Grupo TAP terá menos 1.600 trabalhadores até ao fim do ano

16-10-2020 (10h10)

A330neo (foto: TAP)
A330neo (foto: TAP)

O Grupo TAP já dispensou 1.200 trabalhadores e deverá chegar ao final do ano com menos 1.600, revelou Pedro Nuno Santos, ministro das Infraestruturas e Habitação.

"Não podemos manter artificialmente uma dimensão que não tem adesão ao mercado em que estamos hoje a operar", afirmou Pedro Nuno Santos em audição na Comissão de Economia, Inovação, Obras Públicas e Habitação.

Isso "implica que no processo de reestruturação seja feito o redimensionamento" da companhia, afirmou o governante. "Não podemos manter emprego que depois não tem trabalho", rematou.

Pedro Nuno Santos realçou que a TAP vai fazendo o seu trabalho “num quadro de maior dificuldade do que uma empresa low cost, tendo em conta que as ligações atlânticas estão paradas e realçando que empresas como a Ryanair estão a “queimar dinheiro”, porque partiam de um ponto de liquidez “incomparável”.

Criticado pelo Bloco de Esquerda sobre a escolha do Boston Consulting Group (BGC) para elaborar o plano de reestruturação da TAP, o ministro pediu ao partido que “indique uma empresa consultora aceitável de acordo com os seus parâmetros”.

O ministro não detalhou as medidas previstas no plano de reestruturação, recordando apenas que o prazo para o apresentar acaba em 10 de Dezembro.

“Os objectivos são muito claros: garantir a sustentabilidade da TAP. Temos de encontrar as soluções que nos ofereçam as garantias mínimas de garantir a sustentabilidade”, salientou.

“Este é o dossier mais difícil que eu tenho como ministro das Infraestruturas”, reconheceu o governante, recusando a ideia de que “a TAP seria facilmente substituída por outra companhia”.

“A TAP facturou 3,3 mil milhões de euros em 2019, 80% com clientes estrangeiros”, salientou, assegurando que a companhia aérea é “dos maiores exportadores nacionais”.

(PressTUR com Agência Lusa)

 

Clique para ver mais: TAP

Clique para ver mais: Aviação

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Estudo indica que 73% dos consumidores considera o bem-estar um elemento essencial de uma marca

23-10-2020 (17h51)

Um estudo da empresa de marketing e relações públicas Ogilvy, que tem em conta sete sectores, entre os quais os da aviação e hotelaria, indica que o bem-estar do cliente é considerado, pelos consumidores, um elemento essencial de uma marca.

TAP voltou a liderar em Setembro o transporte aéreo internacional de passageiros no Brasil

23-10-2020 (14h26)

Quase um em cada cinco passageiros que em Setembro viajaram em voos internacionais de/para o Brasil fizeram-no em TAP, que voltou assim a ser a líder de mercado, à frente não só das outras companhias europeias, como também das americanas e das brasileiras.

American Airlines declara prejuízo líquido de 2,4 mil milhões de dólares no 3º trimestre

22-10-2020 (17h51)

A American Airlines, maior companhia de aviação do mundo antes da pandemia, informou hoje que no terceiro trimestre, tradicionalmente o seu melhor, teve um prejuízo líquido de 2,4 mil milhões de dólares, com uma quebra das receitas em 73,4%.

Agências de viagens espanholas ameaçam endurecer exigência de reembolsos das companhias de aviação

22-10-2020 (14h03)

As agências de viagens espanholas ameaçam denunciar junto da União Europeia a falta de reembolsos das companhias de aviação, que acusam de estar a utilizar dinheiro de milhares de PME que em muitos casos até já reeembolsaram os clientes.

TAP põe à venda passes com voos ilimitados na Europa

22-10-2020 (13h38)

A TAP está a anunciar ao mercado o novo Flight Pass Europa, um passe com voos ilimitados de Lisboa e do Porto para todos os destinos europeus da sua rede, apesar das restrições de viagens relacionadas com a pandemia de covid-19.

Opinião e Análise