Moscovo teve em Agosto os dois aeroportos europeus com mais passageiros

28-10-2020 (15h51)

Foto: Nils Nedel / Unsplash
Foto: Nils Nedel / Unsplash

Os dois aeroportos da capital russa, Moscow Domodedovo e Sheremetyevo, foram os aeroportos europeus com mais passageiros no mês de Agosto, destronando os ‘gigantes’ Londres Heathrow, Paris Charles de Gaulle, Frankfurt, Amesterdão Schiphol e Istambul, de acordo com os dados publicados pelo Airports Council Internacional (ACI) Europe.

A associação, que indica representar mais de 500 aeroportos em 46 países europeus, publicou os dados de tráfego em Agosto de 242 aeroportos, com um total de 72,36 milhões de passageiros, significando uma quebra de 68,8% ou menos 159,89 milhões no que é tradicionalmente o mês mais forte para a aviação na Europa.

Os dados indicam que apenas três dos 242 aeroportos incluídos tiveram aumentos de passageiros (Sochi, Grenoble e Chambery) e apontam Heathrow, tradicionalmente o maior aeroporto, como o que teve a maior quebra, com um decréscimo de 6,24 milhões (-81,5%), ficando em 1,418 milhões, o que o remete para o 11º lugar.

Já os aeroportos moscovitas Domodedovo e Sheremetyevo, respectivamente 18º e 9º em Agosto de 2019, este ano subiram a 1º, com 2,295 milhões de passageiros, e 2º, com 2,22 milhões, embora com quebras em 27,4% ou 866,3 mil no primeiro e em 57,9% ou 3,05 milhões no segundo.

A seguir aos aeroportos da capital russa cotaram-se Paris Charles de Gaulle, hub da Air France, com 2,14 milhões de passageiros, Istambul Ataturk, hub da Turkish, com 1,92 milhões, e Amesterdão Schiphol, hub da KLM, com 1,85 milhões.

Também com mais de 1,5 milhões de passageiros estiveram ainda Istambul Sabiha Gokcen, com 1,81 milhões, Antalya, com 1,74 milhões, São Petersburgo, com 1,52 milhões, e Frankfurt, com 1,51 milhões.

Outros aeroportos com mais de um milhão de passageiros em Agosto foram Moscovo Vnukovo, com 1,48 milhões, Londres Heathrow, com 1,41 milhões, Madrid, com 1,35 milhões, Palma de Maiorca, com 1,23 milhões, Atenas, com 1,2 milhões, Sochi, com 1,19 milhões, Barcelona, com 1,1 milhões, e Paris Orly, em 16º, com 1,1 milhões.

Lisboa, com 876,9 mil passageiros, foi o 21º maior aeroporto europeu em Agosto, o Porto foi o 38º, com 582,3 mil, Faro foi o 56º, com 410,5 mil, o Funchal foi o 125º, com 114,7 mil, e Ponta Delgada foi o 130º, com 105,4 mil.

Os dados do ACI colocam o Aeroporto de Heathrow como o que teve a maior quebra de passageiros em Agosto, com menos 6,24 milhões (-81,5%) que há um ano, seguindo-se Frankfurte, com menos 5,42 milhões (-78,2%), Paris Charles de Gaulle, com menos 5,34 milhões (-71,4%), Amesterdão Schiphol, com menos 4,96 milhões (-72,8%) e Istambul Ataturk, com menos 4,82 milhões (-71,5%).

Seguiram-se as quebras em Madrid, com menos 4,43 milhões (-76,6%), Barcelona, com menos 4,3 milhões (-79,5%), Londres Gatwick, com menos 4,04 milhões (-81,8%), Antalya, com menos 3,86 milhões (-68,9%), e Munique, com menos 3,68 milhões (-80,8%).

Os mesmos dados permitiram concluir que o Aeroporto de Lisboa teve a 21ª maior queda de passageiros, com menos 2,25 milhões (-72%), Faro teve a 53ª, com menos 410,5 mil (-65,6%), o Porto teve a 54ª, com menos 768,7 (-56,9%), o Funchal teve a 25ª, com menos 203,9 mil (-64%), e Ponta Delgada teve a 130ª, com menos 154,9 mil (-59,5%).

A informação do ACI mostra também que as quebras mais fortes de passageiros foram nos maiores aeroportos europeu, que ‘junta’ no Grupo 1, dos aeroportos com mais de 25 milhões de passageiros por ano, que ficaram em média 72,7% abaixo do total de passageiros de Agosto de 2019, a quebra média no Grupo 2, dos que têm entre dez milhões e 25 milhões de passageiros por ano, foi de 66,6%, no Grupo 3, dos que têm entre cinco milhões e dez milhões de passageiros por ano, foi de 61%, e no Grupo 4, dos que têm menos cinco milhões de passageiros por ano, a queda média foi de 64,3%.

Lisboa, único aeroporto português no Grupo 1, com uma queda de passageiros em 72% esteve em linha com o seu grupo, o Porto, com -56,9%, teve uma queda inferior à média do grupo 2, Faro, com -65,6% também teve uma queda mais forte que a média do seu grupo, o 3, Ponta Delgada, com -59,5%, teve uma queda menor que a média do Grupo 4 e o Funchal, com -64%, teve uma queda em linha com a média deste grupo.

 

Clique para mais notícias: Aeroportos europeus

Clique para mais notícias: Aeroportos portugueses

Clique para mais notícias: Aviação

Clique para mais notícias: Europa

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Cabo Verde Connect prevê ter 54 mil lugares no mercado nos próximos seis meses

03-12-2020 (19h12)

A Cabo Verde Connect Services, que ontem realizou o seu primeiro voo Lisboa – Praia com 26 passageiros na ida e 38 na volta, perspectiva operar 54 mil lugares em voos de/para Cabo Verde nos próximos seis meses.

Iberia anuncia três voos semanais para Casablanca

03-12-2020 (18h31)

A companhia aérea Iberia voltou a voar para Marrocos com três frequências semanais entre Madrid e Casablanca, à segunda, quarta e sexta-feira.

easyJet reduz dimensão da bagagem incluída nas tarifas mais económicas

03-12-2020 (17h46)

A easyJet reduziu o tamanho limite da bagagem incluída nas suas tarifas mais económicas e está a cobrar bilhetes mais caros para transportar bagagens maiores nos compartimentos por cima dos assentos.

Evelop e Orbest vão passar a ser uma só marca: Iberojet

03-12-2020 (16h07)

As companhias aéreas Evelop e Orbest, do Grupo Ávoris, vão passar a operar sob uma única marca em Portugal e Espanha, a Iberojet, que vai deixar de ser a designação do operador turístico online do grupo.

Evelop reforça voos para Havana e antecipa início das ligações a Cancun

02-12-2020 (17h22)

A Evelop, companhia aérea do Grupo Ávoris, anunciou que vai aumentar a sua oferta de voos para Havana com mais uma frequência semanal, e vai antecipar o início das operações para Cancun, no México.

Opinião e Análise