Grupo Air France KLM vai despedir mais seis mil trabalhadores “nos próximos anos”

18-02-2021 (17h15)

O Grupo Air France-KLM anunciou hoje que vai despedir mais cerca de 6.000 trabalhadores "nos próximos anos", depois de no ano passado ter suprimido 8.700 postos de trabalho.

A eliminação dos postos de trabalho enquadra-se no objectivo do grupo de reduzir entre 8% e 10% o custo unitário (custo por lugar voado um quilómetro) assim que a sua capacidade no mercado voltar aos níveis de 2019, o que só prevê que venha acontecer em 2024.

"A crise da covid-19 está a ter um impacto sem precedentes no tráfego", sublinha o balanço de 2020 divulgado hoje pelo Grupo, no qual anuncia que em 2022 espera operar uma frota com menos 7% de aviões que em 2019.

O Grupo Air France KLM prevê que a capacidade medida em ASK (do inglês para lugares x quilómetros voados) estará "de volta aos níveis de 2019 apenas em 2024".

A Air France KLM anunciou hoje perdas de 7,1 mil milhões de euros em 2020, com as receitas em queda de 59,2% ou 16,1 mil milhões em relação a 2019, para 11.088 milhões de euros.

O grupo, segundo os cálculos da Reuters, recebeu no ano passado 10,4 mil milhões de euros em empréstimos e garantias de França e da Holanda e está a negociar os termos de uma recapitalização com apoios estatais, com os reguladores da União Europeia a pressionarem por concessões de slots nos aeroportos.

 

Clique para ver mais: Air France KLM

Clique para ver mais: Aviação

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

ECTAA quer acção das instituições europeias para travar atrasos nos reembolsos de viagens

23-02-2021 (18h24)

A ECTAA, organização que junta as associações de agências de viagens e operadores turísticos da Europa, quer que as instituições europeias actuem no sentido de obrigar as companhias de aviação a reembolsarem pelos voos não realizados pelos impactos da pandemia de covid-19.

Presidente reeleito da RENA reclama “o fim das quarentenas” pela covid-19

23-02-2021 (15h34)

O reeleito presidente da RENA, Associação das Companhias de Aéreas em Portugal, Paulo Geisler, reclama “a nível global uma redução harmonizada das restrições impostas” para combater a progressão da pandemia de covid-19 e, designadamente, “o fim das quarentenas”.

TAP confirma Nuno Sousa como responsável de Vendas no mercado português

23-02-2021 (14h13)

A TAP confirmou hoje a notícia avançada pelo PressTUR na sexta-feira de que Nuno Sousa substitui Dionísio Barum na liderança das Vendas da companhia aérea no mercado português.

World2Fly adia começo das operações para o início do Verão

23-02-2021 (11h08)

A World2Fly, nova companhia aérea da World2Meet, do Grupo Iberostar, que tinha previsto começar a voar para de Lisboa e Madrid para as Caraíbas na Primavera, adiou o começo das suas operações para o início do Verão.

Vendas de voos pelas agências de viagens portuguesas caíram 67,8 milhões em Janeiro

22-02-2021 (18h14)

As vendas de voos regulares pelas agências de viagens IATA portuguesas ficaram em Janeiro em 10,02 milhões de euros, 67,8 milhões abaixo do mês homólogo de 2020, pré-pandemia e que foi o melhor primeiro mês de um ano de sempre, com 75,9 milhões de euros.

Opinião e Análise