Pandemia já tirou mais de 105 milhões de passageiros aos aeroportos espanhóis

12-08-2020 (15h35)

Foto: AENA
Foto: AENA

Os aeroportos espanhóis tiveram em Julho quase sete milhões de passageiros, mas ainda assim ficaram 76,3% ou 22,4 milhões abaixo do mês homólogo de 2019, elevando a quebra desde o início do ano para 106,8 milhões (-67,9%), de acordo com os dados da AENA, gestora dos aeroportos espanhóis recolhidos pelo PressTUR.

A informação mostra que desde Março em Julho os aeroportos espanhóis tiveram mais passageiros que em todo o segundo trimestre, evidenciando o impacto do desconfinamento, bem como o peso que a pandemia ainda tem no transporte aéreo de passageiros.

Os dados da AENA mostram que os aeroportos dos destinos turísticos são os que evidenciam mais resiliência em Julho, mas ainda assim com quebras acima de 60%.

O exemplo mais flagrante é Palma de Maiorca, tradicionalmente terceiro maior aeroporto espanhol, que em Julho atingiu a liderança, com 1,1 milhões de passageiros, maus quase 112 mil que Madrid Barajas, tradicionalmente o maior aeroporto espanhol, e mais quase 230 mil que o segundo, Barcelona.

E a seguir a Palma de Maioca, em Julho estiveram Málaga, aeroporto da Costa del Sol, com 575,7 mil passageiros, Ibiza, com 426,2 mil, Alicante, com 422,8 mil, Gran Canária, com 381,6 mil, Tenerife Norte, com 291,6 mil, Valência, com 264,3 mil, Menorca, com 207,8 mil, e Lanzarote, com 194,3 mil.

Os dados da AENA permitem ver que todos esses aeroportos tiveram quebras superiores a 60%, à excepção de Tenerife Norte onde o decréscimo foi de 46,1%.

A quebra média de passageiros nos aeroportos espanhóis em Julho foi de 76,2%, com quebra de 61,9% em voos domésticos e de 82,2% em voos internacionais.

 

Clique para mais notícias: Aeroportos de Espanha

Clique para mais notícias: Espanha

Clique para mais notícias: Aviação

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

United e American Airlines vão despedir 32.000 trabalhadores

01-10-2020 (15h26)

A companhia aérea norte-americana United Airlines anunciou que vai despedir a partir de hoje 13.000 funcionários, poucas horas depois da American Airlines ter anunciado que iria dispensar 19.000.

‘Família’ Pedrosa sai da Administração da TAP, mas grupo Barraqueiro mantém ‘representante’ (Actualiza)

01-10-2020 (12h41)

A TAP anunciou hoje a renúncia de Humberto Pedrosa e do seu filho David Pedrosa dos cargos que exerciam no grupo aéreo, nomeadamente de presidente da Administração e Vogal da Administração da companhia aérea TAP, SA, mas sem que o seu Grupo Barraqueiro deixe de estar representado.

Humberto e David Pedrosa renunciam aos cargos na administração na TAP

01-10-2020 (09h14)

Humberto e David Pedrosa apresentaram na quarta-feira a renúncia aos cargos de presidente e vogal, respectivamente, na TAP e nas demais sociedades do Grupo TAP onde exercem funções de administração.

Aer Lingus programa ter quatro voos por semana Dublin – Faro este Outubro

30-09-2020 (17h53)

A companhia de aviação irlandesa Aer Lingus, do IAG, tem programado fazer quatro voos por semana entre Dublin e Faro de 1 a 24 de Outubro, que são as últimas semanas do chamado Verão IATA.

TAP liga 25% mais cidades mesmo tendo só 30% da capacidade, diz o seu Chief Revenue & Network

30-09-2020 (17h46)

O Chief Revenue & Network da TAP, Arik De, comentou nas redes sociais que a companhia, embora tenha a sua capacidade reduzida a 30% do que tinha há um ano, liga 25% mais de cidades do que antes da pandemia, com uma redução de 92% no tempo médio de ligação.

Opinião e Análise