Grupo da British Airways e Iberia transporta mais oito milhões e chega a 112,9 milhões em 2018

08-01-2019 (16h54)

Foto: Nick Morris/British Airways
Foto: Nick Morris/British Airways

O IAG, grupo de aviação que engloba as companhias British Airways, a Iberia, a Vueling, a Aer Lingus, a Iberia Express e a Level, somou 112,9 milhões de passageiros no ano de 2018, +7,7% ou mais 8,09 milhões que em 2017, de acordo com a informação que divulgou hoje.

A informação do grupo liderado Willie Walsh mostra que 53,5% do aumento de passageiros ocorreu nas suas rotas internacionais intra-europeias, em que a sua maior companhia é a low cost vueling, seguindo as rotas domésticas com um aumento equivalente a 27,5% do crescimento total.

Esta preponderância das linhas de curto e médio cursos no aumento do número de passageiros é uma tendência corrente na aviação que, no entanto, tem atenção principalmente à evolução em RPK (do inglês para passageiros x quilómetros voados), porque um passageiro que voa 500 quilómetros não conta o mesmo que um passageiros que faz um voo de 5.000 quilómetros.

A informação publicada pelo IAG indica que os seus voos intra-europeus transportaram um total de 60,56 milhões de passageiros, com um aumento em 7,7% ou 4,33 milhões em relação a 2017, e os seus voos domésticos no Reino Unido, Espanha, Irlanda e Itália tiveram um aumento em 9,1% ou 2,22 milhões, atingindo um total de 26,58 milhões.

Os dados permitem calcular que em voos de longo curso, as companhias do IAG transportaram 25,7 milhões, +6,4% ou mais 1,54 milhões que em 2017.

Todos os sectores de voos de longo curso contribuíram para o crescimento do número de passageiros, com aumentos em 7,7% ou 873 mil nas rotas da América do Norte, em 10,1% ou 492 mil nas linhas da América Latina, em 2,3% ou 132 mil nas linhas de África, Médio Oriente e Ásia do Sul e em 1,9% ou 42 mil nas linhas da Ásia e Pacífico.

As rotas da América do Norte, nas quais a British Airways é lider europeia, somaram 12,1 milhões de passageiros, as rotas da América Latina, em que a líder é a Iberia, somaram 5,3 milhões, África, Médio Oriente e Ásia do Sul tiveram 5,98 milhões e Ásia e Pacífico, 2,29 milhões.

 

Clique para mais notícias: IAG

Clique para mais notícias: Aviação

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Companhia aérea brasileira Azul regista prejuízo de 450 milhões de euros no segundo trimestre

14-08-2020 (18h45)

A companhia aérea brasileira Azul registou um prejuízo de 2,9 mil milhões de reais (450 milhões de euros) no segundo trimestre de 2020, segundo balanço financeiro divulgado pela empresa.

EuroAtlantic vai ter novo horário na ligação para Bissau

14-08-2020 (18h12)

A euroAtlantic vai começar voar para a Guiné-Bissau num novo horário, com chegada diurna à capital guineense, a partir de 4 de Setembro, informou a companhia aérea.

Brasileira Azul lança empresa de aviação regional

12-08-2020 (20h37)

A companhia aérea brasileira Azul lançou na terça-feira uma nova subsidiária para o mercado de voos regionais, denominada Azul Conecta, que pretende chegar a 200 cidades nos próximos anos.

Portugal mantém-se no final de Julho a 8ª maior origem/destino de passageiros dos aeroportos espanhóis

12-08-2020 (17h03)

Os aeroportos espanhóis contabilizaram 1,077 milhões de passageiros em voos de/para Portugal nos primeiros sete meses deste ano, o que mantém o país como 8ª maior origem/destino de passageiros, ainda que a pandemia tenha causado uma quebra em 66% ou 2,087 milhões.

Pandemia já tirou mais de 105 milhões de passageiros aos aeroportos espanhóis

12-08-2020 (15h35)

Os aeroportos espanhóis tiveram em Julho quase sete milhões de passageiros, mas ainda assim ficaram 76,3% ou 22,4 milhões abaixo do mês homólogo de 2019, elevando a quebra desde o início do ano para 106,8 milhões (-67,9%), de acordo com os dados da AENA, gestora dos aeroportos espanhóis recolhidos pelo PressTUR.

Opinião e Análise