Iberia reduz estrutura para enfrentar a crise provocada pela covid-19

17-09-2020 (16h31)

Foto: Iberia
Foto: Iberia

A Iberia está a reorganizar a sua estrutura para enfrentar a crise provocada pela pandemia de covid-19 e preparar a recuperação gradual da procura, tendo reduzido número de direcções da sua comissão directiva.

A companhia de aviação espanhola, que passou a ser liderada por Javier Sánchez-Prieto a 9 de Setembro (para ler mais clique aqui), vai juntar quatro direcções em duas, passando a funcionar com oito, “uma contenção de custos necessária para superar os efeitos da crise nos negócios”, diz em comunicado.

A Direcção Comercial, que era ocupada por Marco Sansavini, novo CEO da Vueling, e a Direcção de Rede e Alianças, será dirigida pela mesma pessoa, María Jesús López Solás, que era até agora directora da área de Cliente e que anteriormente liderou a área de Rede e Alianças.

A mesma lógica será aplicada às direcções de Transformação, Sistemas e Cliente, que serão agrupadas sob a liderança de Gabriel Perdiguero, até agora director de Transformação e Sistemas. Gabriel Perdiguero exerceu anteriormente o cargo de director de Clientes.

Enquanto analisa o futuro projecto de desenvolvimento do negócio de Manutenção, a Iberia diz que “o projecto continua com a nomeação de Andy Best como novo director, em substituição de André Wall, que recentemente deixou a empresa para integrar em um novo projecto”.

A companhia criou ainda uma Direcção de Pessoal, que reúne Relações Laborais, Desenvolvimento de Pessoal e Gestão de Talentos, para a qual fez a única contratação externa, Agustín González Hermosilla, que era director de Relações Laborais da Ferrovial Corporación e de Recursos Humanos da Ferrovial Servicios España.

A restante equipa é formada pelas pessoas e funções actuais: José Antonio Barrionuevo como director de Estratégia e Finanças; Juan Cierco como diretor Corporativo; Rafa Jiménez Hoyos, diretor de Produção; e Ángel Marcos como director de Serviços Aeroportuários.

Citado em comunicado, Javier Sánchez-Prieto, afirmou que “a nova equipa de gestão tem a experiência, a solvência técnica e a determinação de que necessitamos neste momento para ultrapassar os desafios que enfrentamos e continuar a avançar na recuperação da procura”.

 

Clique para ver mais: Iberia

Clique para ver mais: Aviação

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

easyJet vai voar Amesterdão - Faro este Inverno

30-10-2020 (13h38)

A easyJet anunciou hoje que vai voar entre Amesterdão e Faro uma vez por semana entre 19 de Dezembro e 27 de Março de 2021, reforçando para dois voos por semana durante a época do Natal, de 22 a 29 de Dezembro.

Pandemia de covid-19 provoca prejuízo de 6.078 milhões até Setembro ao grupo Air France/KLM

30-10-2020 (12h07)

O grupo Air France KLM, terceiro maior da Europa, englobando além dessas duas companhias também a Transavia, informou hoje que nos nove meses de Janeiro a Setembro deste ano soma um prejuízo de 6.078 milhões de euros, com quebra das receitas em 58,8%, principalmente das receitas de tráfego regular, que caíram 59,7%.

Ryanair vai voar Lisboa – Colónia no próximo Verão

29-10-2020 (11h59)

A Ryanair anunciou ao mercado que vai voar entre Lisboa e Colónia duas vezes por semana a partir de 28 de Março de 2021.

Quebra em Agosto menor que em Londres dá liderança dos aeroportos europeus a Paris CDG

28-10-2020 (16h32)

O Aeroporto de Paris Charles de Gaulle no final de Agosto era o aeroporto europeu com mais passageiros este ano, de acordo com dados do ACI Europe, que lhe atribui um total de 17,92 milhões de passageiros, mais 202,6 mil que Londres Heathrow, tradicionalmente o nº 1 europeu, mas que em Agosto teve menos 721,9 mil passageiros que o principal aeroporto da capital francesa.

Moscovo teve em Agosto os dois aeroportos europeus com mais passageiros

28-10-2020 (15h51)

Os dois aeroportos da capital russa, Moscow Domodedovo e Sheremetyevo, foram os aeroportos europeus com mais passageiros no mês de Agosto, destronando os ‘gigantes’ Londres Heathrow, Paris Charles de Gaulle, Frankfurt, Amesterdão Schiphol e Istambul, de acordo com os dados publicados pelo Airports Council Internacional (ACI) Europe.

Opinião e Análise