Manifesto Europeu de Turismo pede substituição de quarentenas por testes

08-09-2020 (12h40)

Foto: Helloquence / Unsplash
Foto: Helloquence / Unsplash

O Manifesto Europeu de Turismo, que reúne mais de 60 organizações de turismo europeias, públicas e privadas, instou os países da União Europeia a adoptar regras comuns sobre as viagens e a substituir “a necessidade de quarentena dos viajantes por testes e rastreio abrangentes e eficientes”.

Em comunicado, o Manifesto pede aos países da UE que estabeleçam “critérios e limites comuns para determinar o risco epidemiológico, incluindo um sistema comum de codificação por cores para identificar as áreas de risco”.

As organizações de tursimo consideram que devem ser implementadas “medidas comuns para colocar em prática na partida e no regresso das áreas de risco”, regras essas que “devem ser determinadas com detalhes suficientes e com base em evidências científicas”.

O Manifesto pede aos países da UE que “evitem restrições gerais à livre circulação através da implementação de medidas mais específicas, limitadas no âmbito geográfico” e que “acordem regras comuns para solicitar resultados negativos de testes covid-19 anteriores à viagem, quando necessário”.

A posição hoje divulgada sublinha que o sector das viagens e turismo “são o ecossistema mais afectado pela crise do novo coronavírus devido às restrições de viagem insuficientemente coordenadas, ao declínio da confiança dos viajantes e à redução da procura por parte dos consumidores”.

O Manifesto reconhece que é previsível “a necessidade de um controlo contínuo da covid-19”, mas considera que “na sequência de uma esperada quebra económica dramática, é crucial que as viagens na UE e no espaço europeu alargado (incluindo o Espaço Económico Europeu, Reino Unido e Suíça) sejam cuidadosa e rapidamente restauradas”.

O documento faz um apelo aos Estados-membros para que “cheguem urgentemente a acordo sobre restrições harmonizadas de viagens e assegurem uma rápida implementação para ajudar o sector a sobreviver a esta crise sem precedentes”.

“As restrições fronteiriças inconsistentes e em constante mudança, juntamente com a confusão sobre os requisitos de quarentena e testes, causaram frustração tanto para as empresas como para os viajantes, dissuadindo as reservas e prejudicando a realização tanto de viagens de lazer como de negócios”, sublinha o Manifesto.

A posição tomada por estas organizações surge depois de, na sexta-feira, a Comissão Europeia ter adoptado uma proposta com vista a garantir que quaisquer medidas decididas pelos Estados-membros que restrinjam a livre circulação devido à pandemia da covid-19 sejam coordenadas e comunicadas claramente a nível da UE.

A proposta que o executivo comunitário submeteu ao Conselho prevê que haja critérios comuns para os Estados-membros decretarem restrições de viagens, um mapeamento desses critérios comuns utilizando um código de cores acordado entre os 27, um quadro comum de medidas aplicadas aos viajantes provenientes de zonas de alto risco, e informação clara e atempada ao público sobre quaisquer restrições, que devem ser anunciadas com uma semana de antecedência.

A Comissão sublinhou, ainda, a necessidade de as medidas restritivas serem aplicadas de igual modo, sem discriminação da nacionalidade.

Quanto aos viajantes oriundos de “áreas de alto risco”, a Comissão defendeu que nenhum Estado-membro deve proibir a entrada de cidadãos comunitários, devendo antes exigir que as pessoas se submetam a uma quarentena ou, preferencialmente, realizem um teste à chegada.

(PressTUR com Agência Lusa)

 

Clique para ver mais: Europa

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Hangar de manutenção em Beja começa a funcionar faseadamente em Outubro

29-09-2020 (13h04)

O hangar da empresa Mesa para manutenção de aviões no aeroporto de Beja vai começar a funcionar em Outubro, após um investimento de 30 milhões de euros, revelou à agência Lusa o presidente do grupo proprietário.

Procura de transporte aéreo de/para Portugal continua a cair mais que a oferta

28-09-2020 (17h53)

Apesar das sucessivas ‘reclamações’ de mais voos, a oferta de transporte aéreo manteve em Agosto uma evolução menos negativa que a procura, de acordo com os dados divulgados pela ANAC, Autoridade Nacional da Aviação Civil portuguesa no seu boletim sobre a evolução em Agosto.

American Airlines programa retomar voos para Lisboa no final de Março

28-09-2020 (13h04)

A American Airlines, maior companhia de aviação do mundo, tem programado retomar os voos de Filadélfia para Lisboa a 27 de Março, início do chamado Verão IATA 2021.

Brasil suspende restrição à entrada de estrangeiros por via aérea

28-09-2020 (11h12)

Governo do Brasil suspendeu as restrições à entrada de estrangeiros no país por via aérea devido à pandemia de covid-19, mas mantém a proibição de entrada por vias terrestres e aquáticas.

Évora acolhe projecto de nova aeronave do CEiiA e de empresa brasileira

25-09-2020 (16h36)

O primeiro programa aeronáutico completo de Portugal, o ATL-100, para desenvolver, fabricar e operar uma nova aeronave ligeira, é apresentado hoje, sexta-feira 25 de Setembro, em Évora, numa parceria entre o CEiiA e a empresa brasileira DESAER.

Ultimas Noticias

Opinião e Análise