageiros em Julho, o primeiro mês em que repôs parte significativa da operação, atingindo, segundo anunciou, mil voos por dia, mas ainda assim sem evitar uma quebra que supera os dez milhões.

Zona de testagem no Aeroporto de Ponta Delgada vai ser reorganizada

04-08-2020 (13h48)

O Governo dos Açores vai reorganizar a zona de testes à Covid-19 no aeroporto João Paulo II, em Ponta Delgada, de modo a "agilizar" os procedimentos de testagem dos passageiros que desembarcam na ilha de São Miguel.

EuroAtlantic vai retomar voos regulares para a Guiné-Bissau a partir de sexta-feira

04-08-2020 (13h23)

A companhia aérea euroAtlantic Airways anunciou que vai retomar os voos regulares para a Guiné-Bissau a partir de sexta-feira, depois de as autoridades guineenses terem autorizado na semana passada a retoma dos voos regionais e internacionais.

Opinião e Análise