Greve na segurança dos aeroportos provoca “caos sem precedentes nas operações turísticas”, APAVT

27-08-2016 (21h26)

Milhares de portugueses estão em risco de perder o dinheiro que investiram nas suas férias por causa da greve dos funcionários de segurança dos aeroportos portugueses, com especial impacto em Lisboa - acaba de alertar a APAVT num comunicado em que afirma que “a situação a que se assiste hoje é bastante pior do que o pior cenário previsível”.

“A greve das empresas de segurança no aeroporto de Lisboa está a causar um caos sem precedentes nas operações turísticas, verificando-se voos a partirem sem a totalidade dos passageiros e outros mesmo sem bagagens”, começou por destacar a Associação das Agências de Viagens que diz que mesmo com os passageiros a chegarem mais cedo ao aeroporto não se impediram “perturbações graves e o seu não embarque”.

A Associação afirma que estão a ser penalizados “centenas ou mesmo milhares de passageiros, nacionais e estrangeiros” e garante que “os operadores turísticos e as agências de viagens têm estado, como sempre, a tentar minimizar o impacto, sem disporem de muita margem para tal, uma vez que dependem dos fornecedores e da vontade destes em reembolsar os serviços não prestados e já pagos”.

“A APAVT está a manter um acompanhamento permanente da situação e não pode deixar de lamentar que mais uma vez a actividade turística esteja a servir de joguete às mãos de quem defende interesses meramente corporativos e sabe que prejudica não as empresas mas os consumidores que andam um ano a poupar e a planear as suas férias e que, em última instância, vão perder os valores pagos”, sublinha ainda a APAVT.

 

Clique para mais notícias: APAVT

Clique para mais notícias: Aviação

Clique para mais notícias: Agências&Operadores

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Finnair evidencia impacto desastroso da pandemia na aviação

05-05-2021 (15h56)

A Finnair, companhia de aviação que se posicionava como uma das melhores alternativas para ligações entre a Europa e a Ásia, indicou hoje que no mês de Abril transportou apenas 3,4 mil passageiros nesses voos, que comparam com 207,9 mil em Abril de 2019.

Ethiopian Mozambique cessa todos os voos a partir de amanhã, 6 de Maio

05-05-2021 (15h36)

A Ethiopian Airlines Mozambique, subsidiária moçambicana da maior companhia de aviação africana, anunciou que a partir de amanhã cessa todos os voos, por falta de procura devido à pandemia de covid-19, segundo indicou.

LATAM prolonga “bilhetes 100% reembolsáveis” até 31 de Maio

05-05-2021 (15h29)

“Todas as passagens emitidas até 31 de Maio poderão ser 100% reembolsáveis se o seu cliente não voar”, anunciou a companhia aérea LATAM.

Wizz Air recupera em Abril com 22% da capacidade no mercado

05-05-2021 (15h13)

A Wizz Air, que se apresenta como a companhia de aviação europeia em mais rápido crescimento, informou hoje que em Abril teve no mercado 22% da sua capacidade e voou com 59,2% dos lugares disponíveis vendidos.

Ryanair volta a somar em Abril um milhão de passageiros

05-05-2021 (14h04)

Depois de dois meses em que ficou por 500 mil passageiros transportados, a low cost Ryanair atingiu em Abril o milhão em oito mil voos, segundo informou hoje.

Opinião e Análise