NAV investe 103,8 milhões de euros em novo sistema de tráfego aéreo até 2023

24-04-2019 (15h57)

Aeroporto de Lisboa
Aeroporto de Lisboa

A NAV – Navegação Aérea de Portugal vai investir 103,8 milhões de euros no novo sistema de tráfego aéreo até 2023, num projecto que inclui a construção de uma nova torre de controlo em Lisboa.

Em declarações à Lusa à margem da apresentação do novo sistema, o presidente da NAV, Jorge Ponce de Leão, disse que o investimento tem também em conta a adaptação futura às exigências regulamentares que irão ser brevemente impostas pela União Europeia para aumentar os níveis de segurança.

“A empresa tem que se equipar para estar entre as melhores como sempre esteve”, disse, referindo que o investimento será financiado por recursos próprios da NAV.

O projecto, denominado Top Sky, que se encontra já em fase de testes, visa responder à procura actual, depois do aumento de cerca de 50% dos movimentos no aeroporto de Lisboa nos últimos cinco anos, em resultado da subida em 81% do número de passageiros.

Na apresentação do novo sistema, que contou com a presença do secretário de Estado Adjunto e das Comunicações, Alberto Souto de Miranda, o presidente aproveitou para chamar à atenção para a necessidade de se avançar com a localização efectiva da torre de controlo de Lisboa, prevista no investimento, para que se consiga cumprir os prazos definidos.

Questionado pelos jornalistas sobre o investimento, o governante disse ter recebido duas “boas notícias”: “A primeira é que a NAV tem um plano de investimentos ambicioso e adequado às necessidades de modernização tecnológica de todos os sistemas no prazo de cinco anos” e a segunda é que “em princípio isso não irá onerar o Orçamento do Estado porque haverá meios próprios para de ano a ano se ir financiando estes investimentos”.

Sobre a torre de Lisboa, segundo o secretário de Estado, as autorizações formais são da ANAC, mas o Governo tem vindo a acompanhar com grande proximidade com a ANA o processo.

"Neste momento há um diálogo entre a ANA e a NAV sobre as especificações técnicas da torre para definirem exactamente onde será implementada a torre. São pormenores que, estou certo, de que não vão causar nenhum atraso, será localizado do outro lado da actual pista [do Aeroporto Humberto Delgado], junto à avenida Santos e Castro e junto aquele que será a localização do novo terminal militar", disse.

Sobre o projecto, Alberto Souto de Miranda destaca o aumento de capacidade de gestão de tráfego aéreo e a optimização dos meios existentes, aumentando muito a capacidade do aeroporto “que passa por uma solução integrada com o futuro aeroporto do Montijo que passará a permitir cerca de 72 movimentos por hora, 48 em Lisboa e 24 no Montijo, o que é um aumento “muito significativo”.

“Estamos a falar de uma modernização tecnológica absolutamente necessária, não é que o sistema actual não seja seguro, mas não tem as capacidades para se conectar quer aos sistemas europeus quer às novas possibilidades técnicas que têm vindo a ser desenvolvidas", acrescentou.

O novo sistema de gestão do espaço aéreo implicou a adesão da NAV à Aliança COOPANS, que integra os prestadores de serviços de navegação aérea da Áustria, Croácia, Dinamarca, Irlanda e Suécia.

(PressTUR com Agência Lusa)

 

Clique para ver mais: Aviação

Clique para ver mais: Aeroporto de Lisboa

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Emirates prevê despedimento de 15% dos seus funcionários

13-07-2020 (16h52)

A Emirates, que já cortou 10% dos seus postos de trabalho, cerca de 6.000 funcionários, planeia despedir até 9.000 trabalhadores, que representam 15% do número de empregados antes da pandemia, afirmou o presidente da companhia aérea dos Emirados Árabes Unidos (EAU).

Grécia reabre a voos do Reino Unido mas exige teste negativo à covid-19

13-07-2020 (13h48)

A Grécia vai reabrir os seus aeroportos a voos do Reino Unido a partir de quarta-feira, mas exigirá aos passageiros a apresentação de um teste negativo ao novo coronavírus realizado até três dias antes.

Iberia já vende através do NDC todos os serviços para clientes corporativos

13-07-2020 (13h08)

A Iberia adoptou a nova versão do NDC da IATA que permite reservas, emissões e gestão de tarifas para empresas, com o que passou a vender através do NDC todos os seus serviços para clientes corporativos.

Comissão Europeia aprova ajuda estatal holandesa de 3,4 mil milhões de euros à KLM

13-07-2020 (12h21)

A Comissão Europeia aprovou hoje uma ajuda estatal da Holanda à companhia aérea holandesa KLM, um apoio urgente à liquidez na forma de garantia estatal e um empréstimo público devido à crise gerada pela covid-19.

TAP marca passo apesar de “interesse público”

10-07-2020 (15h34)

Uma semana depois de o Governo anunciar mudanças de fundo da TAP, entre elas a do CEO da companhia, inerentes ao reforço da sua posição para mais de 70% do capital, ainda nada mudou e é Antonoaldo Neves que continua a comandar a transportadora aérea.

Opinião e Análise