IAG amplia redução da operação em Abril e Maio para 90% e acordos para redução de encargos com pessoal

02-04-2020 (18h20)

Imagem: British Airways
Imagem: British Airways

O IAG, grupo que engloba British Airways, Aer Lingus, Iberia, Vueling e Level, anunciou hoje que decidiu ampliar a redução da operação em Abril e Maio, de “pelo menos 75%” para “aproximadamente 90”.

A informação do grupo indica também que vai utilizar um mecanismo de retenção de postos de trabalho de pessoas colocadas de licença e que hoje chegou a acordo com os sindicatos GMB e Unite para aplicá-lo a mais de 30 mil tripulantes de cabina e pessoal de terra em Abril e Maio.

Nesses termos, acrescenta, o pessoal de licença aufere 80% do salário base e de algumas remunerações adicionais.

A mesma informação diz ainda que a companhia chegou a acordo com os seus quatro mil pilotos para que façam quatro semanas de licença sem vencimento em Abril e Maio.

O IAG indicou que para as suas companhias espanholas poderão utilizar o mesmo mecanismo de apoio à retenção do emprego para mais de 17 mil trabalhadores e que busca poder aplica-lo também na Irlanda.

 

Clique para mais notícias: IAG

Clique para mais notícias: Coronavírus

Clique para mais notícias: Aviação

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

TAP marca passo apesar de “interesse público”

10-07-2020 (15h34)

Uma semana depois de o Governo anunciar mudanças de fundo da TAP, entre elas a do CEO da companhia, inerentes ao reforço da sua posição para mais de 70% do capital, ainda nada mudou e é Antonoaldo Neves que continua a comandar a transportadora aérea.

SATA faz balanço "muito positivo" da retoma gradual das operações

10-07-2020 (15h25)

A SATA anunciou que a taxa de ocupação média dos seus voos “rondou os 40%” em Junho, fazendo assim um balanço "muito positivo" da retoma gradual das operações, que estiveram suspensas devido à pandemia da covid-19.

LATAM Brasil entra com processo de reestruturação da dívida nos EUA

10-07-2020 (15h10)

A LATAM Brasil entrou com um pedido de reestruturação da dívida nos EUA para conter os impactos da pandemia da covid-19, anunciou a empresa, acrescentando que continuará a “operar normalmente".

Ryanair pede dados a clientes que reservaram em OTAs não autorizadas para os reembolsar

10-07-2020 (14h07)

A Ryanair está a pedir aos clientes que reservaram os seus voos em agências de viagens online (OTAs) não autorizadas, e que estão tentar obter reembolsos, para enviarem os seus dados e receberem directamente da companhia um voucher, alteração do voo ou devolução do dinheiro.

United Airlines pode vir a despedir mais de um terço dos seus funcionários

09-07-2020 (11h48)

A companhia aérea norte-americana United Airlines, duramente atingida pela crise devido à pandemia de covid-19, advertiu hoje que pode dispensar até 36 mil dos seus 95.200 funcionários em Outubro.

Opinião e Análise